Alunos do Projeto Social ‘Educando pelo Esporte’ acompanham treino da equipe de basquete Corinthians Paulista

Os alunos do Projeto Social ‘Educando pelo Esporte – Basquete Mauá’, que é realizado e administrado pela Associação Educacional Esportiva e Social (Assedec), vivenciaram uma experiência nova e importante na tarde de segunda-feira (12 de agosto). Os garotos foram visitar o ginásio Poliesportivo Wlamir Marques (Parque São Jorge), na zona leste da capital paulista, e tiveram a chance de acompanhar o treinamento da equipe adulta do SC Corinthians Paulista, que está disputando o Campeonato Paulista Masculino – 2019.

“Esse tipo de visita é muito importante para os nossos garotos, visto que eles tiveram contato direto com jogadores que hoje são profissionais, pois conseguiram superar todas as barreiras e atingiram os seus objetivos de vida. E isso acaba sendo um grande incentivo para os meninos e meninas que integram o nosso projeto, uma vez que eles enxergam que é possível atingir as metas”, comentou Vlademir Pereira Silva, gestor do projeto.

Já para o jovem Murilo Aleixo Santos, de 11 anos, foi uma tarde inesquecível. “Gostei bastante de ver o treino dos jogadores de perto, pois deu para ver o quanto eles se dedicam para estar preparados para jogar. Isso me deu mais força para seguir trabalhando e correndo atrás dos meus objetivos de vida, seja ele dentro ou mesmo fora do esporte”, relatou.

“Foi muito bacana, os jogadores e treinadores foram bastante atenciosos e nos deram muitas dicas”, acrescentou Arnon Camilo dos Santos, que também integra o projeto.

O ‘Projeto Educando pelo Esporte’, patrocinado pela Braskem, Elektro, Coop e Lara, através do Ministério do Esporte, é voltado às crianças carentes, de ambos os sexos, residentes em bairros carentes de alguns municípios de São Paulo, particularmente, no entorno das escolas municipais, na faixa etária de 06 a 14 anos, que necessitam de um acompanhamento social diferenciado. No período contrário dos afazeres em sala de aula, o aluno estará nas atividades do Projeto Educando Pelo Esporte, aprendendo as modalidades esportivas, assim desenvolvendo todas as dimensões físicas de aprendizagem e psicológicas.

Na vanguarda, São Paulo DC colhe os frutos do trabalho sério, organizado e profissional

odo esforço para se formar uma estrutura profissional e conduzir a equipe nos moldes internacionais tem surtido o efeito esperado pelo São Paulo DC, que passou por uma grande reformulação na temporada de 2019. Além de novos nomes na sua equipe adulta masculina, o manager Gustavo Bracco introduziu algumas inovações, como a criação da equipe universitária, em parceria com a Universidade Paulista (Unip), e a formação da equipe sub-23, sem falar na estrutura para os treinamentos.

Tudo isso deixou o São Paulo DC na vanguarda, se tornando uma referência na modalidade em termos de Brasil e América do Sul, já que além de jogar as principais competições do cenário nacional, a equipe da capital paulista tem saído com frequência para disputar campeonatos fora do país, visitando centros importantes do Basquete 3x3 internacional.

“Estamos conseguindo atingir um patamar bem significativo em relação as grandes potências da modalidade e preciso confessar que o segredo tem sido tentar reproduzir tudo que de bom os países bem-sucedidos no esporte fazem. Treinamentos específicos, individualizados, palestras motivacionais e simulação de situações de jogo, além de muita repetição”, comentou Bracco.

“Esse é o modelo sérvio e holandês, tem funcionado para eles, não tem porque não funcionar também conosco, principalmente, pelos grandes talentos que temos”, acrescentou o manager.

No final de semana passado, por exemplo, o São Paulo DC atingiu dois importantes objetivos. Primeiro, conquistou o título invicto do ‘3º FISU AMERICA 3x3 – 2019’, o Campeonato Pan-americano Universitário, que foi realizado em Maceió (AL), garantindo classificação para o Campeonato Mundial Universitário, que será realizado na China, em outubro.

“Os resultados do nosso trabalho são as recentes conquistas, que nos mostram que estamos no caminho certo. O universitário, além de um grande time, mostrou estar acima de grandes potências das Américas, incluindo México, Argentina e Chile. Vamos disputar o Mundial em outubro, já nos preparando mentalmente para vencer desafios e superar grandes obstáculos. Nossa expectativa é sempre positiva. Agora, ainda mais”, comentou Gustavo.

