Johnny Monteiro completa 34 anos de Capelania Esportiva com muito êxito

Há 34 anos, o missionário evangélico Johnny Monteiro tem levado a Palavra de Deus pelo mundo esportivo, não só em nível nacional, mas internacionalmente também, independente da modalidade, já que esteve presente no futebol, basquete, surf e vôlei, entre outras, comparecendo e fazendo o seu trabalho em grandes eventos mundiais, como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, Mundiais de diversas modalidades, além de várias competições nacionais.

“Nesse mundo individualizado do esporte, é comum o atleta sentir-se sozinho, vivendo momentos de muita pressão. Ele se vê pressionado pela mídia, pela torcida e até mesmo pelos próprios companheiros de equipe, na busca de bons resultados”, comentou Monteiro, que um dos percursores do Ministério Atletas de Cristo no Brasil, Argentina e Paraguai.

“O atleta se vê pressionado pela própria ansiedade de progressos rápidos, diante de uma carreira curta. Toda essa situação propicia questionamentos e conflitos emocionais. As portas para o mundo das drogas também estão sempre abertas e muito próximas e se não chegam a alcançar o atleta, são fortes candidatas a preencher o vazio e a insegurança em seu coração”, explicou o missionário, que que trabalhou no São Paulo FC, Santos FC, Avaí FC, San Lorenzo, Velez Sarsfield e Boca Juniors (basquete), entre outras agremiações brasileiras, argentinas e paraguaias.

Realizando com maestria o trabalho de Capelania Esportiva desde 1985, o começo de vida para Johnny, que é graduado em Teologia, não foi fácil. Criado em um orfanato desde os quatro anos de idade, sem qualquer apoio familiar, teve que se destacar entre os colegas para poder alcançar alguns privilégios e obter qualificações que lhe permitissem sair do orfanato, mas dedicou-se e destacou-se no esporte, que passou a ser então seu referencial no mundo.

“O trabalho que realizei com o técnico Renê Simões, em Teresópolis (RJ), como capelão de um selecionado nacional sub-20 foi marcante, pois fiquei cerca de 20 dias com o grupo. Na Argentina vivi outros momentos especiais, um com o Velez Sarsfield e outro com o San Lorenzo; sendo campeão argentino ao lado do Silas, que venho acompanhando desde os tempos do São Paulo FC, quando iniciei meu trabalho”, relembrou Monteiro.

“O César Sampaio também é fruto desse trabalho, que teve uma conversão bonita, quando estava iniciando carreira no Santos FC. É um jogador de grande carreira, que o mundo todo reverencia, de repercussão nacional e internacional, que fez o primeiro gol da Copa do Mundo da França; realmente, é um ícone do futebol brasileiro e internacional”, acrescentou.

“No Surf, dentro do trabalho realizado no Guarujá (SP), atuamos com o Amaro Mattos, hoje aposentado, e alguns outros bons surfistas da época”, complementou Johnny.

Sem afeto e sem apoio familiar é muito fácil o coração encher-se de questionamentos. Isso o levou a um vazio existencial à procura de respostas, chegando à boemia e às drogas. Felizmente, João Monteiro da Silva, hoje com 69 anos, encontrou nessa época, um líder cristão que o levou a um acampamento chamado ‘Palavra da Vida’. Lá teve chance de conhecer outra verdade, a única que poderia responder às suas questões e mudar a sua história.

“Minha conversão se deu no dia 03 de julho de 1970, no Palavra da Vida, quando fui convidado para participar de uma equipe neste Acampamento de Jovens. Através do Pastor Valdemar Fomin, que me tirou literalmente da rua, em frente a Associação Cristã de Moços (ACM da Nestor Pestana, na região central de São Paulo) e me levou para esse acampamento. Na época eu era drogado e percebi neste encontro que existiam por lá jovens com atitudes diferentes, pois eu vivia na noite pelas boates, com um vazio existencial profundo, tédio e solidão, além do constante questionamento de vida”, relembrou.

“Busquei na psicanalise e na psicologia e não encontrava respostas, mas nesse acampamento, vendo a vida de atletas, sentindo aquele ambiente cristão, com jovens alegres, falando com Deus, cantando e orando; era tudo o que queria e necessitava. Eu os achava muito caretas e bitolados, mas resolvi encará-los, provocando no esporte e eles respondiam com amor e sorriso, por isso, achava que eram loucos, até que pedi para um dos líderes deste acampamento, o Volnei Faustini, mostrar o que estava acontecendo, porque aquele pessoal era daquela forma; ele, então, conversou comigo e explicou o plano da salvação”, acrescentou.

