Area 55 estreia com single e clipe 'Far Away'

Criada em Los Angeles (EUA) por Julio Federici (vocal, King of Bones), Mika Jaxx (guitarra, Sioux 66 e React), Gui Bodi (baixo, Disciples of Babylon e Artur Menezes) e Boll3t (bateria, Aboleth e Hecatombe), a banda Area 55 estreia com o single e videoclipe "Far Away". A concepção do nome, por ter ligação com brasileiros, acabou ficando uma analogia da instalação da Força Aérea dos EUA, conhecida como Area 51. "No começo, quando fizemos o 'brainstorm' para a escolha do nome, pensamos em Code 55, em referência ao código de telefone do Brasil. Depois veio a ideia de Area 55, para ter conexão com a Area 51, que tem ligações com histórias sobre OVNIs, assunto que somos viciados", revelou o vocalista Julio Federici.
 
Veja o videoclipe "Far Away", produzido pela Obuie 360 e dirigido por Ricardo Salles, em https://youtu.be/BFrTAM0e9lw


 
Federici explica que quando ainda estava no Brasil, fazendo o seu processo de visto de artista para se mudar para Los Angeles, viu um post de Mika Jaxx falando que ele também iria deixar o Brasil. "Quando vi esta postagem, na minha cabeça eu já tinha em mente que quando chegasse em Los Angeles faria contato com ele e com todas as pessoas que conhecia na cidade, tanto brasileiros como americanos. Assim, logo na primeira semana, eu falei com ele e a gente marcou de se encontrar porque, por coincidência, ele morava no mesmo lugar que eu acabei me instalando", recordou o vocalista. "No fim da conversa ficou acordado que iríamos fazer um som juntos. Ele chegou com riffs mais na linha do Breaking Benjamin, Three Days Grace e Shinedown. Por mais que minhas raízes estejam nos anos 1980 e 90, sempre gostei de ouvir coisas novas e então tudo se encaixou, porque tudo fluiu naturalmente", acrescentou.
 
Com a concepção musical em mente, Federici e Jaxx saíram em busca de outros músicos para completar a formação. "Chegamos a testar americanos e até tivemos um baixista mexicano durante um tempo, mas como ele fica três meses aqui e três meses no país dele, achamos que isto poderia complicar algumas coisas. Então, por intermédio de Júlio Mendoza, veio Boll3t que, por coincidência, também é amigo do baterista Marcelo Moreira (Burning In Hell, Almah, Kiko Loureiro, Circle II Circle). Ele atualmente reside em Los Angeles, mas ambos são de Caxias do Sul (RS). Fizemos o teste e Boll3t foi aprovado na hora!", comemorou o vocalista. "Boll3t nos indicou três baixistas: um americano, um cara da Nova Zelândia e o Gui Bodi. A gente estava praticamente fechando com o americano, mas quando Gui fez o teste, chegou atropelando. Ele tem dois discos gravados com o Disciples of Babylon, 'Welcome to Babylon' (2015) e 'The Rise And Fall of Babylon' (2017)", completou Mika Jaxx.
 
Curiosamente, o Area 55 tem três integrantes formados em produção: Mika, Boll3t e Federici. "Boll3t, inclusive, produziu bandas como Rotten Filthy e, recentemente, estudou com o produtor e engenheiro de som americano Andrew Scheps, premiado pelo Grammy e que, entre outros trabalhos, mixou o mais recente álbum do Rival Sons", detalhou o guitarrista.
 
Com o single "Far Away" lançado, o grupo agora prepara o álbum de estreia, ainda sem título e data de lançamento definidos. "Estamos produzindo com Brendan Duffey, que trabalhou com bandas como Angra, Torture Squad e Andre Matos, entre muitas outras. A melhor coisa é que tudo está saindo rápido", relatou Julio Federici. "Queremos fechar dez músicas e já temos seis prontas. A ideia é cair na estrada imediatamente. Então, fechando o restante do repertório do disco, mandaremos para Brendan Duffey fazer a mix e a master", concluiu Mika Jaxx.
 
Sites relacionados:
http://area55official.com
http://instagram.com/area55official
http://facebook.com/area55official
 
Sites pessoais dos músicos:
http://www.mikajaxx.com/
https://www.juliofederici.com/
http://www.boll3t.com/
https://www.guibodi.com/
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



 

 

Venomous apresenta versão de clássico do Angra

Antes de soltar o novo single, "Black Embrace", agendado para o dia 16 de maio, o Venomous apresenta uma versão de "Nothing to Say", faixa de abertura do clássico "Holy Land", lançado em 1996 pelo Angra. Além de a versão trazer a personalidade do death metal melódico da banda paulistana, ela contou com a participação das vocalistas May Puertas (Torture Squad) e Fernanda Lira (Nervosa) e do guitarrista Guilherme Mateus (Bruno Sutter). "Tive um momento muito especial com o Angra quando cantei com eles em São Paulo. Assim, fiquei muito feliz com a ideia do Venomous em poder registrar uma homenagem unindo forças com minha amiga guerreira Fernanda Lira. Trabalhamos melodias e harmonias de vozes desafiadoras e essa versão vai surpreender tanto os fãs de metal extremo quanto de heavy metal. Uma união de dois mundos em uma música tão emblemática", comentou May Puertas, do Torture Squad.
 
Veja o vídeo produzido por Caike Scheffer, que traz cenas das gravações ocorridas no estúdio Dual Noise (SP) ao lado do produtor Rogério Wecko, em https://youtu.be/filA-OWMJ1c


 
Em seu álbum de estreia, "Defiant", o Venomous trouxe a faixa "Green Hell", que tem inspiração em ritmos brasileiros e ganhou um vídeo ao vivo recentemente (veja em https://youtu.be/5b8CbUQPOHo). "Ela fala sobre a colonização portuguesa no Brasil e de como nos foi deixada uma herança de sangue, onde a velha oligarquia ainda impera e na qual os governos caem, mas ainda somos dominados pelo ouro", explicou o vocalista Tigas Pereira.
 
O guitarrista Ivan Landrgraf revela que os trabalhos sempre terão uma faixa com passagens de música regional brasileira, que, em sentido amplo, os aproxima do trabalho desenvolvido pelo Angra, Sepultura e Overdose. "Sendo um fã do Angra desde a infância, para mim é uma emoção muito grande gravar uma versão de uma música tão icônica, mas com a nossa cara e com participações de peso. As vozes destruidoras da Fernanda e da May, e o trabalho com meu grande amigo e super guitarrista Guilherme Mateus, fizeram esta gravação totalmente diferente de tudo o que já havia experimentado."
 
