Gostinho de quero mais!

O polo de Catanduva do projeto Centro de Basquete, que conta com três núcleos bastante atuantes, realizou no mês de julho, o Festival Intermunicipal, que contou com a ilustre presença da madrinha Hortência Marcari, ex-jogadora da Seleção Brasileira, campeã Mundial em 1994. De acordo com o coordenador local, Gustavo Fiorin, o evento foi um sucesso, com tudo correndo de acordo com o planejado.

“Creio que tudo funcionou muito bem, as coisas saíram de acordo com o planejado e a garotada se divertiu bastante. A presença da Hortência, madrinha do projeto, serviu para abrilhantar ainda mais o Festival, que foi bastante comentado na cidade e região, com todos falando muito bem, elogiando o trabalho e a organização”, comenta Fiorin.

“Ficou um gostinho de quero mais”, acrescenta o coordenador.

Com relação ao desenvolvimento do projeto Centro de Basquete em Catanduva, Gustavo está satisfeito e confiante. “O projeto está caminhando muito bem, dentro do que esperávamos, com os três núcleos caminhando muito bem. A perspectiva para o futuro é aumentar o número de jovens e crianças nos polos e seguir fazendo este importante trabalho social e esportivo com a garotada”, finaliza Fiorin.

Projeto Centro de Basquete realiza ‘Festival Intermunicipal – 2014’ em Catanduva no sábado

O Projeto Centro de Basquete realiza no sábado (07 de junho), a partir das 08h30 (de Brasília), no ginásio Municipal Anuar Pachá, na cidade de Catanduva (SP), o ‘Festival Intermunicipal – 2014’, que reunirá nove polos municipais. A ‘madrinha’ Hortência Marcari, campeã Mundial com a Seleção Brasileira Feminina em 1994, estará presente para abrilhantar ainda mais o evento, trazendo uma palavra de incentivo aos pequenos esportistas.

Estarão em quadra, crianças e jovens atletas das categorias, masculinas e femininas, sub-12, sub-14, sub-15 e sub-17. “Todas as crianças participantes serão premiadas durante a cerimonia de encerramento que acontece às 12h30 (de Brasília)”, relata o gerente administrativo/ténico Renato Dupas, salientando que o evento será iniciado com o tradicional desfile das delegações.

Os polos participantes são esses: Araraquara, Bauru, Botucatu, Catanduva, Guarulhos, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e São José dos Campos. Apenas Jundiaí e Santos não estarão presentes.

O Projeto Centro de Basquete é uma parceria do Instituto de Gestão Sustentável do Esporte (IGSE) com as Secretarias de Esporte de 11 municípios, com aporte da VIVO e apoio do Governo Federal, através da Lei de Incentivo ao Esporte (LIE).

Polo do Projeto Centro de Basquete de Jundiaí será apresentado oficialmente no dia 19 maio

O Polo do Projeto Centro de Basquete de Jundiaí será apresentado oficialmente na segunda-feira (19 de maio), às 16h30 (de Brasília), no ginásio Dr. Nicolino de Lucca, o Bolão (rua Rodrigo Soares de Oliveira, s/n), em Jundiaí (SP), contando com a presença da campeã Mundial Hortência Marcari, ‘madrinha’ do projeto, do prefeito municipal, Pedro Bigardi, e do secretário municipal de Esportes e Lazer, Cristiano Lopes, além das crianças que compõem os quatro núcleos da cidade. Durante o evento ocorrerão algumas apresentações artísticas.

Os polos na cidade de Jundiaí, cujo coordenador é Marcelo Autran Chagas, são estes: CECE Ivoturucaia, CECE Nicolino de Lucca, CECE Fazenda Grande e CECE Aramis Polli.

O Projeto Centro de Basquete é uma parceria do Instituto de Gestão Sustentável do Esporte (IGSE) com as Secretarias de Esporte de 11 municípios, com aporte da VIVO e apoio do Governo Federal, através da Lei de Incentivo ao Esporte (LIE).

Balbino e Maroneze ministram capacitação para polos de Ribeirão Preto e Araraquara do Projeto Centro de Basquete

Os polos de Ribeirão Preto e Araraquara estão recebendo o evento de capacitação do Centro de Basquete, projeto incentivado pela Vivo através da Lei de Incentivo ao Esporte, no ginásio Ignácio Luiz Pinto (Recreativa), em Ribeirão Preto (SP), sob a coordenação dos experientes professores Sérgio Maroneze e Hermes Balbino, ambos integrantes da comissão técnica da Seleção Brasileira Feminina campeã Mundial em 1994, que são os responsáveis por ministrar a metodologia própria de ensino/aprendizagem, bem definida, para que seja aplicada na prática. A ex-jogadora Hortência Marcari é a ‘madrinha’ do projeto.

“Com o conteúdo ministrado nas capacitações, os professores dão oportunidade para que crianças e jovens pratiquem fundamentos básicos do basquetebol da forma mais adequada, de acordo com o proposto pela pedagogia do esporte”, explica Balbino.

“Os eventos de capacitação são divididos em dois módulos de 16 horas, com conteúdo teórico e prático”, acrescenta Maroneze.

A capacitação na cidade de Ribeirão Preto foi aberta nesta quinta-feira (13 de março) e se estende até sexta-feira (14 de março), no ginásio da Sociedade Recreativa de Ribeirão Preto (rua Bernardino de Campos, 278). Os horários são estes: das 08h00 as 12h00 e das 14h00 as 18h00.