“Naquela tarde surgiu um novo Johnny, que perdura até os dias de hoje. Eu tenho um passaporte para a eternidade, através de Jesus Cristo, que comprou o meu passe e tenho a felicidade de ter uma cidadania celestial e vou estar com Ele por todo o sempre; sou feliz por pode transmitir nestes 34 anos, essa mensagem para milhões de pessoas pelo Brasil e fora também, que tem sido uma grande benção na minha vida”, complementou Monteiro.

Neste longo período na estrada, Johnny é reconhecido nacional e internacionalmente, inclusive por autoridades do esporte e imprensa esportiva, pelo pioneirismo e por seu desprendimento. A sua atuação como Capelão rendeu frutos importantes, auxiliando na carreira e na vida de grandes nomes do esporte, como: César Sampaio, Silas, Taffarel, Baltazar, Fernando Doze e Amaro Matos, entre outros.

Com esse panorama altamente positivo, Johnny Monteiro, que reside em Goiânia (GO) e lidera o ministério de Atletas de Cristo local, já realizou vários encontros e tem ‘trânsito livre’ entre atletas de clubes e das seleções nacionais de diversas modalidades para desenvolver seu sério e comprometido projeto de salvação de vidas.

Kalebe Lauback, prata da casa do Campo Mourão Basquete, completa dois anos jogando na Europa

O atleta Kalebe Lauback, prata da casa do Projeto Basquete Cidadão, mantido pela Prefeitura de Campo Mourão, através da Fundação de Esportes (Fecam), em parceria com o Campo Mourão Basquete, completou no mês passado dois anos jogando em um dos maiores clubes do mundo, o FC Porto. Com 18 anos e 1m98, o atleta começou nas escolinhas do projeto, quando tinha apenas nove anos.

No Projeto Basquete Cidadão, Kalebe participou de todas as categorias de base nos campeonatos do Paraná, se destacando e chegando aos selecionados estaduais sub-13 e sub-15. Sempre monitorado de perto pelo técnico do profissional e coordenador do projeto, Emerson de Souza, Kalebe, apesar de sua altura desde o sub-12, sempre foi trabalhado para jogar de frente para a cesta, contribuindo assim para a sua versatilidade.

“O Kalebe deixou de ser jogador do Campo Mourão Basquete e virou exemplo do projeto, pela sua disciplina, força de vontade e perseverança”, explicou Emerson.

Outro fato curioso e importante, é que Kalebe, através do basquete, mudou a vida de toda a sua família. “O pai, Eliseu, a mãe, Janine, e a irmã, Kemily, foram convidados a morar juntos com ele e estão residindo em Portugal. Vivendo uma nova fase em suas vidas”, finalizou Emerson de Souza.

André ‘Anjo do Esporte’ Brazolin entrega alimentos para população carente de cinco cidades

O ex-jogador André Brazolin mostrou o porquê é intitulado como o Anjo do Esporte. Há mais de uma semana, o gestor do Anjos do Esporte tem saído de casa, em horários distintos, para distribuir alimentos aos moradores de rua e de comunidades carentes, além das famílias das crianças e jovens que integram o projeto social, em São Paulo (SP), Santo André (SP), São Bernardo do Campo (SP), Taubaté e Araçariguama (SP).

De acordo com Brazolin, o objetivo é minimizar o sofrimento de algumas pessoas nesse período complicado, por conta da pandemia do coronavírus. “Este é um momento complicado e difícil, em que todos devem seguir as orientações dos órgãos de saúde, respeitando a quarentena e o isolamento social, pois é necessário conter o avanço do coronavírus. Com ajuda de empresários e amigos, eu consegui fazer uma arrecadação grande de alimentos e tenho saído as ruas para entregar a quem precisa”, comentou.

“Sei que isso me traz alguns riscos, mas estou tomando os cuidados necessários para evitar o contágio. O mais importante é levar os alimentos e deixar uma palavra amiga e de conforto para quem precisa; este é um momento que a solidariedade tem que entrar em ação e me sinto feliz em poder ajudar essas pessoas”, complementou André.

As entregas foram feitas na Comunidade Paraisópolis (São Paulo), num Asilo (Santo André), para Crianças Especiais (São Bernardo do Campo), Crianças do bairro Carentes da Água (Taubaté), Vale da Benção (Araçariguama) e moradores da rua Santo Amaro (São Paulo).