Já o guitarrista Gui Calegari aponta para as conexões e relembra a criação original da música. "Essa música que, segundo o guitarrista Kiko Loureiro, hoje no Megadeth, era baseada num samba com dois bumbos, em uma ideia trazida pelo baterista Ricardo Confessori, também teve uma versão da banda pernambucana Cangaço", observou. "A ideia desse projeto surgiu quando decidimos lançar um single antecipando o álbum novo, e queríamos que viesse acompanhado de alguma versão. Quando Calegari sugeriu esta música não tivemos dúvidas. Era um grande desafio que estávamos dispostos a encarar, e ficamos extremamente felizes com o resultado", concluiu Landgraf.
 
Site relacionado: https://www.facebook.com/venomousoficial/
 
Contato para shows: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Horror Expo 2019: responsável pelas 'Noites do Terror' e 'Katakumb' criará atrações do evento

O fã do horror certamente se lembra das "Noites do Terror" e do "Castelo dos Horrores" do saudoso Playcenter, parque de diversões paulistano. E dos mistérios de "Katakumb", uma das principais atrações do Hopi Hari? Ou, ainda, do "Castelo do Terror", que aterroriza o parque temático catarinense Beto Carrero World? Todos respondem por um nome: Juan Espeche, 54, que também foi responsável por diversas outras atrações, como "O Mistério da Monga", "Horror Fest" e "Museu Zé do Caixão".
 
Argentino, natural de Buenos Aires e radicado no Brasil há 23 anos, Espeche fundou, em 1995, a empresa Indiana Mystery, especializada no entretenimento de terror e suspense, com projetos que têm como meta a concepção na riqueza de detalhes. Os frutos desse trabalho, que rendeu a visita de milhares de pessoas e a venda de milhões de ingressos na América do Sul e Europa, agora será focado nas experiências da HORROR EXPO 2019, com atrações exclusivas e gratuitas para o visitante que adquirir o ingresso para qualquer dia (ou todos) do evento, que acontece no Expo Center Norte (São Paulo/SP) nos dias 18 a 20 de outubro de 2019.
 
LABIRINTO DO TERROR, CEMITÉRIO E OUTRAS ATRAÇÕES DE ENTRETENIMENTO GRATUITAS NA HORROR EXPO
Desde sua concepção, ficou evidente para os organizadores da HORROR EXPO que as experiências tradicionais de terror de parques de diversão ou temáticos não poderiam ficar de fora naqueles três dias de evento. Portanto, deveriam ser parte integrante do ingresso, não cobradas à parte. Para a missão, se aliaram a Juan Espeche e sua Indiana Mystery, que prometem aplicar toda a sua experiência no mundo do terror com inovações tecnológicas, para sustos ainda mais elaborados e inesquecíveis.
 
Até o momento são projetados um Labirinto do Terror com mais de 300 m² e um Cemitério que passa dos 100 m², todos regados de diversos ambientes, personagens e, claro, sustos! Além destas atrações, muitas outras estão sendo criadas e serão reveladas até próximo ao evento. A HORROR EXPO 2019 conta com área total de aproximados 20.000 m², que aliará expositores de grandes marcas, atrações de entretenimento, três palcos exclusivos, o Horror Artists' Pavilion (espaço com mais de 1.000 m² destinado para artistas, quadrinistas, escritores e escultores), várias lojas de colecionáveis, toys e itens do mercado do horror/Halloween, atrações musicais e vários convidados nacionais e internacionais que farão painéis, workshops, debates e estarão disponíveis para sessões autógrafos, fotos e meet & greet.


 
ATRAÇÕES CONFIRMADAS
A organização da HORROR EXPO 2019 já anunciou a participação do cineasta Mick Garris, parceiro de longa data de Steven Spielberg, Stephen King e Michael Jackson, que dirigiu e/ou escreveu grandes clássicos do horror/terror para cinema e TV; o artista Derek Riggs, mundialmente conhecido por ser responsável por muitas das capas clássicas de álbuns dos britânicos do Iron Maiden e a criação de "Eddie", mascote que acompanha a arte da banda desde os seus primórdios até os dias de hoje; e a atriz Naomi Grossman, que viveu a personagem Pepper em "American Horror Story: Asylum" e "American Horror Story: Freak Show" e retornou no papel de Samantha Crowe em "American Horror Story: Apocalypse".
 
Das atrações musicais, até o momento foi confirmada a banda Therion, que se apresentará no palco principal no domingo, dia 20 de outubro, fazendo um repertório exclusivo com foco no cultuado álbum "Theli" (1996) ao lado de clássicos de outros trabalhos da carreira, somando 90 minutos de show. O Therion também fará um painel especial no sábado, 19, falando sobre sua trajetória, trabalhos, inspirações e temáticas, além de responder perguntas de fãs. A banda realizará de sessões de autógrafos gratuitas ao longo do final de semana, que serão organizadas no estande da gravadora Nuclear Blast.
 
Novos convidados e atrações do evento serão anunciados ao longo dos próximos meses.
 
Os ingressos da HORROR EXPO 2019 já estão disponíveis em seu segundo lote, com valores a partir de R$ 170,00, com entradas por dia, passaportes para os três dias de evento e opções de ingressos VIP, que dão diversas vantagens para o comprador. Qualquer visitante que adquira o ingresso inteiro comum ou passaporte inteiro comum, pode adquirir sua entrada com 50% de desconto com o Ingresso Solidário Horror Expo, mediante a doação de 1 kg de ração para cães ou gatos, que deve ser entregue no dia do evento. Toda a venda de ingressos da HORROR EXPO 2019 é operada pela Eventbrite e está disponível para comercialização pelo site oficial do evento, horrorexpo.com.br.
 
