Area 55 lança álbum de estreia e clipe de 'Into The Void'

Criado em Los Angeles (EUA) por Julio Federici (vocal, King of Bones), Mika Jaxx (guitarra, Sioux 66 e React), Gui Bodi (baixo, Disciples of Babylon e Artur Menezes) e Boll3t (bateria, Aboleth e Hecatombe), o Area 55, que havia estreado com o single e videoclipe "Far Away", apresenta agora mais uma amostra de seu primeiro álbum, "One Ocean". O single e clipe "Into The Void" foi gravado num bunker em Los Angeles, quatro dias antes da pandemia do Covid-19 estourar. "Gravamos um pouco antes de tudo isso que estamos passando estourar. Cancelamos a turnê pelos EUA e nos isolamos. Mesmo assim, decidimos lançar o clipe, pois precisamos de música e amor nesse momento difícil", declarou o guitarrista Mika Jaxx.
 
Veja o clipe "Into The Void" em https://youtu.be/blhk6TsXeHM


 
O álbum "One Ocean" conta com 11 faixas e arte de capa feita por Richard Villa, que trabalhou, entre outros, para o Black Veil Brides, com encarte a cargo de Gustavo Sazes. "A produção ficou por conta da banda, junto ao bom e velho Brendan Duffey, que já produziu quatro álbuns que gravei. O processo do álbum, composto e gravado em Los Angeles, demorou cerca de oito meses de gravação e três de finalização", detalhou Jaxx.
 
Segundo o vocalista Julio Federici, o título do álbum, "One Ocean", tem ligação com o oceano unificando as nações. "Dada a nossa própria história, com alguns integrantes dividindo a vida entre Brasil e EUA, o título veio a calhar", disse. "Além disso, a fusão de estilos deixa o nome do álbum mais forte", completou o baterista Boll3t.
 
Já concepção do nome Area 55, por ter ligação com brasileiros, acabou ficando uma analogia da instalação da Força Aérea dos EUA, conhecida como Area 51. "No começo, pensamos em Code 55, em referência ao código de telefone do Brasil. Depois veio a ideia de Area 55, para ter conexão com a Area 51, que tem ligações com histórias sobre OVNIs, assunto que somos viciados", concluiu Federici.
 
Site relacionado: www.smarturl.it/area55
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



 

Silver Mammoth disponibiliza show da "Singles Tour"e "Western Mirror" ganha versão física

"Western Mirror", novo álbum do Silver Mammoth e sucessor de "Mindlomania" (2015) e do compacto "Singles" (2017), agora está disponível em versão física. "Renato Haboryni e eu produzimos o disco e ele veio naturalmente mais pesado, mas nem por isso deixamos de lado as características dos trabalhos anteriores. Inclusive, a intenção foi entregar um trabalho com várias vertentes", explicou o vocalista Marcello Izzo. "Ele tem heavy/rock, toques psicodélicos, passagens acústicas e até um hard blues em homenagem aos saudosos Muddy Waters, Robert Johnson, Chuck Berry e tantos outros. Interessante a receptividade, pois, assim como 'Mindlomania', as faixas estão rodando em rádios britânicas e tivemos reviews em revistas do exterior, como Powerplay e Fireworks", acrescentou.

Com "Mindlomania", o Silver Mammoth subiu de patamar e foi considerado um dos principais nomes do 'classic rock' brasileiro, culminando no lançamento de "Singles" (2017) no formato vinil 7" e que contou com as inéditas 'Let Me Hide You' e 'Coup To The End', que, mais tarde, receberam videoclipes. Agora, a banda disponibiliza a segunda parte do show gravado durante a "Singles Tour". "Tivemos problemas com a câmera no lado direito do palco, tornando as imagens do teclado indisponíveis nas músicas 'Silver Mammoth' e 'Shock Therapy', mas as performances ao vivo são assim, reais, imprevisíveis e vibrantes", apontou o vocalista.

Confira a segunda parte do show gravado em São Paulo durante a "Singles Tour" em https://youtu.be/Kjx1fLaTnS0



Antecipando "Western Mirror", o grupo lançou o single e clipe "Rise Up", com produção da Plural Brother Filmes e que acabou sendo selecionado no festival Festicine de Cinema "Curta Pinhais 2020" na categoria "Clipe Musical" e no "Festival Cine Lobeira de Cinema" (GO). "Foi uma surpresa termos o clipe de 'Rise Up' selecionado em festivais de cinema, mas a Plural Brother Filmes realizou um belo trabalho para o vídeo de 'Rise Up', que mostra um mercado clandestino de luta, onde um mafioso organiza um banco de apostas. Isto vai de encontro com a letra, em que o mote é: 'levante-se e erga-se'", revelou Izzo. "Nós já tínhamos trabalhado com a produtora no clipe para a versão que fizemos de 'Symptom of the Universe', do Black Sabbath, que também consta no repertório do novo álbum. No futuro, após termos a solução para estes dias difíceis que estamos vivendo frente à pandemia do coronavírus, um novo clipe está nos planos, talvez para 'Like a Blind Man'", completou.
 