Para viabilizar tudo isso, Brazolin conta com apoio de muita gente, incluindo os professores Zezinho (São Bernardo do Campo) e Correa, que foi jogador do São Paulo FC, além de moradores da Comunidade de Paraisópolis. “Foi muito bom ver a cara de alegria e a receptividade de todos, que agradeceram bastante os alimentos e foram muito legais, conversando comigo sobre vários assuntos. O Esporte sempre me ensinou muitas coisas, especialmente a não ser egoísta e saber ser solidário”, explicou.

“Já entregamos cerca de duas toneladas de alimentos, entre marmitas e cestas básicas. Mas, queremos fazer muito mais, só que para isso precisamos do apoio de todos que puderem auxiliar”, acrescentou Brazolin.

“Muita gente já colaborou para que essa ação pudesse acontecer, como o EC Pinheiros, a equipe máster de basquete do SC Corinthians Paulista e o Clube Paineiras do Morumbi. Muitos empresários e amigos também colaboraram, como o Restaurante Caravana, de São Bernardo do Campo, que nos ajudou na elaboração das marmitas”, finalizou o Anjo Esporte.

Prestando serviço e esclarecendo dúvidas dos telespectadores, Tannuri se destaca no quadro Advogado do Povo

A televisão sempre teve um papel importante na educação da população. Isso ficou ainda mais acentuado neste período da pandemia do coronavírus, que obrigou o cidadão a modificar os seus hábitos de vida, entrando muitas vezes em um campo, até então, desconhecido. Além da informação e do entretenimento, os programas de prestação de serviço e informação cresceram e ganharam cada vez mais importância, uma vez que são os responsáveis por informar e alertar o espectador.

O quadro Advogado do Povo, conduzido por Sergio Tannuri, que é exibido semanalmente no Aqui na Band, programa apresentado pelos jornalistas Silvia Poppovic e Luís Ernesto Lacombe, tem chamado bastante a atenção e feito muito sucesso, pois além de auxiliar os telespectadores nas relações habituais de consumo, tem sanado dúvidas e dado dicas importantes de cuidados para este novo cenário que o país está vivendo.

“O meu compromisso é com o consumidor. A minha missão no Aqui na Band é mostrar aos telespectadores como exercer os seus direitos”, comentou Tannuri, que tem recebido muitos elogios pela eficiência em resolver os problemas apontados pelos telespectadores.

“O Advogado do Povo é sucesso e se consolidou como um aliado do público”, acrescentou Sergio.

O quadro Advogado do Povo já abordou temas relevantes e adequados para este momento, tais como: compras delivery; mensalidades de escolas, universidades, cursos e academias; devolução de valores por serviços não prestados; entre outros assuntos importantes.

Aos 47 anos de idade, o experiente e competente Sérgio Tannuri é especializado em Direito do Consumidor, área que atua há 25 anos. Recentemente, o advogado lançou o seu site oficial (https://www.tannuri.com.br), com o objetivo de manter um canal direto de comunicação com a população, esclarecendo dúvidas, fazendo orientações importantes aos internautas e recebendo as denúncias da população, que podem se transformar em reportagens do Aqui na Band.

“A cada programa, a participação do público tem crescido, com perguntas ao vivo dos telespectadores. Agora existe um canal direto para os consumidores tirarem dúvidas e mandarem suas denúncias”, finalizou Tannuri.

Elenco do Basquete Tatuí segue orientações da comissão técnica para treinos individuais durante o isolamento social

Com a necessidade do isolamento social para minimizar e conter a pandemia do coronavírus, a comissão técnica do Basquete Tatuí tem passado orientações constantes aos seus atletas para a realização de treinamentos individualizados, em seus lares mesmo. De acordo com o técnico Júlio Malfi, essa é a única forma de o elenco se manter, pelo menos, em bom estágio físico para quando a situação se normalizar e os campeonatos retornarem.

“Este é um momento de superação e adaptação. Sem poder trabalhar coletivamente em quadra, preparamos um planejamento para os jogadores trabalhem individualmente em casa. Além disso, estamos orientando sempre os atletas, usando as redes sociais para conversar e fazer as análises necessárias”, explicou Júlio.