SERVIÇO HORROR EXPO 2019:
Datas: 18, 19 e 20 de outubro de 2019
Horário: das 12h às 22h
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP, CEP: 02055-000
 
Ingressos:
Ingresso individual por dia:
2º Lote - R$ 170,00 (meia-entrada e entrada solidária) e R$ 340,00 (inteira)
 
Passaporte individual para os três dias do evento:
2º Lote - R$ 484,50 (meia-entrada e entrada solidária) e R$ 969,00 (inteira)
 
Ingressos VIP:
VIP Platinum: R$ 1.000,00 (por dia) ou R$ 2.700,00 (três dias)
VIP Gold: R$ 700,00 (por dia) ou R$ 1.890,00 (três dias)
VIP Silver:  R$ 500,00 (por dia) ou R$ 1.350,00 (três dias)
 
Para saber mais detalhes sobre cada formato de ingresso, assim como opções de pagamento e parcelamento, acesse: https://horrorexpo.com.br/ingressos/
 
Informações adicionais e contato: https://horrorexpo.com.br
 
Redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/horrorexpobrasil
Instagram: https://www.instagram.com/horrorexpobrasil/
Twitter: https://twitter.com/horrorexpobr




 

 

 

Horror Expo 2019: Therion é a primeira atração musical confirmada

A banda Therion, que ao longo de suas mais de três décadas de atividade revolucionou a música pesada ao mesclar metal, música sinfônica e musicais, é a primeira atração musical confirmada para a HORROR EXPO 2019. O maior evento focado na cultura do horror já realizado na América Latina, abrangendo cinema, TV, streaming, games, literatura e cultura pop, acontece entre os dias 18 a 20 de outubro no Expo Center Norte, em São Paulo/SP.
 
O hepteto, capitaneado por Christofer Johnsson, guitarrista e mente criativa do grupo, será responsável pelo encerramento do evento, dia 20 de outubro. Na ocasião, apresentará um repertório exclusivo para a HORROR EXPO e inédito para os brasileiros, que terá como foco o álbum "Theli" (1996), trabalho que ajudou a moldar a explosão criativa que o Therion se tornou ao longo das décadas. Além disso, o set trará clássicos de outros trabalhos da carreira, somando 90 minutos de apresentação.
 
Além do show, a banda participará de um painel especial no sábado, 19 de outubro, no palco principal da HORROR EXPO. Na ocasião, falará sobre sua carreira, trabalhos, inspirações e temáticas, além de responder perguntas de fãs. O Therion também realizará de sessões de autógrafos gratuitas no sábado e domingo, que serão organizadas no estande que a gravadora Nuclear Blast possuirá no evento.
 
A REVOLUÇÃO SONORA DO THERION
Formada em 1987 por Christofer Johnsson, a banda teve, por um curto período de tempo, os nomes Blitzkrieg e Megatherion, até ser fixada como Therion. A escolha tem diferentes significados, sendo um deles o álbum "To Mega Therion", dos suíços Celtic Frost, que Christofer é declaradamente fã. Já o termo "To Mega Therion" em si, que, do grego, significa "a grande besta", faz referência ao Apocalipse do Cristianismo e usado amplamente pelo famoso ocultista Aleister Crowley. O ocultismo, mitologias e filosofia são temas recorrentes ao longo de toda a carreira do Therion.
 
O sucesso mundial veio em 1996 com o quinto álbum, "Theli". Embalado pela música "To Mega Therion", o trabalho mostrou uma sonoridade que mesclava uma atmosfera pesada, sombria e apoteótica, com guitarras pesadas em perfeita harmonia com arranjos para orquestras e corais, numa época em que isso não era comum.
 
Com uma discografia que, até o momento, consiste em dezesseis álbuns de estúdio (além de EPs e registros ao vivo), o Therion só ampliou sua base de fãs, com os lançamentos de "Vovin" (1998), "Crowning of Atlantis" (1999), "Deggial" (2000), "Secret of the Runes" (2001), "Lemuria/Sirius B" (2004) e outros até o mais recente, "Beloved Antichrist" (2018). Neste último, a banda mais uma vez inovou sua carreira, fazendo uma ópera rock completa.


 
ATRAÇÕES CONFIRMADAS PARA A HORROR EXPO 2019
Além do Therion, a organização da HORROR EXPO 2019 já anunciou a participação do cineasta Mick Garris, parceiro de longa data de Steven Spielberg, Stephen King e Michael Jackson, que dirigiu e/ou escreveu grandes clássicos do horror/terror para cinema e TV; o artista Derek Riggs, mundialmente conhecido por ser responsável por muitas das capas clássicas de álbuns dos britânicos do Iron Maiden e a criação de "Eddie", mascote que acompanha a arte da banda desde os seus primórdios até os dias de hoje; e a atriz Naomi Grossman, que viveu a personagem Pepper em "American Horror Story: Asylum" e "American Horror Story: Freak Show" e retornou no papel de Samantha Crowe em "American Horror Story: Apocalypse".
 
Novos convidados e atrações do evento serão anunciados ao longo dos próximos meses.
 
Os ingressos da HORROR EXPO 2019 já estão disponíveis em seu segundo lote, com valores a partir de R$ 170,00, com entradas por dia, passaportes para os três dias de evento e opções de ingressos VIP, que dão diversas vantagens para o comprador. Qualquer visitante que adquira o ingresso inteiro comum ou passaporte inteiro comum, pode adquirir sua entrada com 50% de desconto com o Ingresso Solidário Horror Expo, mediante a doação de 1 kg de ração para cães ou gatos, que deve ser entregue no dia do evento. Toda a venda de ingressos da HORROR EXPO 2019 é operada pela Eventbrite e está disponível para comercialização pelo site oficial do evento, horrorexpo.com.br.
 
SERVIÇO HORROR EXPO 2019:
Datas: 18, 19 e 20 de outubro de 2019
Horário: das 12h às 22h
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP
 
Ingressos:
Ingresso individual por dia:
2º Lote: a partir de R$ 170,00 (entrada solidária e meia-entrada)
 
Passaporte individual para os três dias do evento:
2º Lote: a partir de R$ 484,50 (entrada solidária e meia-entrada)
 
Ingressos VIP:
VIP Silver:  R$ 500,00 (por dia) ou R$ 1.350,00 (três dias)
VIP Gold: R$ 700,00 (por dia) ou R$ 1.890,00 (três dias)
VIP Platinum: R$ 1.000,00 (por dia) ou R$ 2.700,00 (três dias)
 
Para saber mais detalhes sobre cada formato de ingresso, assim como opções de pagamento e parcelamento, acesse: https://horrorexpo.com.br/ingressos/
 
Informações adicionais e contato: https://horrorexpo.com.br
 
Redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/horrorexpobrasil
Instagram: https://www.instagram.com/horrorexpobrasil/
Twitter: https://twitter.com/horrorexpobr

 

 

FlowerLeaf apresenta lyric video de 'Grain of Sand'

Com experiências anteriores em bandas-tributo, Vivs Takahashi (vocal) e Marcelo Kaczorowsky (baixo) resolveram montar a FlowerLeaf e o resultado foi o álbum "Stronger", lançado em novembro de 2018 e que rapidamente destacou o single "Firesoul", o single/clipe "Girl in Pearls" e o lyric video de "Tupana". Agora é a vez do lyric video de "Grain of Sand", que, curiosamente, foi a primeira música composta pela dupla, em abril de 2017. "Esta foi a primeira música escrita pela FlowerLeaf. Marcelo tocou alguns acordes no violão e pedi para que ele ficasse repetindo-os, então rapidamente criei a melodia e a letra. Foi aí que pensamos: 'OK, a gente consegue fazer isso! O título do álbum, 'Stronger', é por causa dessa música", contou Vivs Takahashi. "Ela fala sobre como podemos mudar o mundo mesmo que sejamos apenas um grão de areia. Para isso, precisamos ser cada vez mais fortes", acrescentou a vocalista, que figura na seção "Profile" da edição de abril (#242) da revista Roadie Crew.
 