Veja o clipe de "Rise Up", dirigido por Rodrigo Rímoli, em https://youtu.be/swUrbqp7aPg



O repertório de "Western Mirror" é o seguinte:
1 - For Whom the Bells Cry
2 - Like a Blind Man
3 - Beethoven's Darkside
4 - Rise Up
5 - Western Mirror
6 - Symptom of the Universe (Black Sabbath Cover)
7 - Let's Find the Sun Together
8 - Roll Blues
9 - Jailbreak (AC/DC Cover)
10 - Natural Love (Acoustic Version)
11 - White Line Fever (Motörhead Cover)
12 - Free Soul

Spotify: https://is.gd/Joyrvg
Deezer: https://is.gd/YzBtvQ

DISCOGRAFIA:
Silver Mammoth (CD, 2013)
Pride Price (CD, 2014)
Mindlomania (CD, 2015)
Singles (compacto/vinil, 2017)
White Line Fever (Motörhead, single – versão, 2018)
Symptom of the Universe (Black Sabbath, single – versão, 2018)
Jailbreak (AC/DC, single – versão, 2018)
Rise Up (single, 2019)
Western Mirror (CD, 2020)

Silver Mammoth:
Marcello Izzo (vocal)
Renato Haboryni (guitarra)
Chakal (baixo)
Daniel Agostino (bateria)
Felipe Leão (teclado)
 
Contatos:
https://www.silvermammothband.com
https://www.instagram.com/silvermammoth
https://www.facebook.com/SilverMammoth
http://silvermammoth.loja2.com.br

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



Kryour: clipe traz mensagem implícita de como a pandemia afetou o modo como vivemos

Contando com cenas captadas em diversas apresentações durante a turnê do álbum de estreia, "Where Treasures Are Nothing", o Kryour apresenta o videoclipe para a faixa "My Conjugué". "A música fala sobre resiliência e superação de momentos difíceis, de como devemos ser fortes mesmo quando tudo parece perdido. Ela não foi escrita no contexto da pandemia, mas acreditamos que tem uma mensagem importantíssima para todos que estão tendo dificuldades para viver este momento da história da humanidade", pontuou o vocalista e guitarrista Gustavo Iandoli. "Não poderíamos lançar material novo nos omitindo de toda situação que está acontecendo. O clipe não tenta contar uma história, mas traz uma mensagem implícita de como essa pandemia afetou o modo como vivemos, principalmente no âmbito de uma banda, onde os shows são sua principal atividade", acrescentou o baterista Matheus Carrilho.

Veja o clipe de "My Conjugué" em https://youtu.be/Ao1hl5C4R58



A ideia para o clipe vinha sendo desenvolvida desde o show de lançamento do e "Where Treasures Are Nothing", realizado em 22 de junho de 2019 junto com o Venomous. "Começamos a captar imagens da banda junto com a produtora Showhouse Entertainment, do diretor Deuta, a partir desse show. Então, outros mais importantes foram selecionados para a captação de imagens para um futuro clipe, como a abertura para o Symphony X, além da primeira vez em Botucatu (SP) no fim de semana mundial do rock, junto com Project46, Venomous, Válvera, muitas outras", explicou o guitarrista Wesley Peira.

"O ano de 2020 começou e estávamos esperando mais um último show para a captação de imagem. Porém, o Coronavírus chegou mais cedo e tivemos que cancelar a data. Tendo isso em mente, resolvemos que teríamos que montar o clipe com as cenas que tínhamos. Em uma das conversas com o diretor Deuta, ele propôs mesclarmos as imagens dos shows com cenas atuais da situação que estamos passando", concluiu Carrilho.

"Where Treasures Are Nothing" contou com produção a cargo de Diego Castro (The Ocean Revives, Purge, Abstracted, Summeria) e teve arte de capa de Carlos Fides (Almah, FlowerLeaf, Evergrey, Semblant, Noturnall, Trezzy, Silver Mammoth).

Ouça no Spotify em https://is.gd/HrwgMC
Ouça no Deezer em https://is.gd/cz3MLj

Site relacionado: https://www.facebook.com/kryour/
Mídias sociais: @kryour

Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.




Elevenber: duo apresenta versão com piano e voz para clássico do Pantera

O duo Elevenber, que conta com Ana Paula Dias e Rafael Agostino (Armored Dawn), apresenta o videoclipe com a versão piano e voz para "Cemetery Gates", clássico do álbum "Cowboys from Hell", lançado em 1990 pelo Pantera. "É difícil imaginar uma versão com piano e voz feminina para uma das bandas mais pesadas da história, mas é inevitável a influência da música pesada em nossos sons", observou Agostino.
 
Veja o clipe da versão de "Cemetery Gates" em https://youtu.be/mtKa2EALKpc



"11th Dimension", disco autoral que contará com 11 faixas indo do estilo clássico ao new age, está na pré-venda e terá seu lançamento no dia 11 de junho. "A pré-venda pode ser adquirida através da Itunes Store e pelo site da banda", adiantou Agostino.
 
Elevenber, que une as palavras Eleven e November, faz referência à data em que a cantora Ana Paula Dias e o multi-instrumentista Rafael Agostino se conheceram (11/11/2017). Desde então, descobriram uma incrível afinidade na maneira como viam o mundo, encaravam a existência e apreciavam a arte, principalmente a música. Assim, em 2018, o duo produziu vídeos com interpretações particulares, imprimindo um senso de identidade e estética, para clássicos como "The Show Must Go On" (Queen) e "A Tout Le Monde" (Megadeth). Na sequência, quatro singles foram lançados nas plataformas digitais, preparando o terreno para o lançamento do primeiro álbum.
 
"O programa Backstage, comandando por Vitão Bonesso na Kiss FM, demonstrou interesse em nosso som e estamos ansiosos em também levar nossa música ao público headbanger", concluiu a cantora Ana Paula.
 