O polo de Ribeirão Preto, que tem Márcio Luís Nunes Pereira como coordenador, conta com o trabalho sendo realizado no ginásio Municipal de Esportes Cava do Bosque (Jardim Paulista). Já o polo de Araraquara, coordenado pela ex-jogadora Roseli Gustavo, também campeã Mundial em 1994, conta com quatro núcleos: E.E. Maria Isabel Orso (Adalberto Roxo), Caic -Vale do Sol (Jardim Nova Araraquara), Palmeiras Esporte Clube (Vila Xavier) e Quadra Poliesportiva da Área de Lazer Dirce Cruz (Jardim Del Rey).

Na sequencia os polos de Marília e Presidente Prudente receberão o evento de capacitação, nos dias 20 e 21 de março, na cidade de Marília (SP), nestes horários: das 08h00 as 12h00 e das 14h00 as 18h00.

Crianças do Projeto Centro de Basquete vibram ao acompanhar de perto o ‘Desafio das Estrelas’ da LBF

Cerca de 130 crianças, que integram o projeto Centro de Basquete na cidade de São José dos Campos (SP), acompanharam na manhã de sábado (08 de março), in loco, no ginásio Lineu de Moura, o ‘Desafio das Estrelas’ da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2013/14, que contou com a realização da partida entre as atletas brasileiras e estrangeiras que disputam a competição nacional, além de uma merecida homenagem a Seleção Brasileira feminina de 1994, campeã Mundial, comemorando o 20º aniversário desta conquista maravilhosa. Além disso, o evento contou com uma campanha sensacional de prevenção do câncer de mama.

“A presença das crianças que compõem os núcleos do projeto Centro de Basquete no ‘Desafio das Estrelas’ foi muito importante, já que elas tiveram a chance de vivenciar de perto um jogo de basquetebol com jogadoras de alto nível, viram ídolos do esporte nacional, que são exemplos de vida positivos, e tiveram uma manhã de muito entretenimento e diversão. Por tudo isso que relatei, tenho a certeza que foi importante demais para a garotada”, comenta o ex-jogador José Geraldo de Castro, o Zé Geraldo, coordenador do projeto em São José dos Campos (SP).

Quando atleta, Zé Geraldo defendeu grandes equipes do basquete paulista e nacional, além de envergar a camisa da Seleção Brasileira em competições importantes e tradicionais como, por exemplo, duas edições dos Jogos Olímpicos: 1968, no México, quando o Brasil ficou com a quarta colocação, e em 1972, na cidade alemã de Munique, quando o selecionado nacional terminou no sétimo lugar.

O Projeto Centro de Basquete, em São José dos Campos, conta com quatro núcleos: Centro Comunitário João Cordeiro dos Santos (Jardim Morumbi), Grêmio Recreativo Jardim das Indústrias, Centro Esportivo Casa do Jovem (Santana) e Quadra do Residencial Tatetuba (Vila Tatetuba).

 

Roseli Gustavo acredita muito no esporte como ferramenta de socialização e educação

O polo de Araraquara do projeto Centro de Basquete retoma suas atividades no começo do mês março e a coordenadora Roseli do Carmo Gustavo, campeã Mundial de basquetebol com a Seleção Brasileira em 1994, tem uma expectativa muito boa, de crescimento para 2014. De acordo com a ex-jogadora, o trabalho no ano passado foi muito bom.

“Fazendo uma analise do trabalho executado em 2013, creio que tudo caminhou a contento, dentro do que havia sido planejado, pois estamos trabalhando com cerca de 150 crianças, espalhadas pelos quatro núcleos existentes: E.E. Maria Isabel Orso, no bairro Adalberto Roxo; Caic -Vale do Sol, no bairro Jardim Nova Araraquara; Palmeiras Esporte Clube (Palmeirinha), na Vila Xavier; e Quadra Poliesportiva da Área de Lazer Dirce Cruz, no Jardim Del Rey. A ideia para este ano é ampliar estes números”, analisa Roseli.

Para a coordenadora, não existe nada melhor do que usar o esporte como ferramenta social e educacional. “Eu acredito muito na educação através do esporte, na minha vida funcionou assim e na minha família, que é repleta de esportistas, também. É verdade que nem todos os garotos que praticam o esporte vão chegar a uma carreira profissional e brilhar, mas todos ganharão conceitos importantes para usar ao longo de sua vida, se afastando das coisas que não fazem bem e dos caminhos errados”, explica Roseli, salientando que da quantidade se tira a qualidade.

“Fico muito feliz em participar de um projeto como esse, que dá a chance da criança e do jovem de buscar uma mudança de vida, com atividades saudáveis. Como já citei, não são todos que irão seguir a carreira esportiva, mas da quantidade se tira a qualidade e claro que existem garotos que podem vingar para a carreira esportiva, mas o mais importante é o trabalho de socialização e educação dos meninos e meninas que fazem parte do projeto”, opina a ex-jogadora.

Informações complementares sobre o polo de Araraquara do projeto Centro de Basquete poderão ser obtidas através do telefone (16) 3303-2700, na Fundação de Amparo ao Esporte de Araraquara, que fica na avenida Dr. Gastão Vidigal, 62, no bairro Jardim Primavera.

Visit fbetting.co.uk Betfair Review