Kleiton Lima deixa o Santos FC “B” com saldo altamente positivo

O técnico Kleiton Lima deixou o comando do Santos FC “B”, nesta segunda-feira (05 de fevereiro), depois de uma reunião com a atual diretoria santista, na Vila Belmiro, em Santos (SP). E, o treinador deixa a equipe com todos os objetivos alcançados, ou seja, revelando talentos e recuperando uma série de jogadores que hoje vestem ou já vestiram a camisa principal santista.

“Creio que conseguimos fazer tudo o que havia sido proposto, ou seja, trabalhamos com jogadores jovens, muitos oriundos da base e outros que chegaram, minimizando os efeitos do processo de transição, maturando e aclimatando estes jogadores ao sistema tático usado pelo técnico da equipe principal. E, com isso, muitos atletas foram alçados a equipe profissional, atuando como titular ou entrando constantemente, jogando bem, sem sentir os efeitos da mudança de status”, relatou Lima, que também jogou algumas competições, com excelentes campanhas.

“Disputamos a Copa Federação Paulista de Futebol (FPF), que conta com equipes profissionais, e fizemos um bom papel, chegando as quartas-de-final e sendo eliminado pela Ferroviária, que foi a campeã. Já no Campeonato Brasileiro de Aspirantes (CBF), ficamos com o vice-campeonato, realizando uma campanha muito boa, pois sofremos somente uma única derrota ao longo de toda competição, com 79,16% de aproveitamento”, acrescentou Kleiton.

A lista dos atletas que saíram do time B santista e ascenderam ao profissional é grande; os principais destaques são estes: Vítor Bueno (eleito craque revelação do Campeonato Brasileiro de 2016 e artilheiro da equipe santista nesse mesmo ano), Lucas Verissimo (zagueiro revelação do Campeonato Brasileiro de 2017) e Ronaldo Mendes (autor do gol diante do Audax, na conquista do Paulistão de 2016). Além de outros nomes que vestiram a camisa do time principal, como: Fernando Medeiros, Wesley, Gregore, Orinho, Thaciano, Walterson, Matheus Nolasco, Diogo Vitor e Diego Cardoso, entre outros.

“Iniciamos este projeto do Santos FC ‘B’ do zero, ou seja, formatando e dando uma cara ao time, atuando nos mesmos moldes do profissional, preparando os jogadores para a subida nesse processo de transição. Hoje, a equipe sub-23 santista é uma realidade, pois rendeu muitos frutos, que ajudaram o clube nas suas conquistas e também na melhora de sua receita financeira, já que alguns jogadores que passaram pelo time foram negociados com o futebol internacional”, explicou Lima.

Ao longo de sua carreira, Kleiton Lima, de 43 anos, trabalhou nestas equipes: Santos FC (base), Seleção Brasileira (feminino), Red Bull Brasil, AD São Caetano, Sport Recife, XV de Piracicaba, Grêmio Barueri e Santos FC “B”.


Visit fbetting.co.uk Betfair Review