Site relacionado: www.elevenber.com.br
 
Spotify: https://is.gd/gHSCYS
Deezer: https://is.gd/ou6VkX



Tadini lança single 'The Arsonist'

Formado na prestigiosa Berklee College of Music em Boston (EUA), Lucas Tadini se mudou para os EUA em 2015. O vocalista, compositor, produtor, arranjador e pianista apresenta o single "The Arsonist", gravado em Los Angeles e Toronto. "'The Arsonist', que significa 'o incendiário', fala de incendiar o 'velho eu' e dar espaço para o nascimento de uma nova pessoa, para, então, começar novamente, tal qual uma fênix. É sobre uma mudança, representada pelo fogo, inevitável e que ninguém pode parar", explicou o músico. "A inspiração veio quando me mudei de Boston para Los Angeles, e todas as mudanças que aconteceram nesse período foram a origem da letra. A música simboliza um novo começo e também o lançamento do meu projeto solo, já que essa foi a primeira música que compus para o álbum 'Collective Delusion'", acrescentou.

Ouça o single em https://youtu.be/Xiwygj1Vdrw



Além de ser o autor da composição e do arranjo, Lucas Tadini produziu o single, gravou os vocais e o piano e foi o engenheiro de áudio na gravação das vozes, guitarra, baixo e teclas. Ao seu lado estiveram Vinicius Cavalieri (guitarra e baixo, An Endless Sporadic) e Pepe Hidalgo (bateria, Stone Giant). "A engenharia de áudio da bateria ficou a cargo de Ivan Rivera, que registrou-a no estúdio Clear Lake, em Los Angeles. Já a mixagem foi feita por John Netti (Rival Sons, Buddy Guy), em Nashville, e a masterização por Sean Magee, no lendário estúdio Abbey Road, em Londres", revelou Tadini.

Proveniente de um background multicultural, a música de Tadini experimenta elementos tradicionais americanos e europeus. "Isto sem deixar de lado a grande influência que a música brasileira e os gigantes do rock dos anos 60 e 70 exercem sobre as composições que crio", observou.

Nascido e crescido no Brasil em uma casa italiana, Tadini fala português, inglês, espanhol e italiano, tendo ainda estudado mandarim por 11 anos, fatores que enriquecem suas composições e tornam seu som único. Os temas das canções que integrarão o álbum "Collective Delusion" variam de questões introspectivas e filosóficas a assuntos políticos e sociais. "Eles são abordados através de metáforas e referências. As composições viajam através do blues, jazz, pop moderno e o clássico som pesado e psicodélico do rock, que dá o tom de cada faixa do álbum", concluiu.

Site relacionado: www.lucastadini.com/

Venomous: clipe traz versão distópica da chegada das caravelas portuguesas ao Brasil

O Venomous segue promovendo o segundo álbum, "The Black Embrace", e apresenta agora o videoclipe para a faixa "Heirs of a Dream", que contou com direção, roteiro e produção de Domingos Meira, animação, efeitos visuais, fotografia e montagem da Visual Filmes. "Nosso novo clipe aborda uma versão distópica da chegada das caravelas portuguesas ao litoral brasileiro, em 22 de abril de 1500", revelou o guitarrista Ivan Landgraf. "A banda viaja para uma área de preservação natural de mata atlântica, e participa de um ritual em que ingere uma bebida indígena misteriosa, preparada pelo índio Macsuara, que leva a banda a um estado de transe em que se inicia uma 'miração coletiva', representada em forma de animação. Essa animação conta a história da conhecida história da chegada dos portugueses ao Brasil, porém ela é um pouco diferente do que aprendemos nos livros de história", acrescentou o vocalista Tigas Pereira.
 
Veja o clipe de "Heirs of a Dream" em https://youtu.be/zrQKwwWOMzg



"Heirs of a Dream" é apontada como sucessora de "Green Hell", faixa do álbum de estreia, "Defiant" (2018). "Elas mostram diferentes visões da nossa história. Resolvemos arriscar ainda mais nos arranjos, como adicionar percussão, teclados e coros de voz, além da busca por influências brasileiras de outros estilos, como o chorinho em 'Heirs of a Dream'", explicou Landgraf.
 
"The Black Embrace", disponível em todas as plataformas digitais e lançado em formato físico pela Voice Music, foi gravado no estúdio Dual Noise (SP), com produção de Rogerio Wecko e do próprio Venomous. Já a arte e ilustrações ficaram a cargo de Ricardo Bancalero. "Com a pandemia do Coronavírus, fomos forçados a adiar nossos planos de shows, assim como ocorreu com toda a coletividade da música no mundo inteiro. Depois que voltamos da segunda turnê europeia, tínhamos um roteiro por terras brasileiras preparado, mas, agora, vamos ter que esperar até que tudo retorne ao fluxo normal da vida. E nosso lema é: 'Life Finds a Way'...", concluiu o guitarrista Gui Calegari.

"The Black Embrace" no Spotify: https://is.gd/bi4USc
"The Black Embrace" no Deezer: https://is.gd/YGgQSA


DISCOGRAFIA:
Defiant (CD, 2018)
Penitence (Single, 2018)
Black Embrace (Single, 2019)
The Black Embrace (CD, 2019)
 
Site relacionado: https://www.facebook.com/venomousoficial/
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.



