Arilza Coraça se emociona com homenagem prestada a Lais Elena

A técnica do Santo André/APABA/Caoa Chery, Arilza Coraça, ficou extremamente emocionada com a homenagem prestada a Lais Elena Aranha da Silva, principal nome do basquete feminino andreense, que teve seu trabalho como atleta, técnica e dirigente reconhecido pelo poder público. Na tarde de segunda-feira (26 de agosto), concomitantemente a abertura da 50ª edição dos Jogos Escolares de Santo André, foi descerrada a placa no ginásio principal do Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonnia, oficializando o batismo desta praça esportiva com o nome da ex-jogadora, que também brilhou com a camisa da Seleção Brasileira.

“Fiquei muito emocionada e feliz com a homenagem, foi até difícil proferir algumas palavras, mas havia me preparado e consegui, por isso, só tenho que agradecer a todos que compareceram. A Lais Elena e eu sempre o seu lado, realmente, estivemos sempre na luta pelo basquete feminino de Santo André, que trouxe muitas alegrias a cidade, por isso, ter o nome dela eternizado na quadra principal do Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonnia foi uma escolha acertada e agradeço ao prefeito de Santo André, Paulo Serra, ao secretário Municipal de Esportes, Marcelo Chehade, ao secretário adjunto, Fellipe Melito, e o diretor de Esportes, Marcos Filho, além dos demais integrantes da citada secretaria e dos funcionários do Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonnia, que estão ao nosso lado diariamente”, relatou Arilza.

“Outra coisa que me marcou foi a presença de muitas jogadoras, ex-jogadoras e a coletividade do basquete feminino de uma forma geral; sentir que essas pessoas também estavam embargadas e emocionadas demostrou o quanto a Lais Elena era querida por todos”, acrescentou Coraça.

Além do momento de muita emoção, um jogo de Basquete 3x3 animou os presentes. Em quadra, ídolos do basquete andreense a nacional, como a Janeth Arcain, Leila Sobral, a cubana Ariadna Felipe, a norte-americana Susan Anderson Soares, Simone Pontello, Patrícia Silva, Patrícia Ferreira (Chuca), Micaella Jacintho, Vivian Lopes, Simone Lima e Luana de Souza. Outros nomes importantes também compareceram: Odila Fernandes (bicampeã Pan-americana e bronze no Mundial de 1971), Stephany Soares (campeã Pan-americana em Lima), Sérgio Macário (presidente da APABA), Markão (fisioterapeuta) e Andreia Magini, entre outros.

“A palavra que tenho para este momento é gratidão. Ela sempre deixou o exemplo de luta, de ensinamentos e agora o nome dela está eternizado. Obrigado Lais Elena”, comentou Arilza Coraça.

A 50ª edição dos Jogos Escolares de Santo André movimentará aproximadamente 7.500 alunos, de 08 a 17 anos, que competirão em 11 diferentes modalidades, além do basquete: atletismo, futsal, ginástica artística, handebol, judô, karatê, natação, queimada, tênis de mesa, vôlei e xadrez. A pira olímpica foi acesa pelo ginasta, campeão olímpico e mundial, Arthur Zanetti, que trouxe diversas medalhas ao longo da carreira para a região do ABC.