Dirty Glory solta vídeo de apresentação na final do concurso 'New Rock Bands'

O grupo paulistano de hard rock Dirty Glory foi um dos finalistas do concurso "New Rock Bands", que contou com cerca de 700 bandas inscritas. Dirty Glory, Kryour e Válvera passaram por uma seletiva, que contou com Paul Martins (Kiss FM), Rafael Bittencourt (Angra), Jimmy London (Matanza Ritual), Paulo Baron (Top Link Music) e a Secretária Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, como jurados.
 
As três selecionadas se apresentaram no dia 23 de julho no CCSP (Centro Cultural São Paulo), com transmissão ao vivo pelas redes sociais da Kiss FM e do programa Autoral Brasil. "O CCSP é um lugar icônico em São Paulo e foi muito recompensador poder tocar num evento como esse, com duas bandas sensacionais como Válvera e Kryour. Ficamos muito felizes pelo reconhecimento de termos sido escolhidos entre tantas bandas igualmente competentes e por nomes importantes do cenário brasileiro. O prêmio será investido na conclusão do novo disco", revelou o vocalista Jimmi DG.
 
O Dirty Glory disponibilizará um vídeo por semana desta apresentação no CCSP, começando por "20 Years of Moving On", faixa do álbum de estreia, "Mind The Gap". "Alguns segundos antes de entrar no palco, olhei para o lado e vi meus colegas de banda, inclusive o ex-guitarrista Dee Machado, que substituiu excepcionalmente o baixista Vikki Sparkz, cada um com o seu ritual/processo de concentração... Sabendo que aquele era um dos maiores reconhecimentos que tivemos e nos apresentando para o Brasil todo, mesmo que de forma virtual, era algo diferente do que tinha visto deles em outros shows nossos. Isso faz com que a energia comece a fluir muito forte antes de a primeira nota ser tocada", observou o guitarrista Rei.
 
Confira o vídeo ao vivo de "20 Years of Moving On" em https://youtu.be/o2NQyBsjrjw



O baterista Sas recorda que quando recebeu a mensagem sobre o post do concurso, gostou da proposta. "Foi uma amiga que me enviou, pelo Facebook, o post do Autoral Brasil (Kiss FM). Achei muito legal a proposta, porque era diferente do que vemos na internet, que são sobre quantidade de likes e compartilhamentos. Quando vi que eram pessoas de renome que iriam votar no concurso, me pareceu uma coisa mais interessante e mais honesta. Assim, inscrevi a banda na hora e conseguimos êxito!", comemorou o baterista Sas.
 
O quarteto agora se concentra na finalização do sucessor de "Mind the Gap", produzido ao lado de Henrique Baboom. "Não temos a data de lançamento definida, mas pretendemos concluí-lo em breve e lançar ainda este ano. A pandemia do coronavírus atrapalhou os planos de todos, mas, mesmo em meio a tanta incerteza e tristeza, vamos seguir os trabalhos. Tivemos motivos para comemorar e agora estamos mais confiantes ainda", concluiu o baixista Vikki Sparkz.
 
Sites relacionados:
facebook.com/dirtyglory
instagram.com/dirtyglory_official
youtube.com/dirtygloryband







Dirty Glory: sem se preocupar com expectativas

Com o final da fase de pré-produção do sucessor de "Mind The Gap", seu álbum de estreia, a banda paulistana Dirty Glory pretende não somente a manutenção de sua sonoridade já estabelecida, como apresentar um disco coeso, que continua transitando entre músicas pesadas, baladas e pegadas estradeiras. "Estamos menos preocupados com o rótulo hard rock em si e mais a fim de fazer músicas fortes para termos um disco consistente e interessante nas mãos", apontou o guitarrista Reichhardt.
 
Já o vocalista Jimmi DG, aponta: "Hoje eu vejo as letras do nosso primeiro disco, e percebo como estava puto naquela época. Eu gosto de escrever sobre o que sinto e penso, mas apesar de cantar em primeira pessoa, raramente me coloco como o personagem das letras", explicou. "A temática em ‘Mind The Gap’ era carregada. Hoje, diria que estamos na nossa fase mais positiva e livre, e acho que isso vai transparecer nesse próximo álbum", acrescentou.
 