Concomitantemente, demonstrado a força do seu elenco, o São Paulo DC garantiu também o título do Campeonato Brasileiro de Basquete 3x3, disputada na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), no Rio de Janeiro (RJ), com organização da Confederação Brasileira de Basketball (CBB). Na decisão, vitória sobre o tradicional Rio de Janeiro 3x3, por 21 a 13.

Com esta conquista, o São Paulo DC ganhou o direito de participar do World Tour de Montreal, no Canadá, que será realizado nos dias 07 e 08 de setembro.

“Conseguimos ser a única equipe do país a se classificar para duas etapas do World Tour no mesmo ano. Ficamos contentes com isso, mas cientes de que o desafio só começou. A cada etapa o nível sobe e sabemos que teremos excelentes adversários nessa competição canadense. Tenho certeza de que estaremos ainda mais preparados dessa vez”, relatou o manager do São Paulo DC.

“Já a competição universitária foi uma conquista inédita. Vamos nos preparar e fazer com que os bons resultados dessa equipe continuem aparecendo”, completou Bracco.

O São Paulo DC3x3, equipe filiada à Federação Paulista de Basketball (FPB), é apoiado pelo projeto Drible Certo no Mundo, aprovado junto a Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Esportes do Governo do Estado de São Paulo. Projeto patrocinado pela Havan e Decathlon Brasil. Apoios: Naturiza, NAR – Núcleo de Alto Rendimento, Uniformes Overtime, Meias Elite e Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal – APCEF. Realização: B16 Incentivo e Instituto Futuros Craques.

São Paulo DC/Unip conquista o título invicto do ‘3º FISU America 3x3 – 2019’

O São Paulo DC/Unip atingiu mais um objetivo que havia sido proposto no início da temporada ao conquistar o título do Campeonato Pan-americano Universitário, o ‘3º FISU AMERICA 3x3 – 2019’, que foi encerrado no final de semana, na Praia de Pajuçara, em Maceió (AL). Na decisão, a equipe brasileira passou pela Universidad de Chile, por 18 a 12.

“Tivemos um jogo bom, com um ritmo legal e conseguimos abrir bem, mas no meio do jogo, a equipe cansou e diminuímos a pegada. Mas, pela experiência que temos no Basquete 3×3 mostramos nossa superioridade e pudemos impor o ritmo e vencer a equipe deles que mesmo parecendo não ter tanta afinidade com a modalidade, apresentou um conjunto forte”, comentou William Weihermann.

O São Paulo DC/Unip, que contou com William Weihermann, Leonardo Branquinho, Gianluca Campaner e André Ferros, garantiu classificação do Mundial Universitário, que ocorre em outubro, na China.

Na primeira fase, o representante paulista bateu a Universidad de La Matanza, da Argentina (21 a 06), e UNED, da Costa Rica (21 a 09); nas quartas-de-final, mais um resultado favorável, desta vez contra a Uniataneu-CE (21 a 11). Já na semifinal, vitória sobre o segundo representante costarriquenho, a Universidad de Costa Rica, por 22 a 05.

“Foi uma conquista sensacional, no preparamos bastante para esse campeonato e conseguimos reunir um grupo de alunos/atletas, que, realmente, se entregaram para chegar a este título; pela primeira vez na história, conseguimos levar uma equipe brasileira para disputar o Mundial Universitário, que jogará em igualdade de condições com as demais equipes”, complementou o manager Gustavo Bracco.

“Vamos jogar o Mundial Universitário com muita confiança e com a certeza que traremos para o Brasil, um grande resultado”, completou Bracco.

O São Paulo DC3x3, equipe filiada à Federação Paulista de Basketball (FPB), é apoiado pelo projeto Drible Certo no Mundo, aprovado junto a Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Esportes do Governo do Estado de São Paulo. Projeto patrocinado pela Havan, Decathlon Brasil, Tenda Atacado e Sorvetes Jundiá. Apoios: Toca do Açaí, Naturiza, NAR – Núcleo de Alto Rendimento, Uniformes Overtime, Meias Elite e Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal – APCEF. Realização: B16 Incentivo e Instituto Futuros Craques.