Veja o lyric video de "Grain of Sand" em https://youtu.be/9mvvBgjcJxc



Além do produtor e guitarrista Raphael Gazal (Pastore, Bulletback), "Stronger", que está disponível no Spotify, iTunes e outros serviços de streaming, conta com participações especiais de Mylena Monaco (Sinaya) e Marina La Torraca (Exit Eden, Phantom Elite). Também é possível adquirir o CD na loja oficial hsmerch.com.

"Stronger", que teve a arte de capa criada por Carlos Fides (Kryour, Almah, Evergrey, Semblant, Noturnall, Trezzy, Silver Mammoth), foi oficialmente apresentado nos palcos em janeiro de 2019, quando Vivs Takahashi (vocal) e Marcelo Kaczorowsky (baixo) se uniram ao guitarrista Raphael Gazal e ao baterista Gustavo Franceschet. No evento, realizado no Espaço Som, em São Paulo, a banda contou com as participações especiais de Mylena Monaco (Sinaya) e da cantora Roseane Soares.

Site relacionado: www.flowerleafband.com
Merch oficial: https://www.hsmerch.com/artistas/f-j/flowerleaf/
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Ouça "Stronger" no Spotify em https://goo.gl/AwtbHi




Virus: sonho do primeiro álbum vira realidade

O grupo paulistano Virus construiu sua reputação como pioneiro do heavy metal brasileiro através da primeira edição da coletânea "SP Metal" (1984) e de suas performances ao vivo. Porém, o sonho de registrar o primeiro disco ficou pelo caminho. Entre idas e vindas, os fundadores Flávio Ferb (vocal), Fernando Piu e Renato RT (guitarras), agora acompanhados por Guilherme Boschi (baixo) e Lucio Del Ciello (bateria), estão prestes a realizar este sonho. Não só o pessoal, mas os fãs da nova e da velha geração, que acompanham a banda desde a sua formação, em 1981, e aguardam por este momento. "Nosso retorno em definitivo ocorreu em razão do show de comemoração dos 30 anos de SP Metal, no SESC Belenzinho, em julho de 2015. Como percebemos uma receptividade enorme por parte do público e imprensa, decidimos voltar pra valer", explicou Fernando Piu. "Decidimos caminhar sozinhos durante todo o processo, desde a preparação geral até a finalização dos arranjos. Quando chegamos ao momento de gravar, percebemos que seria melhor manter essa independência e liberdade até o final. Por isso, não fechamos com nenhum selo. Enquanto isso, temos conversado para decidir como vamos distribuir", acrescentou Renato RT.
 
A produção, gravação, mixagem e masterização do álbum "Contágio" estão a cargo de Marcello Schevano, do estúdio Orra Meu! (SP). "Visitei e conversei com dezenas de estúdios. Esgotei todas as alternativas até que definimos o Orra Meu! como nossa casa pelos próximos tempos. É um estúdio que a gente conhece muito bem e que possui toda a infra-estrutura que a gente precisa. E é um dos únicos que nos permitiria gravar uma boa parte 'ao vivo', pois tem vários sound locks para que a gente registre nosso som da melhor forma", detalhou Lucio Del Ciello. "Marcello Schevano é um grande músico e um cara talentoso, que vem fazendo grandes trabalhos. Além disso, tem se mostrado um produtor de mão cheia, entregando trabalhos com a sonoridade muito próxima da que buscamos. Por isso, o escolhemos como o piloto dessa jornada. Logicamente ele terá nosso maestro Fernando Piu como parceiro na produção", completou Flavio Ferb.
 
A arte de capa ficou a cargo de Flavio Ferb, que, por sinal, foi o autor das capas das duas edições da coletânea "SP Metal", lançadas pela gravadora Baratos Afins, e do logotipo da banda. "A capa está sendo criada, mas ainda é segredo. O que posso adiantar é que estamos preparando um show de lançamento e em breve soltaremos um clipe já com um som que estará no disco", concluiu o vocalista.
 
O repertório de "Contágio" contará com composições que o Virus costumava tocar ao vivo em seus shows nos anos 1980, incluindo novas versões das duas faixas que integraram "SP Metal":
1 Sacrifício
2 Povo Do Céu
3 Matthew Hopkins
4 Ignis
5 Batalha No Setor Antares
6 Sinos Negros
7 O Eremita
8 Metal Pesado
 
Site relacionado: https://www.facebook.com/VirusContagiometalOficial/
 
Contato para shows | Agência OM (Phill Lima): (11) 93067-6175


Jornalista Daniel Dutra, da Roadie Crew, lança canal de música no YouTube

Música, informação, opinião e entretenimento. É isso que os fãs de heavy metal – não apenas, mas principalmente – vão encontrar no canal do Resenhando no YouTube, uma extensão do site idealizado e criado em janeiro de 2018 por Daniel Dutra, jornalista há 21 anos, com passagens por grandes redações de esporte – Lance!, GloboNews.com, Globo Online e Globoesporte.com – e colaborador da Roadie Crew desde 2013, quando cobriu a quinta edição do Rock in Rio para a revista.
 
"A ideia inicial era fazer do Resenhando apenas um portfólio musical, juntando tudo que escrevi desde a primeira matéria para o International Magazine, em 2002, à exceção do material publicado na edição impressa da Roadie Crew ao longo de pouco mais de cinco anos", lembra Dutra, desde muito antes da faculdade um fissurado por jornalismo cultural e musical, apesar de sua experiência profissional com o futebol. "Depois de começar a publicar textos mais atuais, como resenhas de lançamentos, levar o site para o YouTube acabou sendo um passo natural. E o foco será sempre a música, minha maior paixão."
 