Além disso, o treinador da equipe de Tatuí está acompanhado o desenvolvimento dos atletas através de vídeos. “Solicitamos que os jogadores nos encaminhassem vídeos dos seus trabalhos individuais e eles têm cumprido isso, o que nos deixa muito satisfeitos. Desta forma, podemos acompanhar o que estão fazendo e seguir com o planejamento que elaboramos”, comentou Malfi, que tem aproveitado esse período de quarentena também para estudar.

“Com a necessidade de ficar em casa, tenho aproveitado o meu tempo, além dos afazeres normais, para estudar e acompanhar as tendências mundiais. No esporte, especialmente no basquete, você precisa estar em constante evolução, acompanhando o que acontece de novo e de melhor nos principais centros mundiais; e nesse período de paralisação das atividades, estou fazendo isso”, acrescentou Júlio.

Já o pivô William Drudi, destaca a importância de manter um bom condicionamento físico. “Nesse período, todo mundo precisa estar ciente que esta é a única forma de trabalhar e se esforçar bastante, dando sempre o máximo, pois é importante manter uma boa condição física. É uma situação nova e inusitada, por isso, temos que nos adaptar da melhor maneira possível”, explicou.

Neste primeiro semestre, o Basquete Tatuí estava se preparando para disputar a Copa São Paulo Adulta Masculina – 2020, mas seguindo as orientações governamentais e dos órgãos se saúde, a competição foi paralisada e deve ser retomada quando a pandemia do coronavírus estiver controlada.

O Basquete Tatuí conta com apoio da Sportzone, Grupo BT, XI de Agosto, Restaurante Tropical, Firts idiomas Tatuí, One7, Prefeitura Municipal de Tatuí, MyRobot e CM Concreto e Metálica.

Revelação no futebol português, brasileiro Júlio César vem sendo monitorado pelo Benfica

O meio-campista Júlio Cesar, de 15 anos (07 de outubro de 2004), que defende a equipe sub-19 do União Desportivo Santarém, de Portugal, já vem sendo monitorado por um dos times mais tradicionais do futebol português. De acordo com o empresário, Rafael Moura, o Benfica já está acompanhando de perto o jovem atleta.

“O Júlio César é um meia diferenciado, que joga sempre de forma vertical, dando velocidade e dinâmica ao setor do meio-campo, pois tem uma boa visão de jogo; além disso, tem bom passe e sabe arrematar eficientemente de média e longa distância. Com isso, logo chamou a atenção do Benfica, um clube tradicional do futebol europeu, que já está monitorando o Júlio César, inclusive enviando, antes da paralisação, um scout para acompanhá-lo em treinamentos e jogos”, explicou Rafael, da SR Sporting.

O jovem meio-campista afirma estar muito bem adaptado ao União Desportivo Santarém. “A minha adaptação foi muito rápida e tranquila, uma vez que fui muito bem recebido por todos no clube, diretoria, comissão técnica e jogadores. Infelizmente, tivemos essa paralisação necessária nos campeonatos para conter a pandemia do coronavírus, mas a minha expectativa é fazer um grande campeonato, quando as competições retornarem, não só para ajudar o União Desportivo Santarém, como também para seguir chamando a atenção dos grandes clubes portugueses”, comentou Júlio Cesar.

Enquanto as competições estão paralisadas, Júlio Cesar está treinando em casa. “Tenho feito o que a comissão técnica do meu time pediu, treinando diariamente ao lado do meu irmão, já que moramos juntos. É a forma que encontramos para manter, pelo menos, uma boa condição física até que tudo se normalize e voltemos a treinar com o restante do elenco”, relatou.

Antes de se transferir para o futebol português, Júlio Cesar jogou no Botafogo FC-SP e no Grêmio Sãocarlense-SP.

Dupla Pedro Henrique e Fernando lança oficialmente o DVD Dia versus Noite

Chegou o dia! O DVD Dia versus Noite, da dupla Pedro Henrique e Fernando, foi lançado oficialmente nesta sexta-feira (03 de abril), em todo o país, podendo ser conferido nas principais plataformas musicais digitais. Este novo trabalho, que foi gravado no dia 18 de fevereiro (terça-feira), no Mirante da Águas, em Várzea Grande (MT), mostra bem a marca da dupla, que apresenta um repertório bastante variado, atual e que vai agradar e mexer com os fãs.

“O DVD será lançado em duas partes: a primeira delas, que conta com a música carro chefe, ‘Final do Rolê’, já está disponível nas principais plataformas, incluindo o YouTube”, explicou Fernando.