LBC inicia o segundo turno dos campeonatos de 2019

Estão agendados 230 jogos para o segundo semestre em todo o centro-oeste do estado de São Paulo, que fazem parte do segundo turno dos campeonatos da Liga Regional de Basquete Centro Oeste Paulista (LBC). A segunda fase afunila os campeonatos e promete grandes jogos.

A LBC realiza anualmente os campeonatos da categoria de base que vão do sub-11 até o adulto. “Com foco nas categorias de base desde a sua fundação, são 10 campeonatos em andamento nas categorias de base (sub-11, sub-12, sub-13, sub-14, sub-15, sub-16, sub-17 e sub-21), entre os naipes feminino e masculino e dois campeonatos acontecendo: Adulto Masculino e Adulto Feminino”, comentou Priscila Dorigo, presidente da Liga Regional de Basquete Centro Oeste Paulista (LBC).

Os campeonatos da LBC terminarão em novembro, quando iniciam as finais dos respectivos campeonatos. “Acompanhe as noticiais pelo facebook/lbc.org.br, pelo insta @lbcbasquete e também os resultados e as classificações pela nossa página lbc.org.br”, finalizou Dorigo.

Comunidades coreanas da América Latina realizam encontro inédito nos dias 08, 09 e 10 de agosto em São Paulo

As comunidades coreanas da América Latina estarão reunidas nos dias 08, 09 e 10 de agosto (quinta-feira, sexta-feira e sábado), na Master Churrascaria, na zona norte da cidade de São Paulo (SP), para o ‘1º Encontro Internacional das Comunidades Coreanas da América Latina’, que irá abordar diversos assuntos, contudo, servirá prioritariamente para estreitar as relações entre os presidentes e ex-presidentes das associações coreanas radicadas nos países latino-americanos.

Além disso, este evento internacional marcará também as comemorações do 56º aniversário da imigração coreana no Brasil e os 60 anos da diplomacia entre Brasil e Coréia do Sul. “Este encontro inédito vai reunir cerca de 40 pessoas, incluindo um representante do governo coreano. O objetivo é estreitar o relacionamento entre as comunidades radicadas na América Latina, além disso, visa também contribuir com a aproximação das culturas dos países que acolheram os coreanos”, comentou Yeo Jin Kim, presidente da Associação Brasileira dos Coreanos.

Segundo a Associação, 13 países latino-americanos confirmaram as suas presenças. “Outro assunto em pauta é o direcionamento da próxima geração, para que tenham melhores fluidos, seja no trabalho profissional e relacionamento, ou seja, em todos os setores que envolvem a comunidade. O Cônsul Geral da Coreia do Sul também estará presente, assim como, todos os representantes das associações coreanas no Brasil, seja na área esportiva, cultural, artística e educacional, enfim, engajamento total”, complementou Yeo Jim Kim.

A cerimônia oficial de abertura do ‘1º Encontro Internacional das Comunidades Coreanas da América Latina’ acontece no dia 09 de agosto (sexta-feira), às 11h (de Brasília), na Master Churrascaria (Praça Bento de Camargo Barros, 172, Ponte Pequena), em São Paulo (SP).

Priscila Dorigo e André Almeida presentes no evento de lançamento do Campeonato Paulista

A presidente da Liga Regional de Basquete Centro Oeste Paulista (LBC), Priscila Dorigo, e o presidente da presidente da Associação Brasileira de Árbitros e Oficiais de Mesa do Basquetebol, André Almeida, estiveram presentes ao lançamento oficial do Campeonato Paulista Masculino da Série A-1 – 2019, realizado na noite de segunda-feira (30 de julho), no salão de do CA Paulistano, em São Paulo (SP).

O evento reuniu nomes importantes do basquete paulista e do esporte do estado, entre os quais: Enyo Correia, presidente da Federação Paulista de Basketball (FPB), o ex-jogador Amaury Pasos, anunciado como o ‘padrinho’ da competição; Marco Aurélio Chuí, secretário executivo de Esportes do Estado; Simone Bugatti, coordenadora na secretária de Esportes do Estado; Paulo Teixeira, presidente do Panathlon Club São Paulo; entre outros.