Veja o primeiro episódio em https://youtu.be/pvmb1vz5i-0



Apesar de a música sempre ter sido um hobby na profissão, essa paixão já rendeu mais de 200 entrevistas realizadas e um sem-número de resenhas de shows, CDs e DVDs; matérias especiais; e coberturas de cruzeiros, como KISS Kruise e Monsters of Rock Cruise, e festivais. Uma experiência que passa para o canal que tem produção de Daniel Dutra e Luana Amaral; imagens, direção e edição de Luiz Cláudio Amaral; e roteiros do próprio Dutra. O Resenhando estreia olhando para um passado recente nos três primeiros episódios – o primeiro já está no ar, e o segundo e terceiro serão publicados nos dias 26 e 30 de abril, respectivamente. "Resolvi ampliar um pouco a lista de melhores do ano que enviei para a edição de janeiro da Roadie Crew, junto com as da equipe da revista. Foi divertido, afinal, brincar de Rob Gordon é sempre legal", diz o jornalista.
 
O Resenhando já tem oito episódios gravados, que irão ao ar nas próximas quatro semanas, e uma série de ideias está em produção. Com apoio orgânico da Roadie Crew, da loja Headbanger, da ASE Music e do site Metal na Lata, o canal está pronto para levar a você música, informação, opinião e entretenimento em episódios que frequentemente contarão com convidados especiais. Alguns já contaram com a participação do DJ e jornalista Claudio Borges e do vocalista do Sixty-Nine Crash, Jay Roxx. E há muito mais vindo por aí.
 
Quer ficar por dentro das atualizações do canal? Acompanhe, curta e siga o Resenhando na internet:
 
Site: www.resenhando.com.br
Mídias sociais: @resenhandorock



Kryour: videoclipe 'Restless Silence' antecipa debut

"Restless Silence", primeiro single extraído de "Where Treasures Are Nothing", álbum de estreia do quarteto paulistano Kryour, acaba de ganhar um videoclipe dirigido por Mess Santos. Além de retratar levemente seu conceito a partir das cores predominantes e até a locação, o vídeo foca a performance dos músicos. Já a letra retrata a visão de uma pessoa cuja mente é acelerada e pensativa. "Por tamanha inquietação interna, ela não consegue se expressar direito e, então, vem a angústia. A falta de controle de seus pensamentos ocasiona impactos em sua vida e em seu comportamento, pois a ansiedade passa a pressionar respostas precipitadas sobre os objetivos e os planos de vida", explica Gustavo Iandoli, vocalista e guitarrista.

Veja o clipe de "Restless Silence" em https://youtu.be/Z9iertirMwM



Praticando um som entre o death metal melódico e o metalcore, Gustavo Iandoli, Wesley Peira (guitarra), Gustavo Muniz (baixo) e Matheus Carrilho (bateria) apresentam no trabalho conceitual "Where Treasures Are Nothing" músicas que formam acontecimentos da vida do 'eu-lírico'. "Por tratar de fatos do nascimento até a morte, abordando os valores humanos, o repertório do álbum se forma em uma história de vida", observa Iandoli.

O álbum conceitual, produzido por Diego Castro (The Ocean Revives, Purge, Abstracted, Summeria) e com arte de capa a cargo de Carlos Fides (Almah, FlowerLeaf, Evergrey, Semblant, Noturnall, Trezzy, Silver Mammoth), será lançado no dia 14 de maio em todas as plataformas de streaming. O repertório é o seguinte:

Beginning of Innocence
Anxiety
Chaos of My Dream
Restless Silence
Theater of Destiny
Rainy
Falling In Oblivion
My Conjugué
The Leaving
When We Got To Go

Site relacionado: https://www.facebook.com/kryour/
Mídias sociais: @kryour

Contato para shows: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | (11) 96131-5003





Rafael Rassan apresenta clipe da faixa-título de seu trabalho instrumental

Após apresentar "Universal Express", primeiro single do álbum instrumental "Ippon", o multi-instrumentista Rafael Rassan apresenta o videoclipe da faixa-título. A direção de imagens e edição ficaram por conta do próprio músico gaúcho radicado no Rio de Janeiro, que gravou o álbum "LSD" do Imago Mortis e atualmente promove o segundo do Affront, "World in Collapse".
 
Veja o clipe de "Ippon" em https://youtu.be/wgbxGNa5nIc



No vídeo, o trio encabeçado por Rassan é completado por Bruno Rodrigues (baixo, Solifvgae) e Rodoulfo Ferreira (bateria, Dark Tower), que gravaram suas cenas na 'live room' do Tellus Estúdio, de Niterói (RJ). "O vídeo traz cenas de um confronto de Jiu-Jitsu, arte marcial japonesa que ganhou um estilo próprio no Brasil com a família Gracie. Contei com auxílio de Felipe Almeida, que filmou as cenas no Tellus por ocasião de nossa gravação", revelou. "As cenas da luta foram mais difíceis, e quase tomei um ippon do lutadores", acrescentou Rassan, sobre as cenas de luta que foram filmadas no Jacarezinho, comunidade do Rio de Janeiro onde o faixa-preta 3º Dan, Mariano PQD, desenvolve um projeto social em seu Dojo com a ajuda de Evandro Soares.
 
Formado em música pela UFRJ, tendo atuado em corais sinfônicos e de música  de câmera, Rassan explica que seu trabalho instrumental possui uma forte influência do thrash metal, do progressivo e uma pitada de ritmos brasileiros. O álbum "Ippon" conta com capa assinada pela artista plástica e tatuadora internacional Anna Idza (Tatuarium, Viena). O material, produzido por Rassan e finalizado por Felipe Eregion, será lançado em breve.
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Hard:On lança 'Bad Habits Never Die', seu segundo álbum

"Bad Habits Never Die", segundo álbum do Hard:On, está disponível para audição no YouTube. A produção das nove faixas do material, que será lançado pela Shinigami Records, foi feita pela banda, ao lado do renomado produtor José "Heavy" Luís Carrato (SP Metal, Ratos de Porão, Platina, A Chave do Sol, Gueto, Camisa de Vênus, Inocentes e outros). A parte instrumental foi registrada no Rocks Studio (SP) e as vozes no Cubic Sun Studios, em Berlim (ALE). "Exploramos novos estilos dentro do hard'n'heavy para as novas composições, mas sem perder a essência 80's do Hard:On", explicou o vocalista Chris Hoff. "A ideia foi manter a linha do primeiro disco, mas com uma gravação mais aprimorada. Buscamos uma produção rica em timbres e minuciosa em detalhes, mas com a 'vibe' das bandas dos anos 80", acrescentou o guitarrista Alex Hoff.