“Já a segunda parte do DVD Dia versus Noite será lançada na próxima semana”, acrescentou o cantor Pedro Henrique.

Criada em 2006, o sucesso da dupla Pedro Henrique e Fernando foi rápido e crescente, já que depois de um ano se apresentando em bares de Paranaíta (MT), os músicos seguiram para Cuiabá (MT) e, em 2009, com "Larga esse Whisky" (vem beber pinga), o reconhecimento dos fãs e da opinião pública chegou. A canção foi muito bem, ocupando o primeiro lugar nas paradas de sucesso, além de ser a mais pedida e tocada em diversas rádios, ganhando o status da revelação do citado ano.

Daí em diante, a dupla Pedro Henrique e Fernando, que ficou carinhosamente conhecida como “Mamonas do Sertanejo”, foi se destacando cada vez mais, com outros grandes sucessos: Varinha Mágica, Afoga o Ganso, To Mais Bonito, Bonito e Gostosão e Dói Né, entre outras.

Link da Música Final do Rolê

Quais são os direitos do consumidor que pede comida por delivery?

Em tempos de coronavírus, realizar a compra de alimentos por sistema de delivery ou por meio de aplicativos têm se tornado um hábito necessário. O advogado Sérgio Tannuri reitera que o consumidor deve estar sempre atento aos seus direitos.

“Por ser uma prestação de serviços, mesmo que seja paga pelo restaurante ou pelo aplicativo, a entrega via delivery está subordinada às regras do Código de Defesa do Consumidor (CDC)”, explica Tannuri, que é especializado em Direito do Consumidor.

Se uma pessoa, por exemplo, pede uma pizza de muzzarela, massa grossa, e vem uma de calabresa, massa fina, como deve proceder?

Segundo Tannuri, é direito do consumidor exigir o cumprimento fiel daquilo que foi pedido, seja por telefone ou por aplicativo.

“Se o motoboy não entregou o pedido correto, configura-se má prestação de serviço e descumprimento de oferta (art. 35 do CDC). Nesses casos, o consumidor tem o direito de exigir que a oferta seja cumprida, pedir um desconto ou cancelar o pedido, solicitando o estorno”, informa.

Por excesso de demanda dos serviços de delivery, umas das principais reclamações, segundo o advogado, é o atraso na entrega, que excede o prazo estimado. Se a refeição chegou fria ou mal preparada, o cliente não é obrigado a aceitar.

“O cliente pode exigir, sim, que o restaurante mande outro pedido, nas condições adequadas e satisfatórias. Para isso, entre em contato imediatamente com o fornecedor ou com o aplicativo, formalizando a reclamação”, relata Tannuri.

Assim diz o Código de Defesa do Consumidor:

Art. 20. O fornecedor de serviços responde pelos vícios de qualidade que os tornem impróprios ao consumo ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade com as indicações constantes da oferta ou mensagem publicitária, podendo o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha:

I - A reexecução dos serviços, sem custo adicional e quando cabível
II - A restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos
III - O abatimento proporcional do preço
§ 1° - A reexecução dos serviços poderá ser confiada a terceiros devidamente capacitados, por conta e risco do fornecedor.

Mauro Augusto aguarda com grande expectativa a temporada 2020/2021

A temporada 2020/2021 está sendo aguardada com grande expectativa pelo zagueiro Mauro Augusto. Mesmo jovem, o brasileiro foi alçado ao time principal da União Desportiva Santarém, que disputa o Campeonato Português da 2ª Divisão, e vinha treinando muito bem, recebendo elogios da comissão técnica.

Na visão dos empresários Rafael Moura e Sérgio Roberto Apolônio, da SR Sporting, o zagueiro tem tudo para se destacar na próxima temporada. “O Mauro já cumpriu todos os tramites, assinou contrato e está apto a jogar no futebol português. As expectativas são as melhores possíveis, pois ele fez excelentes treinos, tanto é que já foi incorporado ao elenco profissional do União Desportiva Santarém; agora é focar e trabalhar forte para 2020/2021, pois os campeonatos desta temporada foram cancelados para conter o avanço da pandemia do coronavírus”, explicou.

Jogador alto, com muita força e que trabalha bem com as duas pernas, Mauro está ciente da oportunidade que terá pela frente. “A expectativa é, primeiro, ajudar a União Desportiva Santarém a buscar os objetivos traçados para a temporada 2020/2021. Além disso, quero treinar bastante e me apresentar bem, pois isso pode ajudar a mudar a minha vida, abrindo as portas de clubes maiores e mais tradicionais”, comentou o atleta, que é muito eficiente no jogo aéreo.

