Sergio Tannuri alerta sobre golpes no Auxílio Emergencial criado pelo Governo Federal

Mais uma vez o quadro Advogado do Povo, do programa Aqui na Band, comandado pelo advogado Sergio Tannuri, especializado em Direto do Consumidor, enfocou um assunto de extrema relevância e atual, prestando mais um importante serviço ao telespectador. O assunto em pauta foi o crescente número de golpes sofridos pelos cidadãos que pleiteiam o benefício do Auxílio Emergencial, apelidado de “corona voucher”, que é um benefício financeiro criado pelo Governo Federal e destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.

“Falsos links, mensagens de aplicativos e sites piratas estão sendo usados pelos golpistas para invadir dispositivos eletrônicos, como celulares, notebooks e computadores de mesa, para roubar os dados cadastrais da vítima e usá-los na prática de outros crimes”, explicou Tannuri.

Segundo levantamento do dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafe, o número de golpes é assustador: 6,7 milhões de pessoas já foram vítimas de golpes com link falso para realizar o cadastramento para o auxílio emergencial.

Para receber o referido benefício, o cidadão precisa se encaixar em todos estes requisitos: ter mais de 18 anos; não ter emprego formal; não receber os benefícios previdenciário, assistencial, seguro-desemprego e Programa de Transferência de Renda Federal (Bolsa Família não impede receber Auxílio Emergencial). Além disso, a renda familiar mensal tem que ser até R$ 522,50, por pessoa ou até R$ 3.135,00, no total da renda familiar; não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70; estar desempregado ou exercendo atividades em uma das seguintes condições: microempreendedor Individual (MEI), contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social; trabalhador Informal; e não ser agente público, inclusive temporário, nem exercer mandato eletivo.

“A instabilidade financeira e o medo provocados pela pandemia do coronavírus estão sendo explorados por quadrilhas de estelionatários, que têm o intuito de roubar dados pessoais e financeiros das vítimas”, acrescentou o advogado Tannuri, salientando que o Governo Federal distribuirá cupons por três meses, com o intuito de proteger os trabalhadores informais, as pessoas sem assistência social e a população que desistiu de procurar emprego.

Infelizmente, mesmo na época de pandemia, os golpistas têm lesado milhares de pessoas através de links falsos para cadastros. “A população tem que redobrar os cuidados com esses links maliciosos compartilhados por aplicativos de mensagens e por redes sociais, pois os criminosos têm como objetivo roubar dados pessoais e financeiros dos internautas. Toda atenção é necessária”, finalizou Tannuri.


Visit fbetting.co.uk Betfair Review