#venomous

Manifesto Bar organiza lives com shows plugados e acústicos

Tradicional bar e casa de shows de São Paulo, o Manifesto Bar está fechado por causa da pandemia do coronavírus. Porém, vem organizando lives em seu canal no YouTube e Instagram, apresentando shows plugados e acústicos com bandas-tributo e artistas durante o período de isolamento social.
 
"Nesses tempos de COVID-19 temos que nos adaptar e esta foi a forma que conseguimos levar o Manifesto até a casa de todos nossos amigos e clientes, pois, além de colaborar com a casa e os músicos, todos efetivamente estão com saudades e falta do bom e velho rock'n'roll", declarou Silvano Brancati, um dos proprietários do Manifesto Bar, que abriu suas portas em 1994. "O Manifesto começou a funcionar em novembro de 1994. Portanto, seja como for, nós vamos seguir celebrando esta marca", acrescentou.
 
"Para nós foi uma grande oportunidade de levar um pouco de alegria para a galera que está carente e com saudades das baladas Metal. E fizemos isso sem sair de casa, pois o Manifesto Bar é a nossa 'casa'!" comemorou Flavio Souza Jr., guitarrista do Hell Patrol (Judas Priest Tribute), que se apresentou no último sábado (18). "Além disso, o próprio Judas Priest compartilhou um trecho da nossa live nos histories oficiais da banda", acrescentou.
 
Live Manifesto – Sábado (25):
20h – Discotacagem Edu Rox
21h – Show Faith no More Cover Brasil
22h30 – Discotacagem Edu Rox
 
A banda Faith No More Cover Brasil, que está na ativa há mais de dez anos, conta com Duda Franco (vocal), Dieego Lessa (baixo), Thomás Freits (guitarra), Marcos Oliveira (teclado) e Jefferson Jacaré (bateria). "Para nós será uma experiência nova. Acredito que o mundo e a indústria da música estão sofrendo com o isolamento social, mas a nossa intenção é a mesma quando estamos no palco, pois queremos proporcionar momentos de alegria para os fãs, especialmente aos que curtem o trabalho do Faith No More", declarou o baixista Dieego Lessa. "Nosso repertório será repleto de clássicos, entre eles 'From Out Of Nowhere', 'Falling To Pieces', 'The Gentle Art of Making Enemies', 'Edge Of The World', 'Midlife Crisis', 'Digging The Grave', 'Surprise! You’re Dead', 'We Care a Lot' e, claro, 'Epic'", acrescentou.
 
O DJ Edu Rox afirma que está sendo bem complicado trabalhar com entretenimento. "Como estamos passando por essa situação complicada, a live acaba sendo um tipo de 'consolo', tanto para nós que fazemos quanto para o público. Abro a live batendo um papo divertido com a galera, que é focado em música, mas conversamos de tudo", observou. "Peço para quem tem banda mandar o material, rolo um trecho no Spotify, pois acho importante divulgar bandas novas. Na sequência, entra a live direto do bar com alguma banda cover mandando som. Por isso, pedimos para que colaborarem com a Vakinha, tanto para o bar quanto para os músicos", acrescentou Rox, que revela uma novidade para o sábado (25). "Teremos uma novidade, pois vou começar a entrevistar personalidades do mundo da música e o primeiro será Edu Ardanuy (Sinistra, ex-Dr. Sin. Tenho certeza que o resultado será ótimo!", concluiu.
 
Link para a Vakinha Virtual: vaka.me/1009761
 
Inscreva-se no canal do YouTube: https://www.youtube.com/user/ManifestoBar666
 
Site relacionado: http://www.manifestobar.com.br/

Mika Jaxx apresenta single e clipe 'Warm Machine'

O guitarrista brasileiro Mika Jaxx, que atualmente mantém uma carreira solo com música instrumental e também integra a banda Area 55, apresenta o novo single e videoclipe, "Warm Machine". Gravada em Los Angeles (EUA), a faixa foi produzida por Brendan Duffey e Júlio Federici, com mixagem e masterização no Brendan Duffey Audio, em Davis/CA.

Confira o clipe, produzido pela Pier 66, com direção de Plínio Scambora em https://youtu.be/9-pawcchttI



"O vídeo foi gravado em São Paulo, no Bendito Estúdio, contando com a participação de Adriano Daga (Malta). A imagem do teto do clipe foi 'trackeado' para que as nuvens pudessem ficar sobre as cabeças dos músicos", explicou o guitarrista. "A música foi composta e gravada durante as sessões de 'One Ocean', álbum de estreia do Area 55", conta Mika, que foi integrante do Sioux 66 quando ainda residia no Brasil.

Mika Jaxx registrou "Warm Machine" ao lado de Arthur Foster (baixo), Celso Junior (guitarra base) e Adriano Daga (bateria, Malta). "Este é um single/clipe, não pertence a nenhum álbum, mas fiquei surpreso que teve 60 mil visualizações no YouTube no dia da estreia", concluiu.

Site relacionado: https://mikajaxx.com



#mikajaxx #area55

Vazio lança álbum 'Eterno Aeon Obscuro'

Vazio, banda paulistana de black metal formada por Renato Gimenez (vocal, guitarras e efeitos), Eric Nefus (guitarras e teclados), Nilson Slaughter (baixo e samples) e Daniel Vecchi (bateria), apresenta o novo álbum, "Eterno Aeon Obscuro". O material foi produzido no Caffeine Sound Studio, com mixagem e masterização a cardo de Eric Cavalcante.
 