Ouça o álbum em https://is.gd/JtmNZt



A faixa-título, "Bad Habits Never Die", foi antecipada em videoclipe, gravado no Rocks Studio, com direção de Ricardo Amaro e fotografia e edição de Eric Teixeira. "A letra fala sobre um(a) fã 'stalker', que é obcecado por seus ídolos, mesmo sabendo que nunca terá a presença deles em sua vida cotidiana", detalhou Alex Hoff.
 
Confira o clipe de "Bad Habits Never Die" em https://youtu.be/otAV0gfi3Hg
 
Mantendo as influências calcadas em Mötley Crüe, Van Halen, Kiss, Twisted Sister, Def Leppard, Alice Cooper, Iron Maiden, Gotthard, Ratt e Scorpions, a parte instrumental de "Bad Habits Never Die" foi gravada no Rocks Studio (SP) e as vozes no Cubic Sun Studios, em Berlim (ALE). "As músicas irão agradar quem curtiu nosso primeiro disco, 'Hård:On', mas algumas deverão chamar a atenção de um público novo. Exploramos novos estilos dentro do hard'n'heavy, mas sem perder a essência 80's do Hard:On", observou Chris Hoff.
 
Já a arte de capa foi elaborada pelo artista Marcelo Calenda, do estúdio de retoque e ilustração Revolut, que, inclusive, editou um vídeo que traz o passo a passo de sua criação, inspirada no estilo de arte baseado na do ilustrador japonês Hajime Sorayama. Veja o vídeo do 'making of' da capa em https://youtu.be/B-lGEcUjxp0
 
O repertório de "Bad Habits Never Die" é o seguinte:
1-Bad Habits Never Die
2-Catwalk
3-Dr She
4-Touchdown
5-Sunset Drive
6-Open Your Eyes
7-Kings of the Pit
8-Two to Tango
9-Life
 
Chris Hoff (vocal), Alex Hoff (guitarra, teclado e backing vocals), Ricardo Bolão (baixo e backing vocals) e Daniel Gohn (bateria) voltarão aos palcos para um show especial apresentando faixas de "Bad Habits Never Die" no dia 12 de abril (sexta-feira). O evento será realizado, a partir das 22h, no Manifesto Bar, em São Paulo, contando com Rammstein Cover Brazil e Marilyn Manson Cover (Mister Superstar). Infos em https://is.gd/XWDmDZ
 
Sites relacionados:
www.hardonmusic.com
www.facebook.com/hardonmusic  
www.instagram.com/hardonmusic
www.shinigamirecords.com.br
 
Discografia:
Hård:On (2016)
Bad Habits Never Die (2019)




* Notas relacionadas na ASE:

- Hard:On: vídeo traz passo a passo da criação da arte de capa


-
Hard:On lança clipe de faixa-título do novo álbum

- Hard:On inicia gravações de novo álbum


- Hard:On lança videoclipe de 'Here I Am'

Rock in Rio: Sioux 66 se apresentará no Rock District

Criado na edição de 2017 do Rock in Rio, o Rock District, um bairro dentro das dependências do festival, contará com a presença da banda paulistana Sioux 66, que se apresentará no dia 4 de outubro (sexta-feira). Tendo dois álbuns na bagagem – "Diante Do Inferno" (2013) e "Caos" (2016), além do EP "Sioux 66" (2012) e do single "A Hora é Essa" (2018) –, o grupo já realizou shows ao lado de ícones como Aerosmith e Papa Roach.

Além de preparar o  sucessor de "Caos" (CD, 2016), Igor Godoi (vocal), Bento Mello e Yohan Kisser (guitarras), Fabio Bonnies (baixo) e Gabriel Haddad (bateria) seguem nos palcos e, agora, mais animados com a inclusão em mais um evento de grande porte. "Poder tocar no Rock in Rio é a realização de um sonho, não apenas profissionalmente, mas também como fãs de rock. Todos nós já estivemos na plateia do festival no papel de fãs, assistindo bandas que amamos e nos influenciaram, mas agora estaremos lá tocando", comemorou o baixista Fabio Bonnies. "Nosso show será um pouco diferente. Além de músicas novas que estamos preparando, iremos homenagear bandas que fizeram parte da história do Rock In Rio. Vai ser incrível!", acrescentou.

Veja o vídeo ao vivo de "Caos" em https://youtu.be/wIM3R5dklOA



Site relacionado: https://www.facebook.com/sioux66oficial

Contatos:
> YOUTUBE:
canalsioux66 e Sioux66VEVO
> INSTAGRAM:
@sioux66oficial
> TWITTER:
@sioux_66

Shows:
 O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. / (11) 97281-7265


Hatematter apresenta videoclipe de 'Agonizing Wail'

Após o lyric video de "They Arrive", o Hatematter apresenta o clipe de "Agonizing Wail", primeiro extraído de "Metaphor", terceiro álbum do Hatematter. Produzido pela Cobra Media Craft, o vídeo foi dirigido por Leonardo Palma Benacci e Victor Cutrale. "Metaphor" mantém a tradição da banda paulistana de death metal melódico em explorar letras filosóficas e futuristas, tendo a ficção científica, além de histórias realistas e cotidianas, como referência. "Filmes como Blade Runner (1982), A Chegada (2016) e San Junípero, da série Black Mirror serviram como base de algumas letras, criadas junto com Thiago Ribeiro, que já havia trabalhado conosco em 'Foundation'. Porém, a de 'Agonizing Wail' aborda as dificuldades cotidianas e fala sobre como nem todas as pessoas possuem forças para enfrentá-las sozinhas", explicou o baixista André Martins.
 
Veja o clipe de 'Agonizing Wail' em https://is.gd/TjJnII



Gravado no estúdio Casanegra por Rafael Augusto Lopes, e produzido, mixado e masterizado nos EUA por Brendan Duffey, "Metaphor" teve a arte de capa criada por Rafael Tavares (Metal Allegiance, Torture Squad, DyingBreed e Blood Red Throne). O sucessor de "Foundation" (2014) figurou em décimo lugar na lista dos 20 melhores discos de 2018 pela revista Roadie Crew.
 
Luiz Artur (vocal), André Buck e Gustavo Polidori (guitarras), André Martins (baixo) e Lucas Emidio (bateria) voltam aos palcos no dia 13 de abril (sábado) no Rising Fest, que contará ainda com as bandas Final Disaster e Venomous. O evento será realizado, a partir das 18h no estúdio Espaço Som, em São Paulo. Os ingressos custam R$ 10. Infos em https://is.gd/19Em1U
 
Facebook: www.facebook.com/hatematterofficial

Contato para shows e merchandising: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.