Mesmo com as competições suspensas, o zagueiro segue trabalhando para se apresentar bem quando o confinamento terminar. “Tenho trabalhado diariamente em casa, evitando sair, seguindo bem as orientações dos órgãos de saúde. A nossa comissão técnica passou uma série de exercícios e estou cumprindo o que foi estabelecido para me manter bem fisicamente”, explicou Mauro.

Aos 17 anos (16 de outubro de 2002), Mauro Augusto da Costa Santos, de 1m88 e 87kg, que é natural de Araraquara (SP), iniciou carreira no São Carlos FC. Em seguida, rumou para o futebol português.

Disciplina e superação mantém o foco dos atletas do Campo Mourão Basquete

Sob as orientações do preparador físico, Felipe Araújo, e do fisioterapeuta, Douglas Lara, os atletas do Campo Mourão Basquete estão mantendo o condicionamento físico com treinamentos em casa. O técnico Emerson de Souza sabe que o foco e comprometimento são importantes neste momento.

“O maior desafio é manter a motivação pessoal para continuar trabalhando focado e ter consciência da importância da superação e disciplina, neste momento difícil que o mundo inteiro está enfrentando”, comentou Souza.

Para o norte-americano, Matt Frierson, a equipe teve um mês para se preparar para o Campeonato Brasileiro - 2020, contudo, o início da competição foi adiado por conta da pandemia do coronavírus. “O principal agora é se cuidar e ter a cabeça no lugar para manter o foco nos treinos físicos em casa e seguir as orientações das autoridades, além de fazer a nossa parte da melhor maneira possível”, comentou o atleta.

Os outros seis departamentos do Projeto Basquete Cidadão, do Campo Mourão Basquete e da Prefeitura de Campo Mourão, através Fundação de Esportes (Fecam), tiveram suas atividades paralisadas. “Todos estão seguindo as orientações do Comitê Municipal de Acompanhamento do Coranavírus e da Secretaria da Saúde do Município”, finalizou Emerson de Souza.

Com a Liga da Letônia indefinida, Rhuan Jesus segue treinamento sozinho em Brasília

Com a Liga da Letônia (Virslīga – 2020) indefinida, Rhuan Jesus, que atua pelo BFC Daugavpils, segue cumprindo o período de quarentena em Brasília (DF). E, além dos cuidados necessários para evitar o crescimento da pandemia do coronavírus, o goleiro tem realizado duas atividades sistemáticas: treinamentos e aulas de inglês.

“Tenho feito treinado forte, sozinho, não só no estacionamento do meu prédio, como também no estádio que tem próximo de casa, trabalhando na caixa de areia e no gramado. Na Letônia segue tudo parado, conversei com o presidente da minha equipe e não tem nenhuma data prevista para o retorno da Liga, pois está tudo parado, uma vez que os casos de contágio do coronavírus infelizmente aumentaram”, explicou Rhuan.

“Além disso, estou fazendo um intensivo de aulas de inglês online, com o professor Gustavo Amorim, utilizando bem esse tempo sem poder sair de casa para melhorar o meu conhecimento. E está sendo muito proveitoso; quem estiver interessado em contatar o Gustavo, pode fazer pelo telefone é (61) 98212-9356, ou através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ”, complementou o goleiro.

O goleiro Rhuan Jesus Teixeira de Souza, de 27 anos (18 de maio de 1992), 1m90 e 85k, iniciou a sua carreira na base do União FC (Mogi das Cruzes) e, logo aos 17 anos, subiu ao profissional. Na sequência, passou pelo Nacional AC (São Paulo), Atlético Mogi (Mogi das Cruzes) e novamente União FC. Em 2013, seguiu para futebol brasiliense, atuando pelo Brasília FC (2014) e CA Taguatinga (2015/2016), depois retornou ao futebol paulista para jogar no Grêmio Catanduvense (2016). Em 2017, atuou pelo Paranoá-DF e CFZ-DF, antes de rumar para a Europa.

No futebol da Letônia, Rhuan defendeu o FK Jūrnieks (2017) e o Albratroz SC (2017/2018/2019). Entre as suas principais conquistas aparecem o título da Riga Cup – 2017 (com a defesa menos vazada) e o título Brasiliense da Série B (2015).

Visit fbetting.co.uk Betfair Review