"Após dois anos do início das composições até a finalização foi um longo caminho. A versão digital está disponível para os usuários das plataformas de streaming, além do Bandcamp. E, claro, o material também tem lançamento físico, vindo embalado em CD-Digipack com pôster", revelou Gimenez. "Em meio a esse período sinistro da história da humanidade, esse lançamento é alimento para a rebelião. Ainda este ano será lançada a versão em vinil gatefold com pôster", acrescentou.
 
Confira o clipe de "Elementais da Matéria Escura", com imagens captadas no show do Sesc Belenzinho (SP) e edição de Tomas Moreira em https://youtu.be/Veo2szT9cTI



"Escolhemos 'Elementais da Matéria Escura' para o primeiro clipe porque ela é a faixa de abertura do novo álbum, uma música que convida o ouvinte ao universo do Vazio, onde o tempo é tragado por buracos negros enquanto seres elementais e espíritos antigos transitam entre dimensões", explicou Gimenez. "O vocal tem influências de cantos tibetanos e mongóis ('throat singing')", acrescentou.
 
Contando com músicos vindos de nomes como Armagedom, Social Chaos, Nuclear Frost e Creptum, o grupo apresenta uma mistura o metal extremo com sonoridades obscuras e rápidas do black metal, além de incorporar música experimental e ritualística. Após o EP de estreia, "Vazio" (2016), veio uma turnê pela Europa em 2017, quando o grupo se apresentou em sete países. Na sequência, vieram mais dois lançamentos. "Um destes lançamentos foi um split com a banda Death by Starvation, saiu em LP  12" e foi prensado na República Tcheca. O outro foi um Split CD ao vivo com a entidade carioca do black metal Velho. Nesse período, também gravamos dois videoclipes – 'Monumentos da Decadência' e 'Nova Era Infernal'", recordou Renato Gimenez.  
 
No ano passado, o Vazio lançou o Split CD "Saxonian Deathbed – live in Dresden" ao lado da banda alemã Bad Luck Rides on Wheels. "Este material é fruto de uma apresentação na Alemanha na tour de 2017", explicou Gimenez. "Este ano, além do álbum full, também temos o Split em vinil 7" com a banda de deathgrind Xico Picadinho e o lançamento do primeiro DVD ao lado do Vulcano, gravado no Sesc Pompéia em 2017", adiantou o vocalista.
 
Veja o lyric video de "Nascido do Fogo" em https://youtu.be/frOd5TnTLLs


 
"'Nascido do Fogo' é uma música muito agressiva, firmada num riff que me lembra algo com um toque brasileir,o mas num esquema muito maldito e selvagem. Ela fala sobre a destruição do conceito cristão de criação do homem de barro contraposto pelo liberto e iluminado nascido do fogo. A música também é uma ode aos mortos. Na composição tem algumas reviravoltas mais audaciosas, mas ainda assim tem uma áurea de moedor", concluiu Gimenez.
 
Confira o repertório de "Eterno Aeon Obscuro":
01 - Elementais da Matéria Escura
02 - Sob a Noite Espectral
03 - Nascido do Fogo
04 - Reino das Matas
05 - O chamado dos Mortos
06 - Condenados ao Esquecimento
07 - Eterno Aeon Obscuro
08 - Travessia Silenciosa
09 - Sangue Invertido no Coração Negro Despedaçado
10 - Revelações do Abismo
11 - Koié Kokoiá

Sites relacionados:
https://vazio.bandcamp.com/
https://www.facebook.com/pg/vazioblackmetal
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Maledettos: a máfia faz sua estreia com o clipe 'Can You Handle Death'

Criado como um projeto entre Leandro Gavazzi (bateria) e Eduardo Magoo (guitarra), o Maledettos encontrou seu caminho após a entrada de Felipe Freitas (baixo), quando finalizaram as composições. Abordando temas da Máfia italiana, com um estilo de som pesado, cru, direto, entre o thrash/death metal, o grupo, que atualmente conta com o vocalista Glauber Scaziotta e o baixista Max Oliveira, estreia com o clipe "Can You Handle Death". "Nós gravamos as cenas do vídeo, que contou com a direção de Paulo Ueno (Kalavera Filmes), no estúdio 785, em São Paulo, que consideramos como a nossa casa desde o começo da banda", declarou Leandro Gavazzi.
 
Veja o clipe de "Can You Handle Death", dirigido e editado por Paulo Ueno (Kalavera Filmes), em https://youtu.be/rKubV8HYUUA



"Nós tivemos algumas mudanças ao logo do caminho, principalmente nos vocais, posto que foi anteriormente ocupado por Pedro Kaluf e Giovanni Cavalcanti, que saíram por questões de trabalho. Porém, também nos identificamos com os trabalhos e o estilo de Glauber Scaziotta, que se encaixou bem em nossa proposta", explicou Magoo. "No final do ano passado, iniciamos a gravação de duas músicas para lançamento de um single, com a finalidade de firmar a banda e passarmos nossa a mensagem. Durante este processo, o baixista Felipe Freitas, que efetivamente registrou as músicas do single, se desligou e, então, abriu espaço para Max Oliveira assumir o posto", completou o guitarrista.
 
Enquanto a banda continua trabalhando em novas composições, visando o lançamento do seu primeiro 'full', as faixas "Can You Handle Death" e "Maledettos" já estão disponíveis nas plataformas digitais. As músicas foram produzidas por Trek Magalhães e Caio Monfort, do estúdio Papiris, contando com masterização da Absolute Master.  
 
