Bracco faz balanço positivo da participação do São Paulo DC no Penang Challenger

A primeira experiência internacional da nova formação do São Paulo DC foi altamente positiva, além disso, a equipe da capital paulista foi novamente pioneira em disputas internacionais, sendo a precursora na temporada de 2019. A equipe formada por André Ferros, Jeffeson Socas, Leonardo Branquinho e Luiz Felipe Soriani esteve em Penang, na Malásia, nos dias 11 e 12 de maio, disputando o Challenger local, que ocorreu no Gurney Paragon Mall.

“Mais uma vez saímos na frente e disputamos um torneio internacional, agora na Ásia, continente que o São Paulo DC esteve pela quinta vez, sendo esta a 18ª viagem internacional. Aliás, fomos à única equipe da América do Sul neste Challenger na Malásia”, analisou Bracco.

“Para entrar no Challenger disputamos antes o Qualifying, que nós vencemos, conquistando dois resultados positivos. Depois, na competição enfrentamos duas equipes que estão posicionadas no Top20 do mundo, já desgastados pelas partidas classificatórias, enquanto as duas equipes estavam iniciando a disputa, mesmo assim conseguimos jogar em igualdade de competições”, explicou Gustavo.

O São Paulo DC foi muito bem no Qualifying, vencendo os dois jogos disputados: 21 a 06, diante do Dalat (Malásia), e 21 a 19, contra o Darwin (Austrália). Com estes dois resultados, a equipe brasileira se qualificou para o Grupo D, mas com o desgastante excessivo de jogar várias partidas no mesmo dia, acabou superada pelo Gagarin (Rússia), por 18 a 17, e pelo Tokyo (Japão), por 21 a 17.

“Com os resultados que obtivemos, ficamos na 10ª colocação, em uma competição que contou com as sete melhores equipes do mundo, incluindo a primeira do ranking, Novi Sadi, que ficou com o título. Além disso, foi muito importante para alguns dos nossos jogadores, que estrearam em competições internacionais”, comentou Bracco.

“Nosso rendimento só vai crescer disputando torneios como esse, com adversários de extrema qualidade, ranqueados entre os melhores do mundo. É claro, que queríamos um resultado melhor, mas saímos satisfeitos dessa disputa, com o primeiro passo dado na temporada, mantendo a certeza que estamos no caminho certo”, complementou o manager.

O próximo desafio do São Paulo DC será o Quest ANB3x3, que acontece Parque Linear, em Mairiporã (SP), nos dias 25 e 26 de maio (sábado e domingo), contando com cinco equipes estrangeiras, além das principais do cenário nacional. “Vamos trabalhar para fazer as correções daquilo que detectamos de erro na Malásia durante os treinamentos. Queremos nos preparar muito bem, visando esta importante competição internacional, que vai dar ao campeão uma vaga no World Tour México de 2019”, completou Gustavo Bracco.

O São Paulo DC3x3 é apoiado pelo projeto Drible Certo no Mundo, aprovado junto a Lei de Incentivo ao Esporte da Secretaria de Esportes do Governo do Estado de São Paulo. Projeto patrocinado pela Havan, Decathlon Brasil, Tenda Atacado e Sorvetes Jundiá. Apoios: Toca do Açaí, Naturiza, NAR – Núcleo de Alto Rendimento, Uniformes Overtime, Meias Elite e Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal – APCEF. Realização: B16 Incentivo, Instituto Futuros Craques e Instituto Athlon.


Visit fbetting.co.uk Betfair Review