O baixista Vikki Sparkz, por sua vez, está bastante animado com a sua estreia na banda em um disco completo. "Apesar de fazer parte da banda há 3 anos, este é meu primeiro disco com eles! Quando entrei no Dirty Glory, o 'Mind The Gap' já estava quase pronto. Estou empolgado com o processo de composição, pois é um disco de todos, e estamos nos dando muito bem criativamente", revelou. "Passamos tanto tempo juntos que as músicas estão saindo naturalmente, e poder fazer parte desse processo fez com que a cozinha do Dirty Glory ganhasse destaque, estou ansioso e muito feliz com o resultado", concluiu.
 
O quarteto, que desde o começo do ano vem ensaiado em seu próprio estúdio em Pinheiros (SP), diz estar mais familiarizados com a experiência de criar um disco. "Depois de tantos erros e acertos, nós amadurecemos como músicos e aprendemos a lidar uns com os outros em relação à forma com que cada um se expressa criativamente. Na parte da bateria, tive mais liberdade e tempo para pensar e testar quantas versões eu quisesse para cada parte de cada música", explicou o baterista Sas.
 
"Mind The Gap", o primeiro álbum do Dirty Glory, atraiu a atenção dos fãs de hard rock e contou com lançamento no Brasil em novembro de 2015 e em maio de 2016 no restante do mundo, através do selo americano Perris Records. Entre os destaques estão os singles e videoclipes para as faixas "Sticks And Stones" e "Fire".
 
Veja o clipe de "Fire" em https://youtu.be/ty08JMogKlQ



Site relacionado: facebook.com/dirtyglory

Contato para shows e merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Dirty Glory: novo álbum virá mais direto, orgânico e dinâmico

Após soltar o single/clipe com a versão hard rock de "Uma Noite e 1/2", gravada originalmente há trinta anos pela cantora Marina Lima, a banda Dirty Glory deu início ao processo de composição do sucessor do álbum de estreia, "Mind The Gap", lançado em novembro de 2015, no Brasil, e em maio de 2016 no restante do mundo pelo selo americano Perris Records. "Estamos compondo o disco novo, que ainda não tem título. Geralmente fechamos a parte melódica primeiro, com linhas vocais e riffs, para depois desenvolver as letras. O processo sempre nasce de um refrão ou de um riff e já estamos com bastante material para trabalhar", comemora o vocalista Jimmi DG.
 
O guitarrista Reichhardt revela que o processo tem sido bem natural. "Tomamos o cuidado de nunca estressar nada para não sair forçado ou apressado. Tem dia que não rola nada e tem dia que a música sai inteira pronta em meia hora." O guitarrista ainda aponta um fator novo em relação ao debut, pois se trata de um processo diferente. "Trocamos de baixista depois de gravar o álbum e ele tem somado bastante nas composições, junto do fato de que agora temos só um guitarrista. Até então, Jimmi pegava os riffs e fazia 80% das músicas sozinho. Agora, estamos fazendo todos juntos e, em minha opinião, o novo disco vai superar 'Mind The Gap'. Estamos buscando colocar mais de nós mesmos, como um grupo, nas novas composições. Ainda é cedo para descrever o que vai ser o próximo disco, mas decidimos colocar menos pressão e limites no que deve ou não deve ser um disco de rock'n'roll", destaca.
 
Este novo processo, aliás, já foi utilizado para a versão de "Uma Noite e 1/2" e, segundo a banda, com um resultado extremamente satisfatório. "Soa mais como um grupo do que algo superproduzido. O Dirty Glory vai vir diferente, com mais fome!", observa Jimmi DG. "As influências são várias, mas a pegada é um mix de Mr. Big, Danger Danger, Van Halen, Pantera, ZZ Top, e por que não elementos fora do rock? Ou seja, vai ter riff, vai ter refrão, vai ter groove e vai ter rock'n'roll", conclui Reichhardt.

Veja o clipe da versão para "Uma Noite e 1/2", elogiado pela própria Marina Lima em https://www.youtube.com/watch?v=FZE4uljLV6w
 


Mais informações em facebook.com/dirtyglory
Merchandising: http://www.znstore.com.br/merch/dirtyglory/

Contato para shows: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Dirty Glory: elogiado por Marina Lima em regravação de clássico da música brasileira

Desde a sua criação, a banda de hard rock Dirty Glory só compôs letras em inglês e teve seu álbum de estreia, "Mind The Gap", lançado no exterior pela gravadora americana Perris Records. Porém, a ideia de regravar "Uma Noite e 1/2", clássico da música brasileira composto pelo baixista Renato Rocketh e gravado pela cantora carioca Marina Lima no álbum "Virgem" (1987), partiu de uma simples brincadeira em um ensaio.
 