“Quero desejar sucesso aos 13 times participantes, pois a edição de 2019 do Campeonato Paulista tende a ser extremamente disputada, abrilhantando ainda mais as comemorações do 95º aniversário da Federação Paulista. Muito bom também ver o presidente Enyo Correia homenageando o Amaury Pasos, que é um dos grandes ícones do nosso basquete”, comentou Dorigo.

“Como sempre, o Campeonato Paulista vai abrir muito bem a temporada, pois a tendência é de uma competição bastante acirrada, visto que todos os times se reforçaram. Os oficiais de quadre de mesa estão preparados para colaborar com o sucesso da competição”, complementou Almeida.

O estadual de 2019 contará com a participação de 13 equipes, que na fase inicial estão divididas em dois grupos: América/Unirp/SMEL (São José do Rio Preto), Basquete Osasco (Osasco), EC Pinheiros (São Paulo), Mogi das Cruzes Basquete (Mogi das Cruzes), LSB/Flex (Sorocaba), São Paulo FC (São Paulo) e Sesi Franca Basquete (Franca), no Grupo A; Bauru Basket (Bauru), Paulistano/Corpore (São Paulo), Rio Claro Basquete (Rio Claro), São José Basketball (São José dos Campos), SC Corinthians Paulista (São Paulo) e Unifae/São João (São João da Boa Vista), no Grupo B.

A competição será aberta na quarta-feira (31 de julho), com a realização de dois jogos: Basquete Osasco x São Paulo FC, às 20h (de Brasília), em Osasco (SP), e Unifae/São João da Boa Vista x Paulistano/Corpore, também às 20h (de Brasília), em São João da Boa Vista (SP).

De acordo com o regulamento, na fase inicial as equipes jogam entre si, em turno e returno, dentro de seus grupos; e os dois primeiros de cada chave avançam diretamente às quartas-de-final. As demais equipes se enfrentam nas oitavas-de-final (3º x 6º e 4º x 5º) para definir mais quatro classificados. Os playoffs oitavas-de-final, quartas-de-final e semifinal serão descidos em série melhor-de-três. Já a decisão ocorre em melhor-de-cinco.

Brasil estreia no Sul-americano Sub-14 Feminino contra o Uruguai

A Seleção Brasileira Sub-14 Feminina estreia no Campeonato Sul-americano da categoria, nesta segunda-feira (22 de julho), às 17h45 (de Brasília), enfrentando o Uruguai, no Coliseo Abel Jiménez Parra, em Guayaquil, no Equador. Na fase inicial da competição, o selecionado nacional integra o Grupo B, que conta ainda com o anfitrião Equador e Paraguai.

Para o técnico Dyego Cavalcanti, o grupo está pronto para este primeiro desafio. “Estamos confiantes para estreia, pois trabalhamos duro esses dias e as meninas estão focadas. Esperamos e acreditamos começar com o pé-direito; estamos iniciando um ciclo, assim como o Uruguai, por isso, não conhecemos muito este adversário”, comentou.

“Como tenho sempre falado com as jogadoras, não temos que nos preocupar com os adversários se tivermos focados chegaremos no objetivo”, complementou Dyego.

Os demais compromissos do Brasil na fase inicial são: terça-feira (23 de julho), contra o Paraguai; e quarta-feira (24 de julho), diante do Equador. Já o Grupo A conta com Chile, Argentina e Colômbia.

Seleção Brasileira: 05. Fernanda Alexandre (lateral), 07. Ana Carolina Lopes (lateral), 08. Suelen Nunes (lateral), 09. Alexia Dagba (ala/pivô), 10. Marcella Freitas (armadora), 11. Ana Beatriz da Silva (pivô), 14. Letycia Vasconcelos (pivô), 24. Arianny de Oliveira (pivô), 31. Giovanna da Silva (pivô), 34. Manuella Alves (ala/pivô), 55. Taissa Queiroz (Lateral) e 77. Paula Carvalho (armadora).

Comissão técnica: Adriana Aparecida dos Santos Lopez (gerente técnica), José Alberto Freyesleben Valle Pereira (administrador), Dyego Maranini Cavalcanti (técnico), Claudio Henrique Lopes de Lisboa (assistente técnico) e Marina Stefani Souza da Silva (fisioterapeuta).