Horror Expo 2019: Naomi Grossman, atriz de American Horror Story, é a nova atração confirmada

Naomi Grossman, atriz norte-americana conhecida por marcantes passagens por American Horror Story, série de sucesso veiculada pelo canal FX, é a mais recente atração confirmada para a HORROR EXPO 2019. O maior evento focado na cultura do horror já realizado na América Latina, abrangendo cinema, TV, streaming, games, literatura e cultura pop, será realizado entre os dias 18 a 20 de outubro no Expo Center Norte, em São Paulo/SP.
 
Em visita aos fãs brasileiros, Naomi estará presente em todos os dias do evento, e realizará no domingo, dia 20, um painel especial sobre sua carreira, abrindo para perguntas e respostas do público. Nos demais dias participará de sessões de autógrafos e fotos, comercializadas de forma avulsa para os presentes, e Meet & Greet, experiência que faz parte das categorias VIP Gold e VIP Plantinum dos ingressos da HORROR EXPO 2019.
 
NAOMI GROSSMAN E A CHOCANTE A TRANSFORMAÇÃO EM PEPPER
Em "American Horror Story: Asylum", segunda temporada da franquia veiculada entre os anos de 2012 e 2013, o mundo foi envolvido pela marcante personagem Pepper, uma das internas de Briarcliff que sofria de microcefalia. O papel foi tão bem aceito que teve o seu passado contado em "American Horror Story: Freak Show", entre 2014 e 2015. Com isso, Pepper, nas duas ocasiões interpretada por Naomi Grossman, foi a primeira personagem a participar em mais de uma temporada da franquia.
 
Além de sua personalidade singular, a aparência chocante de Pepper mexeu muito os fãs, principalmente quando descobriram como era Naomi fora das câmeras. A repercussão atingiu até mesmo as celebridades, como a atriz e cantora Miley Cyrus, que se manifestou pelo Twitter: "Nossa, quem diria que Pepper era sexy na vida real!"
 
"É estranho ser reconhecida pela personagem, mesmo sem maquiagem, porque não pareço nada com ela", comentou Naomi Grossman ao site The Huffington Post na ocasião. "Nas ruas, dizem que sou bonita, o que é até legal. Nunca me canso de ouvir isso. Não é verdade, mas obrigada! Eu me sinto até uma supermodelo perto de Pepper", brincou. Mas a vida da atriz não era fácil, pois eram necessárias de duas a três horas de maquiagem e próteses para se transformar em Pepper, e outros 20 minutos para retirada.
 
Apesar do "sacrifício", cada minuto de montagem valeu a pena, pois, mesmo iniciando como um papel coadjuvante, Pepper se tornou uma das personagens mais queridas pelos fãs de American Horror Story. E, como se não bastasse, repercussão rendeu a Naomi Grossman mais uma participação na franquia, dessa vez como a satanista Samantha Crowe em "American Horror Story: Apocalypse", a mais recente temporada da série, veiculada em 2018.
 
Nascida em Denver, Colorado, Naomi tem uma ligação especial com a América do Sul, uma vez que viveu parte da sua adolescência na Argentina, após retornar para seu país natal e iniciar sua trajetória na TV e cinema, no início dos anos 90. Não é incomum ouvirmos a atriz falar em castelhano e até mesmo arriscar um português.


 
ATRAÇÕES DA HORROR EXPO 2019
Além de Naomi Grossman, a organização da HORROR EXPO 2019 já anunciou a participação do cineasta Mick Garris, parceiro de longa data de Steven Spielberg, Stephen King e Michael Jackson, que dirigiu e/ou escreveu grandes clássicos do horror/terror para cinema e TV, e o artista Derek Riggs, mundialmente conhecido por ser responsável por muitas das capas clássicas de álbuns dos britânicos do Iron Maiden e a criação de "Eddie", mascote que acompanha a arte da banda desde os seus primórdios até os dias de hoje.
 
Novos convidados e atrações do evento, inclusive as bandas que encerrarão cada noite, serão anunciados ao longo dos próximos meses.
 
Os ingressos da HORROR EXPO 2019 já estão disponíveis em seu segundo lote, com valores a partir de R$ 170,00, com entradas por dia, passaportes para os três dias de evento e opções de ingressos VIP, que dão diversas vantagens para o comprador. Qualquer visitante que adquira o ingresso inteiro comum ou passaporte inteiro comum, pode adquirir sua entrada com 50% de desconto com o Ingresso Solidário Horror Expo, mediante à doação de 1 kg de ração para cães ou gatos, que deve ser entregue no dia do evento. Toda a venda de ingressos da HORROR EXPO 2019 é operada pela Eventbrite e está disponível para comercialização pelo site oficial do evento, horrorexpo.com.br.

SERVIÇO HORROR EXPO 2019:
Datas: 18, 19 e 20 de outubro de 2019
Horário: das 12h às 22h
Local: Expo Center Norte
Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP, CEP: 02055-000
 
Ingressos:
Ingresso individual por dia:
2º Lote - R$ 170,00 (meia-entrada e entrada solidária) e R$ 340,00 (inteira)
 
Passaporte individual para os três dias do evento:
2º Lote - R$ 484,50 (meia-entrada e entrada solidária) e R$ 969,00 (inteira)
 
Ingressos VIP:
VIP Platinum: R$ 1.000,00 (por dia) ou R$ 2.700,00 (três dias)
VIP Gold: R$ 700,00 (por dia) ou R$ 1.890,00 (três dias)
VIP Silver:  R$ 500,00 (por dia) ou R$ 1.350,00 (três dias)
 
Para saber mais detalhes sobre cada formato de ingresso, assim como opções de pagamento e parcelamento, acesse: https://horrorexpo.com.br/ingressos/
 
Informações adicionais e contato: https://horrorexpo.com.br
 
Redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/horrorexpobrasil
Instagram: https://www.instagram.com/horrorexpobrasil/
Twitter: https://twitter.com/horrorexpobr


 

 

 

Andralls revela detalhes de 'Bleeding For Thrash'

"Bleeding For Thrash", sexto álbum de estúdio do Andralls, está com data de lançamento marcada: 25 de junho, através da Distro Rock Records e Metal Under Store. Gravado no Papiris Studio (SP) ao lado do produtor Caio Monfort, o material, segundo o baterista Alexandre Brito, foi composto "nos moldes antigos". "Alex Coelho e eu compusemos a maioria das músicas fazendo jams de bateria e guitarra. Curiosamente, foi dentro da mesma sala em que começamos a tocar juntos lá pelos idos de 1993/94", contou. "O processo foi longo, pois tivemos o cuidado de colocar todos os elementos que gostamos e havíamos usado nos discos anteriores. É thrash metal, mas traz pitadas de death, punk, metal tradicional, industrial e até referências de country music em uma das faixas", revelou.