"Eu e o baterista Sas iríamos tocá-la, na versão original, em um casamento. Daí, levamos a ideia para o Dirty Glory e a tocamos uma vez, mas num clima totalmente descontraído", recorda o guitarrista Reichhardt. "Gostamos tanto que começamos a tocá-la nos shows. Então, vendo a reação do público, resolvemos gravá-la e lançar. Outro ponto de levar essa música pra frente era ter uma aproximação com a galera do Brasil, por ser em português, além de celebrar os trinta anos do lançamento deste clássico da Marina Lima", acrescenta.
 
A versão hard rock de "Uma Noite e 1/2" foi gravada, mixada e masterizada pelo produtor Henrique Baboom. Já o videoclipe foi filmado pela própria banda e editado pelo vocalista Jimmi DG. "Lembra bastante a primeira versão, com outro cantor bem bom e uma pegada mais atual. Gostei bastante. Muito bom de ouvir", elogiou a própria Marina Lima.
 
Para ver o clipe, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=FZE4uljLV6w



Mais informações em facebook.com/dirtyglory
Merchandising: http://www.znstore.com.br/merch/dirtyglory/
Contato para shows: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Dirty Glory lança cerveja produzida pela Krause

Modern Goddess, a cerveja artesanal da banda Dirty Glory, acaba de ser lançada no mercado. Produzida pela Krause Cervejaria, a witbier – receita belga –, é uma cerveja de trigo condimentada, cítrica e aromática. Leve e de teor alcoólico baixo, é feita essencialmente com trigo não maltado, levando ainda em sua composição malte do mesmo cereal e também de cevada. "O trigo não maltado dá um tom mais leve e menos doce para a cerveja do que as cervejas de trigo maltado, característica das tradicionais alemãs", explica Nils Krause, produtor da cerveja da banda.
 
Os ingredientes que se destacam na receita são as frutas cítricas e as especiarias, tradicionalmente, casca de laranja e semente de coentro, que conferem refrescância à bebida. Algumas variações podem incluir aveia, camomila, limão siciliano, gengibre e pimenta em grãos. "A degustação de sabores foi incrível, é claro!", avalia o guitarrista Reichhardt. "Entre alguns tipos e diversos critérios para escolher a receita que receberia o nome da banda, chegamos à conclusão de que a melhor opção era a Witbier, pois, como é mais leve, dá para tomar mais. A cerveja poderá ser adquirida nos shows através da própria banda", acrescenta.
 
O Dirty Glory atualmente promove o álbum de estreia, "Mind The Gap", lançado em novembro de 2015 no Brasil e em maio deste ano no restante do mundo através da gravadora norte-americana Perris Records.
 
Dirty Glory Beer - Modern Goddess

Sites relacionados:
www.dirtyglory.com
facebook.com/dirtyglory
instagram.com/dirtyglory_official
youtube.com/dirtygloryband
http://www.perrisrecords.com/new_releases/dirty_glory___mind_the_gap/
 
Contato para shows e merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

 

Dirty Glory fecha com a americana Perris Records

A banda brasileira de Hard Rock Dirty Glory fechou contrato com a gravadora norte-americana Perris Records para o lançamento do álbum de estreia, "Mind The Gap", no exterior. "O fundador da Perris, Tom Mathers, demonstrou grande interesse, elogiou nosso trabalho e então fechamos o contrato. Ter nosso disco distribuído em lojas do mundo inteiro é um sonho que sempre tivemos. Essa é a maior conquista do Dirty Glory!", comemora o guitarrista Reichhardt. "Agora, também vamos trabalhar para tocar lá fora", acrescenta.
 
"Mind The Gap" foi gravado no Studio Flapc4, em São Paulo (SP), por onde já passaram Joe Lynn Turner, Andreas Kisser, Musica Diablo, entre outros artistas de renome, tendo Luis Lopes e o vocalista Jimmi DG sob o comando da produção. O material será lançado no exterior pela Perris Records no próximo dia 12 de maio.
 