Sites relacionados:
www.facebook.com/maledettosofficial
www.instagram.com/maledettos.official
 
Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Afinal, quem é a máfia de VITTO MALEDETTO?
 
"Prazer nenhum em dizer que sou Vitto Maledetto. Decidi montar a minha própria 'máfia' e levar meus negócios pelo mundo. Assim, fui atrás dos mais capacitados para me ajudar a levar essas atividades clandestinas adiante. Como qualquer gângster que se preze, recrutei uma equipe de peso para dar sequência aos meus negócios e eliminar quaisquer desafetos.
 
As nossas músicas descrevem crimes cometidos, quase como um mórbido diário, escrito com escárnio para nunca saberem a real natureza de tais atos. Musicalmente, penso que meus capangas não se focam em rótulos ou estilos, apenas em transmitir minhas mensagens. Encontrei as piores, mais sujas, dissimuladas e desalmadas pessoas para transmitir e eternizar minha mensagem ao mundo. São eles:
 
Glauber Scaziotta (vocais): Encontrado numa briga de bar, acusado de roubar o cofre de um estabelecimento. Após ouvir seus gritos, com ameaças e xingamentos com o dono do bar, decidi que aquela voz seria  ideal para eternizar meus feitos.
 
Eduardo Magoo (guitarra): Metralhando as cordas, tudo e todos visceralmente sem testemunhas, chamou minha atenção imediatamente pela sua frieza nos riffs. Conhecido por uma série de atividades ilegais.
 
Max Oliveira (baixo): Conhecido pela arte do furto e por ser nosso piloto de fuga, conhece todos os atalhos e becos dessa cidade imunda. Sua atividade paralela é explorar, de forma pesada, as atividades no baixo.
 
Leandro Gavazi (bateria): Localizado num antro de jogos clandestinos, destruidor e mestre nas baquetas, sendo ágil e rápido nas ações da equipe e insuperável na  trapaça do jogo.

#maledettos
 

Duccah estreia com lyric video 'Sem Lutar'

De um improvável encontro no exterior surgiu a banda Duccah, que estreia com o single/lyric video "Sem Lutar", faixa que integrará o debut, "Venha". Chris Hoff (vocal), Eloi Aldrovandi (guitarra, teclados), Leandro Mazzaro (baixo) e Denis Roosevelt (bateria), que já tinham tocado juntos no W.U.T. e no Der Wahnsinn, esperam atingir mercados com população lusófona (cerca de 270 milhões), inspirar estrangeiros a aprender a língua portuguesa, assim como atrair fãs de outros estilos para o rock nacional. "O Duccah nasceu logo após um reencontro meu com Chris Hoff em uma ilha mística chamada Inisheer, na Irlanda. Não nos víamos há alguns anos e, ao explorar essa ilha a pé por um dia, tivemos a oportunidade de discutir ideias sobre novas músicas, o cenário de rock atual e o que a gente sentia que faltava no mundo artístico", contou Eloi Aldrovandi.
 
Confira o lyric video, produzido por Leandro Mazzaro, em https://youtu.be/wz6pdEPDyDY



"'Sem Lutar' é uma música que, logo no começo, você já sente o peso que está por vir. Como tema, deixei a música trazer a inspiração e decidi trabalhar com pensamentos que envolvem estratégia, diplomacia e negociação para elaborar uma letra à altura da música, assim como um personagem para interpretá-la, como faço para cada música na minha entonação de voz", explicou o vocalista Chris Hoff, que também integra a banda de hard rock Hard:On.
 
A capa do single ficou a cargo do artista surrealista polonês Mirek Is. "A arte caiu como uma luva nesta música. Ficamos muito empolgados com o resultado final e decidimos lançar o single, antes do lançamento do álbum", concluiu Chris Hoff.
 
"Venha", debut do Duccah, trará 10 faixas ancoradas em um rock nacional forte, cantado em português e flertando com outras sonoridades, batidas e estilos. As músicas foram gravadas em 2019 na Alemanha, Irlanda e Brasil, com produção, mixagem e masterização a cargo de Eloi Aldrovandi, no E-pal Studio (IRL).
 
Ouça "Sem Lutar" nas plataformas digitais em https://bit.ly/3dWFziB
 
Site relacionado: www.duccah.com

 #duccah #duccahoficial

 

Kuazar: single e clipe 'Obscure & Violent' antecipa álbum de retorno

"Obscure & Violent", primeiro single de "Hybrid Power", o álbum de retorno do grupo paraguaio Kuazar, acaba de ganhar um videoclipe, que traz cenas filmadas em Los Angeles/CA (EUA) e nas cidades de Ciudad del Este e Assunção (PAR). "As imagens da banda foram captadas pelo experiente cinegrafista Krys Amon (Rede Globo, Esporte Espetacular). As cenas extras foram captadas e editadas pela produtora MC Flight, de Andres Martinez", revelou o experiente baterista Marcelo Moreira, que agora se junta a Josema Gonzalez (vocal e guitarra) e Marcelo Saracho (baixo).

Veja o videoclipe de "Obscure & Violent" em https://youtu.be/gOjfn5Lp1tk



"Obscure & Violent" fala da natureza violenta da humanidade e como atos agressivos estão sempre presentes de maneira quase "natural" na vida do ser humano. "O refrão diz 'o ódio é a fonte do nosso poder', o que resume a ideia principal da letra, explorando a existência natural de sentimentos ruins, agressivos e sádicos na humanidade. Desde os cultos religiosos espirituais até as guerras, a presença do mal e dos pensamentos agressivos está sempre presente na humanidade", explicou Josema Gonzalez.