De acordo com o regulamento, na fase inicial do Campeonato Sul-americano Sub-14 Feminino as equipes jogam entre si, em turno único, dentro dos seus respectivos grupos e os dois melhores de cada chave avançam à semifinal (1º do Grupo A x 2º do Grupo B e 1º do Grupo B x 2º do Grupo A). Posteriormente, ocorre a grande final.

Seleções de Basquete 3x3 já estão em Lima para a disputa dos Jogos Pan-Americanos

Os selecionados nacionais de Basquete 3x3 concluíram, na manhã deste domingo (21 de julho), na Escola de Educação Física do Exército (EsEFEx), os treinamentos preparatórios para a disputa da 18ª edição dos Jogos Pan-americanos de Lima. Na sequência, a delegação brasileira seguiu viagem com destino à capital peruana, onde já desembarcou.

Para a treinadora Rafaella Bauerfeldt Lopes, da Seleção Brasileira Feminina, o grupo é novo e de futuro. “Estamos levando uma equipe jovem e promissora, tanto física, quanto tecnicamente. Entendemos que precisamos enraizar nossas ideias em meninas promissoras que possam estar difundindo a modalidade. Demos uma atenção a critérios físicos pois entendemos que hoje em nível mundial o jogo se encontra muito dinâmico e fizemos os ajustes táticos necessários para buscarmos nossa melhor apresentação no Pan-americano”, comentou.

A Seleção Brasileira Feminina conta com estas jogadoras: Aldecinete Mineiro Gomes de Souza (Blackout 3x3), Evelyn Larissa Mariano Silva (Sport Club Corinthians Paulista), Luana Ariescha Fernandes da Silva (Sport Club Corinthians Paulista) e Carla Patrícia Silva Lucchini (Vera Cruz Campinas). 

Já na visão do treinador Douglas Lorite, da Seleção Brasileira Masculina, o grupo quer usar a experiência adquirida na Copa do Mundo. “Conhecemos o Canadá, Estados Unidos e Porto Rico, que são times bons e rodados. Os outros não temos muitas informações. Treinamos forte e vamos aproveitar a rodagem que tivemos na Copa do Mundo”, completou Lorite.

A Seleção Brasileira Masculina é formada pelos seguintes atletas: Felipe Oscar de Camargo (Campinas 3x3), Jonatas Júlio de Mello (Campinas 3x3), Jefferson Froehlich Socas (São Paulo DC) e William Weihermann (São Paulo DC).

As competições de Basquete 3x3 nos Jogos Pan-americanos de Lima acontecerão de 27 a 29 de julho, no Eduardo Dibós Coliseum. Os participantes são estes: Brasil, República Dominicana, Venezuela, Uruguai, Estados Unidos e Argentina (feminino); Brasil, Estados Unidos, Argentina, República Dominicana, Porto Rico e Venezuela (masculino).

Os selecionados nacionais jogam a fase inicial nestas datas:

 

27 de julho (sábado)

Brasil x República Dominicana (feminino)

Brasil x República Dominicana (masculino)

Brasil x Venezuela (feminino)

Brasil x Estados Unidos (masculino)

Brasil x Estados Unidos (feminino)

 

28 de julho (domingo)

Brasil x Venezuela (masculino)

Brasil x Argentina (feminino)

Brasil x Porto Rico (masculino)

Brasil x Uruguai (feminino)

Brasil x Argentina (masculino)

De acordo com o regulamento, na primeira fase as equipes jogam entre si, em turno único, e os quatro melhores classificados avançam à semifinal (1º colocado x 4º colocado e 2º colocado x 3º colocado). Os dois vencedores da fase semifinal disputam o título, enquanto os perdedores definem a terceira e quarta posições.

Decò Caserta, do lateral Dimitri Sousa, vai disputar Série A-2 do Campeonato Italiano

Quando assinou contrato com o tradicional Decò Caserta, o brasileiro Dimitri Sousa, de 24 anos, tinha certeza que os desafios seriam grandes, não só pela qualidade do basquete italiano, mas também pela tradição da sua nova equipe. Só que as responsabilidades serão ainda maiores, visto que a Federação Italiana confirmou o acesso do time para a Série A-2 do Campeonato Italiano, já na temporada 2019/2020.

“A possibilidade do Decò Caserta subir para a Série A-2 já tinha sido comunicada e eu sabia que havia uma possibilidade grande disso acontecer, mas no momento que assinei o contrato com esta equipe, não estava pensando nisso. Mesmo assim, vai ser uma grata surpresa representar o Decò Caserta na Série A-2, que é bem mais forte que a Série B”, comentou Dimitri.