Para ver o clipe, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=I3BqWmCMJPA



Sites relacionados:
www.perrisrecords.com
www.dirtyglory.com
youtube.com/dirtygloryband
facebook.com/dirtyglory

Contato para shows e merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Dirty Glory lança 'Mind the Gap'

"Mind the Gap", álbum de estreia da banda de Hard Rock Dirty Glory, acaba de ser lançado oficialmente em todas as plataformas digitais para streaming e download gratuitos (http://www.smarturl.it/MindTheGap). O material conta com 12 composições autorais, 10 inéditas e duas regravações de singles anteriores, como "Mr. Jack" do EP "It's On!" (2011). "As músicas seguem a linha que curtimos: o bom e velho Hard Rock, com influências de Van Halen, Guns N' Roses, Kiss e Danger Danger", explica o vocalista Jimmi DG. "Um pouco de Blues e o peso do Metal também são sempre bem-vindos", acrescenta o guitarrista Reichhardt.
 
A primeira amostra do novo trabalho se deu com o videoclipe de "Sticks And Stones", lançado no último dia 20 de outubro. A música traz um dos aspectos do conceito de "Mind the Gap": a quebra de valores para uma evolução.  Para ver o clipe, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=I3BqWmCMJPA

O álbum foi gravado no Studio Flapc4, em São Paulo (SP), por onde já passaram Joe Lynn Turner, Andreas Kisser, Musica Diablo, entre outros artistas de renome, tendo Luis Lopes e Jimmi DG sob o comando da produção. Além da distribuição em todas as plataformas digitais para streaming e download gratuitos, as cópias físicas de "Mind The Gap" estarão à venda no site da banda (dirtyglory.com).

Após ter sido uma das atrações do "Metal Land Festival", evento realizado em Altinópolis (SP) entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro e que contou com a presença de Sepultura, Krisiun e Andre Matos, entre muitos outros, Jimmi DG (vocal), Dee Machado e Reichhardt (guitarras), Vikki Sparkz (baixo) e Sas (bateria) se preparam para um grande show de lançamento. O evento ocorre no próximo dia 19 de novembro (quinta-feira, véspera de feriado) a partir das 22h no Manifesto Bar, em São Paulo, contando com a presença do Sioux 66, Bottoms Up e Use Your Guns.
 
O objetivo do Dirty Glory é bem simples: mostrar seu som para os fãs de Hard Rock e cair na estrada. No palco ou em estúdio, eles querem te movimentar. E você, vai parar na porta ou vai entrar?


 
Dirty Glory – Mind The Gap
Show de lançamento: 19 de novembro (quinta-feira, véspera de feriado)
Horário: a partir das 22h
Local: Manifesto Bar
Endereço: Rua Iguatemi, 36, Itaim Bibi - São Paulo/SP
Contato: (11) 3168-9595 / E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Site: www.manifestobar.com.br
Atrações: Dirty Glory, Sioux 66, Bottoms Up e Use Your Guns
Valores: Mulher vip até 23h / Mulher após 23h R$ 20 / Homem R$ 25
 
Sites relacionados:
www.smarturl.it/MindTheGap
www.dirtyglory.com
youtube.com/dirtygloryband

Contato para shows e merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Assessoria de Imprensa - ASE Music
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
http://asepress.com.br/music/index.php/clientes/dirty-glory

Dirty Glory: clipe de 'Sticks And Stones' antecipa novo CD

Depois de dois anos de trabalho, a banda paulistana de Hard Rock Dirty Glory lança "Stick And Stones", o primeiro single e clipe do novo álbum, "Mind the Gap", marcado para sair no dia 6 de novembro em todas as plataformas digitais para streaming e download gratuitos.
 
O vídeo foi produzido pela Submundo Filmes, com direção de Michel Souza. "Precisávamos buscar inspiração na própria linguagem audiovisual para ter algo diferente. A saída foi inovar na parte de edição de vídeo, com sobreposição de imagens, trabalho de negativo e composição de cenas. É um vídeo diferente e a inspiração foram as aberturas da série 'True Detective'", explica o guitarrista Reichhardt. "Com certeza, o nosso melhor trabalho até hoje", acrescenta o guitarrista Dee Machado.
 
Para ver o clipe, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=I3BqWmCMJPA



"Stick And Stones" traz um dos aspectos do conceito de "Mind the Gap", a quebra de valores para uma evolução. "Ela fala de revolução, impunidade, e da união perante os abusos que sofremos todos os dias em qualquer frente que seja. Todo mundo sofre com algo que não concorda", detalha o vocalista Jimmi DG.
 