O Kuazar vem se destacando nos palcos da América do Sul, tendo realizado shows no Paraguai, Brasil e Bolívia, tocando ao lado de Megadeth, Kreator, Behemoth, Hirax, Sepultura, Violator e Krisiun, obtendo uma sólida base de fãs em um curto período de tempo.

Com músicas agressivas e versáteis, incluindo toques de elementos latinos, o trio lançará "Hybrid Power", sucessor de "Wrath of God" (2009) e do DVD "Wrath on the Road" no primeiro semestre. O material foi gravado nos Estados Unidos, nos estúdios Fuel Music Studio e Marmor Studio, contando com mixagem e masterização a cargo do experiente Brendan Duffey. "O álbum traz novos elementos, com uma pegada mais moderna, criando um som com características próprias, que lembra, em alguns momentos, bandas que nos influenciaram, como Slayer, Gojira, Lamb of God e Sepultura", concluiu Marcelo Moreira.

Mais informações em facebook.com/kuazarmetal

Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Vodu lança videoclipe de 'Say My Name'

Vodu, uma das bandas pioneiras de heavy metal brasileiro, lança o videoclipe "Say My Name", primeiro single do novo álbum, "Walking With Fire", que será lançado este ano. "'Say My Name' fala sobre um ritual de invocação, sob a ótica da entidade, que diz o que precisa ser feito para que a presença dela se manifeste efetivamente: 'Desenhe meu símbolo, cante minha canção e diga meu nome três vezes'", explicou o vocalista André Gois, compositor da música.
 
Veja o clipe de "Say My Name" em https://youtu.be/0GLWfyJzcs0



Uma das curiosidades é que a edição do vídeo ficou a cargo do baterista Sérgio Facci. "Consegui mesclar as cenas gravadas no Teatro UMC, no Projeto 'Canja do Oka', e alguns takes no High Five Studio, dando um bom dinamismo ao vídeo", analisou.
 
André Góis (vocal), J. Luis "Xinho" Gemignani e Paulo Lanfranchi (guitarras), André "Pomba" Cagni (baixo) e Sergio Facci (bateria) retomaram as atividades trinta anos após a estreia com "The Final Conflict" (1986), relançado em CD pela Classic Metal em 2017. "A intenção sempre foi lançar coisas novas para incorporar no repertório dos shows, como fizemos com 'Voodoo Doll - Demo'. Continuamos fiéis ao heavy metal raiz, com pegada atual", observou o baixista André "Pomba" Cagni, um dos fundadores do Vodu, que comemora 35 anos de carreira este ano. "Gravamos a bateria e vocais de 'Walking With Fire' no estúdio Orra Meu, com auxílio de Andre Miskalo e Gustavo Barcellos, e agora estamos nos ajustes finais da mixagem do álbum", concluiu André Góis.
 
Você também pode assistir ao novo vídeo no Instagram @voduband (IGTV) e no site oficial www.voduband.com.

Virus se apresenta no SESC Belenzinho

Promovendo o álbum "Contágio", o Virus fará uma apresentação especial no SESC Belenzinho (SP) no dia 14 de março (sábado). O grupo paulistano construiu sua reputação como pioneiro do heavy metal brasileiro através da primeira edição da coletânea "SP Metal" (1984) e de suas performances ao vivo. Entre idas e vindas, os fundadores Flávio Ferb (vocal), Fernando Piu e Renato RT (guitarras), agora acompanhados por Guilherme Boschi (baixo) e Lucio Del Ciello (bateria), finalmente realizaram o sonho de lançar o primeiro álbum, "Contágio". "É hora de retornar ao SESC Belenzinho, lugar que marcou nosso retorno definitivo em razão do show de comemoração dos 30 anos de SP Metal, em julho de 2015", relembrou Fernando Piu. "Apresentaremos um novo repertório, com algumas surpresas, homenagens e com estreia de uma música inédita, que acabamos de compor. Além disso, Marcello Pompeu, do Korzus, estará conosco para uma versão da 'Guerreiros do Metal', que ele vai cantar com o Flavio", completou Lucio Del Ciello.
 
O Virus também adianta que estreará um novo cenário no SESC Belenzinho. "Temos uma tradição de sempre caprichar na parte cênica e estamos preparando um novo cenário, que vamos estrear neste show. Nem todo show permite que façamos esse tipo de coisa, mas nunca perdemos isso de vista. Assim, vamos caprichar na luz e no cenário", revelou Flávio Ferb.
 
Confira o webclipe da nova versão para a clássica "Batalha no Setor Antares" em https://youtu.be/vHgD5wOCi9k



A produção, gravação, mixagem e masterização de "Contágio" ficaram a cargo de Marcello Schevano, do estúdio Orra Meu! (SP). Flavio Ferb, que criou as capas das duas edições da coletânea "SP Metal", lançadas pela gravadora Baratos Afins, e do logotipo da banda, também criou a parte gráfica do álbum, que vem sendo bem recebido pela mídia e pelo público. "Nós não vamos parar por aqui. Inclusive, teremos novidades em breve, pois estamos preparando um novo single", concluiu Del Ciello.
 