Durante o processo de composição, o vocalista e guitarrista Alex Coelho foi diagnosticado com um câncer na tireoide, o que acabou atrasando o início das gravações. "Isso nos deixou bem apreensivos. Porém, com calma e atitude, Alex tomou a decisão de seguirmos compondo enquanto ele começava a se preparar para o tratamento, operação e todos os outros procedimentos da retirada do tumor", explicou o baterista. "Ele ficou impossibilitado de cantar por cerca de seis meses e teve que praticamente reaprender a cantar para, enfim, entrarmos em estúdio. Hoje ele está curado e berrando mais do que nunca!", acrescentou Brito.
 
O título do álbum, inclusive, tem relação com o processo de composição e gravação, que também contou com a mudança de baixista, com a saída de Eddie C. e a entrada de Felipe Freitas. "Decidimos dar o nome de 'Bleeding for Thrash', que realmente caiu como uma luva. O disco traz um Andralls muito agressivo, técnico, sujo e rápido, como sempre foi. São pouco mais de 30 minutos divididos em 11 temas para headbanger nenhum ficar sem bater cabeça", concluiu o baterista.

A arte e o contexto gráfico ficou a cargo do tatuador Edu Nascimentto. O repertório de "Bleeding For Thrash" é o seguinte:
 
01 We Are The Only Ones
02 Andralls On Fire Part III
03 64 Bullets
04 Bleeding For Thrash
05 Legion
06 Noiséthrash
07 After Apocalypse
08 Imminent Cancer
09 Acid Rain - Fasthrash Version (Subtera)
10 On Fire
11 27*02*18

POCKET SHOW DE LANÇAMENTO: 29 de junho no Papiris Studio, que fica na rua Guaipá, 891 - Vila Leopoldina, São Paulo/SP.
 
Andralls:
Alex Coelho (vocal e guitarra)
Felipe Freitas (baixo)
Alexandre Brito (bateria)
 
Discografia:
Massacre, Corruption, Destruction (2000)
Force Against Mind (2003)
Fasthrash Live (2003)
Inner Trauma (2005)
Andralls (2009)
Breakneck (2012)
15 Years Breaknecking - Live In Belem (2014, DVD)
 
Site relacionado: www.facebook.com/andrallsfasthrash/
 
Contato para shows: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Instagram: @andrallsfasthrash
YouTube: Andralls Thrash


 

Metal Gods segue com campanha de financiamento coletivo

O saudoso fotógrafo e editor do fanzine Metal Gods, conhecido na cena paulistana do heavy metal como Jaji, trabalhou e agitou o cenário, acreditando em seu sonho, que começou nos anos 80 com o fã-clube Metal Gods. Fundador e editor do fanzine, ele foi um ativista em prol do heavy metal, tendo organizado festas e abaixo-assinados para que bandas estrangeiras viessem ao Brasil, como o Manowar. Suas fotos apareceram em publicações de renome, como a extinta Metal.
 
A campanha de financiamento de "Metal Gods Headbangers Forever", livro que terá 94 páginas (tamanho 28x36cm), com capa dura, papel couché e incrível qualidade gráfica, segue no Catarse e traz, entre as recompensas, um pôster (36x56cm) de Lemmy Kilmister (Motörhead) e CDs autografados importados. Para participar, acesse: https://is.gd/7RyrJ5
 
O ex-guitarrista do Santuário e Extravaganza, Ricardo "Micka" Michaelis, diretor do filme/documentário "Brasil Heavy Metal", não se esqueceu da luta de Jaji pelo cenário do metal brasileiro e gravou uma entrevista com o fotógrafo. Nela, ele conta, inclusive, de onde surgiu o seu apelido. "O 'Ja' eu tirei da Janis e o 'Ji', de Jimi", contou, explicando a relação com Janis Joplin e Jimi Hendrix. Veja o vídeo em https://youtu.be/9fJoG41kmFc
 


Facebook: https://www.facebook.com/metalgodsmagazine
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Saiba mais sobre o projeto em https://youtu.be/7dAWgYJyEbE






Faces Of Death coroa álbum vencedor com videoclipe

Após o lyric video para "King of Darkness", a banda paulista de thrash metal Faces of Death apresenta o videoclipe de "Fucking Human Gods", dirigido por Niko Teixeira (AudioLab Vintage Studio) e que também integra o álbum "From Hell", apontado no Brasil e no exterior como um dos grandes lançamentos de metal de 2018. O vocalista e guitarrista Laurence Miranda conta que o conceito de "Fucking Human Gods" surgiu a partir do documentário "Numbered" (2012). "O documentário 'Numbered' traz relatos de sobreviventes do holocausto. Os prisioneiros de Auschwitz eram tatuados com números de série no peito e no braço esquerdo. Sabemos que um dos clássicos do Slayer, 'Angel of Death', trata deste tema, mas decidi compor esta música porque no mundo existem várias pessoas que idolatram a ideia de criar uma raça ariana pura", explicou. "A nova geração não deve esquecer-se do que o ser humano é capaz quando lhe dão poder. Aliás, você só conhece o ser humano quando dá poder a ele", acrescentou.
 
Veja o clipe de "Fucking Human Gods" em https://youtu.be/025-SdWeOTA



Surgido na cidade de Pindamonhangaba (SP) em 1990, o Faces of Death logo chamou a atenção com seu thrash metal. Na época, o grupo soltou duas demos, mas não chegou a gravar um registro oficial. Após quase duas décadas inativo, retomou as atividades em 2016 e passou a tirar o atraso, lançando o EP "Consummatum Est" (2017) e o debut, "From Hell". Laurence Miranda, Felipe Rodrigues (guitarra), Sylvio Miranda (baixo) e Sidney Ramos (bateria) seguem promovendo "From Hell" nos palcos. "Quando decidi voltar com a banda em 2016 sabia das dificuldades. Sabemos que não é apenas gravando um disco que você estará na 'cena'. Para firmar o nome temos que batalhar muito e sermos extremamente profissionais. Sem profissionalismo nada vai para frente", concluiu Laurence Miranda.
 
Site relacionado: www.facebook.com/facesofdeathband
 
Contato para shows e merch: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.





Visit fbetting.co.uk Betfair Review