O Dirty Glory é uma das atrações do "Metal Land Festival" (www.metallandfestival.com.br), que será realizado entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro no Hotel Fazenda Vale das Grutas, em Altinópolis, interior de São Paulo. "Serão quatro dias de Rock, Metal e natureza e nós prometemos representar bem o Hard Rock por lá. É uma honra fazer o pré-lançamento de nosso novo álbum em um evento com tantos nomes relevantes do cenário brasileiro", conclui o baterista Sas.
 
"Hey this is for the losers, the sinners, the beggars and the so called winners.
This is not the wasted generation, we are the awaken generation!
Those are really the ones who don't fit in. And for the ones who do: WAKE UP!"
 
DIRTY GLORY:
Jimmi DG - vocal
Dee Machado - guitarra
Reichhardt - guitarra
Vikki Sparkz - baixo
Sas - bateria
 
Sites relacionados:
www.dirtyglory.com
facebook.com/dirtyglory
instagram.com/dirtyglory_official
youtube.com/dirtygloryband
 
Contato para shows e merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Dirty Glory divulga repertório e capa de 'Mind The Gap'

O que você espera de uma experiência Hard Rock? O amanhecer é sempre o término de uma longa noitada, ou o início de um novo dia? A escolha é livre. Transição é o que o álbum "Mind The Gap" representa na atual fase do Dirty Glory. O espaço entre a zona de conforto e a ruptura dos padrões, é onde nascem as maiores revoluções. É preciso estar atento ao transitar.
 
A estreia do grupo paulistano formado em 2011 veio com o EP "It's On!", que contou com três faixas autorais, incluindo single/clipe "Mr. Jack". "Em 2012 fizemos uma versão acústica desta música e ela foi bem aceita pelos fãs", destaca o guitarrista Dee Machado. No ano seguinte foi a vez do single e clipe para a balada "Every Time I Think About You".
 
Agora o Dirty Glory se prepara para lançar, no próximo dia 6 de novembro, o primeiro álbum. "Mind The Gap" conta com 12 composições autorais, 10 inéditas e duas regravações dos singles anteriores. "As músicas seguem a linha que curtimos: o bom e velho Hard Rock, com influências de Van Halen, Guns N' Roses, Kiss e Danger Danger", explica o vocalista Jimmi DG. "Um pouco de Blues e o peso do Metal também são sempre bem-vindos", acrescenta o guitarrista Reichhardt.
 
"Mind The Gap" foi gravado no Studio Flapc4, em São Paulo (SP), por onde já passaram Joe Lynn Turner, Andreas Kisser, Musica Diablo, entre outros artistas de renome, tendo Luis Lopes e Jimmi DG sob o comando da produção. "A sinergia e intimidade que ganhamos com os trabalhos anteriores ajudam muito no processo criativo com Jimmi DG. É um cara que sabe exatamente o que quer! Já o Luis Lopes é um grande entusiasta da música. Suas críticas e sugestões geraram coisas positivas para a banda como um todo, não apenas para o som. É da família", conta Reichhardt.
 
Após um tempo longe dos palcos, Jimmi DG (vocal), Dee Machado e Reichhardt (guitarras), Vikki Sparkz (baixo) e Sas (bateria) se preparam para um grande show de lançamento, além do videoclipe do novo single, "Sticks And Stones", que sai no dia 20 de outubro.
 
A distribuição de "Mind The Gap" será feita em todas as plataformas digitais para streaming e download gratuitos, e as cópias físicas estarão à venda em www.dirtyglory.com. O objetivo do Dirty Glory é bem simples: mostrar seu som para os fãs de Hard Rock e cair na estrada. No palco ou em estúdio, eles querem te movimentar. E você, vai parar na porta ou vai entrar?
 
Sites relacionados:
www.dirtyglory.com
facebook.com/dirtyglory
instagram.com/dirtyglory_official
youtube.com/dirtygloryband
 
Contato para shows e merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
DIRTY GLORY - MIND THE GAP (CD, 2015)
01 - Sticks And Stones (3'35")
02 - Failing The Test (3'46")
03 - 20 Years Of Moving On (4'52")
04 - Beyond Time (4'01"
05 - Black Lightning (4'25")
06 - Fire (3'08")
07 - Damn The Human Race (4'34")
08 - Every Time I Think About You (4'50")
09 - What's Her Name Again? (3'03")
10 - Mr. Jack (4'14)
11 - Modern Gods (5'22")
12 - The Sentence (3'51")


Mind The Gap (2015)


Visit fbetting.co.uk Betfair Review