Serviço – Virus no SESC Belenzinho:
Data: 14 de março (sábado)
Horário: 21h30
Local: Comedoria do SESC Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000, São Paulo/SP (próximo ao metrô Belenzinho)
Ingressos antecipados em https://www.sescsp.org.br/programacao/219129_VIRUS
 
Site relacionado: https://www.facebook.com/VirusContagiometalOficial/
 
Contato para shows | Agência OM (Phill Lima): (11) 93067-6175




Kiara Rocks: nova formação lança clipe de 'Enquanto há Tempo'

Após um período sem novos lançamentos, a Kiara Rocks retorna com nova formação – Kadu Pelegrini (vocal e guitarra), Hicaro Denelle (guitarra), Raul Barroso (baixo) e Alexi Souza (bateria) –, que apresenta o single "Enquanto há Tempo", gravado, mixado e masterizado por Henrique Baboom. "A produção foi muito detalhada, desde a composição até a escolha de elementos como piano ou sampler eletrônico. É o tipo de coisa que nunca fizemos e resolvemos experimentar nessa nova fase", apontou Kadu Pelegrini. "Muita coisa aconteceu desde nosso show no Rock in Rio em 2013, quando abrimos os trabalhos do Palco Mundo. Nosso retorno aos palcos se deu após o single 'Sempre Enfrente' (2019), que foi bem recebido por nossos fieis seguidores. Agora, para esse ano, começamos apresentando a música 'Enquanto há Tempo'", completou.
 
Veja o clipe de "Enquanto há Tempo", dirigido por Xtudo Obze e produzido pela Caixão Produtora em https://youtu.be/wbN2MS1GJDM



Atualmente, a Kiara Rocks trabalha em seu novo EP, que tem previsão de lançamento para o segundo semestre. "A banda, de fato, está pronta para o que vem pela frente. Toda troca de formação passa por um período de adaptação por parte dos membros e dos fãs. O público recebeu muito bem o último lançamento e o foco agora é se concentrar no que vai vir a ser o primeiro EP desta nova fase", concluiu Hicaro Denelle.
 
Ouça "Enquanto há tempo" no Spotify em https://is.gd/J3YebG
 
Site relacionado: www.kiararocks.com.br




Venomous divulga primeiras datas da 'Brasil Embrace Tour'

Após realizar a segunda turnê pela Europa para promover o novo álbum, "The Black Embrace", o Venomous, formado por Tigas Pereira (vocal), Gui Calegari e Ivan Landgraf (guitarras), Renato Castro (baixo) e Lucas Prado (bateria), se prepara para a "Brasil Embrace Tour", que terá início no dia 14 de fevereiro. "Estamos empolgados de poder levar nosso trabalho para alguns lugares que ainda não tínhamos chegado antes, como Nordeste e Sul do país, além de algumas cidades novas do interior de São Paulo. O melhor é que esta é apenas a primeira parte, pois mais datas serão confirmadas", comemorou o baterista Lucas Prado.
 
"The Black Embrace", disponível em todas as plataformas digitais e lançado em formato físico pela Voice Music, foi gravado no estúdio Dual Noise (SP), com produção de Rogerio Wecko e do próprio Venomous. Já a arte e ilustrações ficaram a cargo de Ricardo Bancalero. "Estamos honrados com as críticas que temos recebido de vários veículos da imprensa, além da inclusão do 'The Black Embrace' em várias listas dos melhores de 2019. Ficamos também muito felizes com a recepção do disco na Europa durante nossa tour, o que mostra que o metal brasileiro está mais forte e vivo do que nunca!", concluiu Calegari.
 
"The Black Embrace" no Spotify: https://is.gd/bi4USc
"The Black Embrace" no Deezer: https://is.gd/YGgQSA
 
Confira a agenda de shows da "Brasil Embrace Tour":
14/02 - Manifesto Bar - São Paulo/SP (Programa Kiss Club, com transmissão ao vivo pela Kiss 92,5 FM e no canal do YouTube da rádio em https://is.gd/GXbznS)
15/02 - Bauru/SP
16/02 - Araraquara/SP
20/03 - São José dos Campos/SP
28/03 - Carioca Club - São Paulo/SP (abertura Jinjer)
11/04 - Espaço Som - São Paulo/SP
30/04 - Fortaleza/CE
02/05 - Recife/PE
23/05 - Parobé/RS
 
Shows passados:
19/10 - Horror Expo - São Paulo/SP
23/10 - Olhão (POR)
24/10 - Alenquer (POR)
25/10 - Ancas (POR)
26/10 - Covilhã (POR)
27/10 - Porto (POR)
30/10 - Vigo (ESP)
31/10 - Barcelona (ESP)
01/11 - Salamanca (ESP)
02/11 - Valência (ESP)
03/11 - Bilbao (ESP)
05/11 - Toulouse (FRA)
07/11 - Montpellier (FRA)
08/11 - Zurique (SUI)
09/11 - Rencher (ALE)
09/11 - Brackenheim (ALE)
10/11 - Oostend (BEL)

Veja o clipe de "Black Embrace", produzido por Leonardo Benaci, em https://youtu.be/S_fddpmbb9o



DISCOGRAFIA:
Defiant (CD, 2018)
Penitence (Single, 2018)
Black Embrace (Single, 2019)
The Black Embrace (CD, 2019)
 
Site relacionado: https://www.facebook.com/venomousoficial/
 
Contato para shows: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.




Visit fbetting.co.uk Betfair Review