“Será uma grande oportunidade ajudar o time, que possui uma camisa tão forte e tradicional, no seu retorno ao protagonismo no basquete italiano”, complementou Sousa.

A Série A-2 do Campeonato Italiano está agendada para começar em outubro.

São Paulo DC conquista a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Basquete 3x3

O São Paulo DC sagrou-se campeão invicto primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Basquete 3×3 – 2019, na categoria Elite, disputada neste domingo (30 de junho), no ginásio Desportivo e Cultural Jamelão (Vila Olímpica da Mangueira), no Rio de Janeiro (RJ). Na decisão, a equipe da capital paulista conseguiu um grande rendimento e derrotou o Rio Preto Guarani, por 21 a 07, com autoridade.

“Estávamos muito focados, sabíamos que seria um torneio difícil, mas tínhamos que entrar concentrados. E foi isso que fizemos, entramos com uma defesa muito agressiva, que deu segurança para converter as bolas no ataque. Estamos muito felizes com essa conquista”, relatou Jefferson Socas, jogador do São Paulo DC.

“Iniciamos o Campeonato Brasileiro com o pé-direito, pois conquistamos a primeira etapa, disputada no Rio de Janeiro de forma invicta, mesmo enfrentando fortes adversários. Esta foi uma excelente preparação para o World Tour México, que é o nosso próximo desafio”, comentou Gustavo Bracco, manager do São Paulo DC.

Na fase inicial, o São Paulo DC, que contou com Jefferson Socas, Pedro Patekoski, André Ferros e Luiz Felipe Soriani, bateu o Zero21 Porto Real (21 a 07) e o Santos 013 3x3 (13 a 07). Nas quartas-de-final, novo êxito, desta vez contra o 3xRio/Pick and Roll (22 a 09). Na semifinal, mais um resultado expressivo diante do Santos 3x3 (22 a 13).

O próximo compromisso do São Paulo DC será o World Tour México, que será disputado nos dias 05 e 06 de julho (sexta-feira e sábado).

Já a equipe Sub-23 do São Paulo DC, formada por Leo Branquinho, William Weihermann, Luiz Felipe Paulo e Gianluca Campaner, ficou com o vice-campeonato, realizando uma campanha similar ao time adulto, contudo, foi superada na grande final pelo Lendas RJ U23 (21 a 15). A disputa foi realizada no sábado (29 de junho), também no ginásio Desportivo e Cultural Jamelão (Vila Olímpica da Mangueira), no Rio de Janeiro (RJ).

Nas etapas anteriores só resultados favoráveis: Ecobase (21 a 13) e Rio de Janeiro U23 (21 a 09), na primeira fase; Meninos da Gávea (21 a 11), nas quartas-de-final, e Esquadrão Ferraz (21 a 13), na semifinal.

“Apesar de não ter alcançado o resultado que esperávamos, conseguimos o segundo lugar, que nos classificou para a fase final, que será jogada em São Paulo. Vamos treinar para conseguir o título; tivemos uma campanha sólida, infelizmente, não foi o suficiente, mas agora é trabalhar para alcançarmos todos os nossos objetivos”, analisou Leonardo Branquinho.

“Tivemos uma grande atuação até a semifinal, sendo muito superior em todos os jogos pelo ritmo e intensidade aplicados nesses jogos. Na final encontramos pela frente um critério de arbitragem totalmente diferente ao qual estamos acostumados a jogar e tivemos dificuldades em adaptar o nosso estilo de marcação. Resultando em 21 pontos do adversário pela primeira vez no ano contra nossa equipe sub-23. Acabamos com o vice-campeonato da etapa, perdendo para o bom time do Lendas RJ U23. Agora é partir para o próximo desafio”, complementou Weihermann.

A equipe sub-23 do São Paulo DC jogará, no próximo final de semana, uma etapa da Liga ANB, em São Paulo (SP), na categoria Elite.

O São Paulo DC3x3, que é filiado à Federação Paulista de Basketball (FPB), é apoiado pelo projeto Drible Certo no Mundo, aprovado junto a Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Esportes do Governo do Estado de São Paulo. Projeto patrocinado pela Havan, Decathlon Brasil, Tenda Atacado e Sorvetes Jundiá. Apoios: Toca do Açaí, Naturiza, NAR – Núcleo de Alto Rendimento, Uniformes Overtime, Meias Elite e Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal – APCEF. Realização: B16 Incentivo, Instituto Futuros Craques e Instituto Athlon.

Sampaio Basquete visita o Ituano na abertura das quartas da LBF

O Sampaio Basquete visita o Ituano Basquete, nesta segunda-feira (1º de julho), às 19h30 (de Brasília), no ginásio Municipal Prudente de Morais, em Itu (SP), na primeira partida da série melhor-de-três do playoff – quartas-de-final da Liga de Basquete Feminino (LBF CAIXA) – 2019. A partida terá transmissão ao vivo pela LBF Live.

Para chegar a esta etapa, a equipe maranhense concluiu a fase inicial na segunda colocação, com 15 vitórias e 03 derrotas. Já o representante paulista fechou na sétima posição, com 07 vitórias e 11 derrotas.

Para Letícia Rodrigues, do Sampaio Basquete, o que passou ficou para trás. “Começamos um novo campeonato, praticamente, o playoff é totalmente diferente e a responsabilidade é maior, assim como a pressão, mas todos as equipes querem chegar nessa parte do campeonato. Já que chegamos temos que honrar a camisa e ir firme em todos os jogos para buscarmos sempre o melhor resultado”, comentou a pivô.

Na fase inicial aconteceram dois jogos entre estas equipes, com uma vitória para cada lado, prevalecendo o mando de quadra: 54 a 49, em favor do Ituano Basquete, no turno; 73 a 61, em favo do Sampaio Basquete, no returno.

O segundo duelo está agendado para quinta-feira (04 de julho), às 19h30 (de Brasília), no ginásio Costa Rodrigues, em São Luís (MA). O terceiro confronto, se necessário, será realizado na sexta-feira (05 de julho), no mesmo horário e no mesmo local.

De acordo com o regulamento, a equipe que primeiro totalizar duas vitórias garante classificação ao playoff – semifinal.

Dimitri Sousa acerta a sua transferência para o Caserta, equipe que tem Oscar Schmidt como ídolo

O lateral Dimitri Sousa, de 24 anos (15 de novembro de 1994), anunciou neste sábado (29 de junho), a sua transferência para o Decò Caserta, equipe que disputa a Série B do Campeonato Italiano. Na temporada passada, o brasileiro defendeu o Fortituto Agrigento, também da Itália.

E Dimitri está bastante entusiasmado com este novo ciclo em sua carreira. “É uma felicidade imensa assinar com o Caserta, um time histórico, que conta com uma camisa pesada e detém um projeto ambicioso de voltar para a Série A para reviver os seus tempos de glórias. As minhas expectativas são altas e as melhores possíveis, pois quero fazer um bom campeonato e ajudar a levar o Caserta para as divisões que esta equipe merece estar”, comentou.

O time de Caserta é emblemático quando se trata de jogadores brasileiros, visto que Oscar Schmidt viveu temporadas brilhantes vestindo a camisa desta equipe, deixando seu nome marcado para sempre na história da equipe e do basquete italiano e europeu. “Fazer parte deste projeto é uma honra, ainda mais por se tratar da equipe em que o meu ídolo maior, Oscar Schmidt começou a trajetória dele na Europa. Ele é um ídolo na equipe e na cidade, pois as suas grandes performances ajudaram o Caserta a conseguir resultados expressivos”, relatou Dimitri.

Além de Oscar, Marcel de Souza e Chuí também defenderam o Caserta.

Para o técnico Nando Gentile, o brasileiro vai ajudar bastante a sua equipe nesta temporada 2019/2020. “Dimitri é um jogador que pode atuar tanto de ala, como de armador, pois ele sabe como explorar bem a sua versatilidade. Ele vem para o Caserta com grande entusiasmo; conhecendo bem o passado do Oscar em nossa terra, tenho certeza de que ele será capaz de nos dar uma grande ajuda para alcançarmos os resultados que estabelecemos como meta para esta temporada”, comentou.

A apresentação de Dimitri Sousa no Decò Caserta vai acontecer no segundo semestre, quando a equipe dará início a pré-temporada.

Visit fbetting.co.uk Betfair Review