Santo André quer manter o quadro de evolução nos jogos contra o Sampaio fora de casa

O Basketball Santo André/APABA enfrenta o Sampaio Corrêa, nesta terça-feira (15 de março), às 20h00 (de Brasília), no ginásio Castelinho, em São Luís (MA), dando sequência ao returno da fase inicial da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2015/2016. O time do Grande ABC quer a vitória para seguir em crescimento e garantir vaga nos playoffs.

“Acho que nossa equipe vem de uma crescente, fizemos bons jogos contra o América de Recife e diante do Maranhão em casa também, por isso, temos tudo para continuar nessa crescente, obtendo as vitórias para nos classificarmos. Será um jogo duríssimo, mas acredito que se darmos o nosso melhor e estarmos forcadas, poderemos conquistar o nosso objeto”, comenta a lateral Jaqueline Silvestre, do time andreense.

“Como todos os jogos da LBF, estamos indo pra ganhar, é obvio, mas é agora diferente, pois queremos a classificação, então tempos que entrar mais focadas do que nunca. E, estou sentindo o time assim, bem fechado. Mesmo sabendo que o Sampaio é um time muito forte e que conta com grandes jogadoras, estamos indo para essa partida com unhas e dentes e, porque não, sair com uma vitória”, complementa a ala/pivô Vanessa “Sassa” Gonçalves, também da equipe paulista.

Na última vez que esteve em quadra, o Basketball Santo André/APABA bateu o Maranhão Basquete, atuando em casa, por 75 a 48. Já o Sampaio Corrêa perdeu para o Corinthians/Americana, jogando fora de seus domínios, por 81 a 68.

Na classificação geral, o representante paulista aparece na quinta colocação, com 18.8% de aproveitamento – 03 vitórias e 13 derrotas. Já a agremiação maranhense ocupa o terceiro lugar, com 75.0% de aproveitamento – 12 vitórias e 04 derrotas.

Nos confrontos entre as duas equipes, válidos pelo turno desta fase inicial, duas vitórias do Sampaio Corrêa, mesmo jogando fora de seu ginásio: 70 a 63 e 82 a 63.

O double-game do returno acontece na quarta-feira (16 de março), às 20h00 (de Brasília), também no ginásio Castelinho, em São Luís (MA).

 


Torcedora especial motiva ainda mais Sassa Gonçalves para clássico na LBF

A ala/pivô Vanessa “Sassa” Gonçalves, do Basketball Santo André/APABA, terá um incentivo a mais para o duelo contra o Corinthians/Americana, que ocorre na segunda-feira (15 de fevereiro), às 20h00 (de Brasília), no ginásio Municipal Pedro Dell’Antonnia, na cidade de Santo André (SP), pelo returno da fase inicial da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2015/2016.

A mãe da jovem jogadora, Andréia Fabiana Fausto, que ficou cerca de cinco anos presa, estará nas arquibancadas e verá a filha atuando pela primeira vez. “Começamos o segundo turno pegando logo uma pauleira, mas é isso aí, o brasileiro não desiste nunca e nós também não (risos). O time está cada vez mais entrosado e confiante, acho que todos nós estamos esperando uma vitória e vamos encarar este duelo como se fosse um ‘mata-mata’, pois o time de Americana é muito bom, então entraremos com muita garra e com toda determinação possível”, comenta Sassa.

“Eu, inclusive, pretendo fazer um belo jogo, pois minha mãe vai estar me assistindo na arquibancada, então creio que isso é um incentivo a mais para mim e para a nossa equipe também”, complementa a ala/pivô.

E, a equipe andreense, que aparece no quinto lugar na classificação geral, com 20.0% de aproveitamento – 02 vitórias e 08 derrotas – precisa deste incentivo para conquistar o resultado positivo e quebrar uma sequência negativa de seis jogos. Na última vez que esteve em quadra, o Basketball Santo André/APABA foi superado pelo Maranhão Basquete, jogando fora de casa, por 76 a 50.

Já nos duelos válidos pelo turno desta fase inicial, o Corinthians/Americana venceu os dois, atuando em seu ginásio: 84 a 73 e 77 a 51.

Santo André busca a superação para os jogos diante do Sampaio Corrêa pela LBF

O Basketball Santo André/APABA busca a superação para o jogo contra o Sampaio Corrêa, nesta segunda-feira (21 de dezembro), às 20h00 (de Brasília), atuando no ginásio Municipal Pedro Dell’Antonnia, na cidade de Santo André (SP), pela quarta semana da fase inicial da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2015/2016. O duelo terá transmissão ao vivo pelos canais SporTV.

De acordo com a técnica Arilza Coraça, o time andreense deverá jogar com alguns desfalques. “Estamos com problemas de atletas lesionadas: a Silvinha, com contratura na coxa, não joga; a Tatiana, com dores no joelho, é dúvida; enquanto que a Tassia torceu o pé no jogo contra América-PE e está se recuperando. Seguimos treinando em dois períodos, mas preocupadas por não podermos contar com equipe completa. Precisamos nos superar para enfrentar uma equipe tão forte como o Sampaio Corrêa, que conta com duas estrangeiras no grupo e três convocadas para Seleção Brasileira”, comenta Coraça.

Na visão de Jaqueline Silvestre, o apoio do torcedor será importante para o time andreense. “Contando com a nossa torcida novamente em casa e faremos o possível para conquistarmos a vitória e nos reabilitarmos na competição. O Sampaio Correia é um time novo na competição, mas conta com meninas que já enfrentávamos nas Ligas passadas. Por isso, já conhecemos o estilo de jogo delas e estamos cientes que será um jogo duríssimo, por isso, a expectativa é de um ótimo jogo”, analisa a lateral.

“Temos que entrar em quadra com o máximo de foco, pois este será um jogo difícil, como vem sendo a tônica do campeonato até aqui. Mas, esperamos jogar forte para fazer uma boa partida e lutar pelo resultado positivo”, complementa a ala Sassa Gonçalves, da equipe do Grande ABC.

Na classificação geral, o Basketball Santo André/APABA ocupa a quarta colocação, com 33.3% de aproveitamento – 02 vitórias e 04 derrotas. Já o Sampaio Corrêa aparece no terceiro lugar, com 66.7% de aproveitamento – 04 vitórias e 02 derrotas.

Nas últimas vezes que esteve em quadra, o time paulista foi superado pelo Uninassau/América-PE. Já a equipe maranhense perdeu uma e venceu outra diante do Corinthians/Americana.

O double-game entre Basketball Santo André/APABA e Sampaio Corrêa acontece na terça-feira (22 de dezembro), às 19h00 (de Brasília), no ginásio Municipal Pedro Dell’Antonnia, na cidade de Santo André (SP).

Sassa Gonçalves elege 2016 como o ano das mudanças positivas

A ala Sassa Gonçalves, do Basketball Santo André/APABA, vê 2016 como o ano das mudanças positivas, seja na vida pessoal, familiar ou mesmo na profissional. O primeiro passo é voltar a conviver com a mãe, Andréia Fabiana, que está prestes a sair da cadeia, já o seguinte é dar um upgrade na carreira esportiva, lutando para retornar a Seleção Brasileira.

“Eu comecei esse ano pensando em mudanças, acho que de verdade vai haver um bom número de alterações positivas. Minha mãe está para sair e vou voltar a conviver com ela, o meu basquete, confesso que depois que operei, sei lá, parece que foi tirada uma parte de mim. Imaginei que nunca mais votaria a ter a explosão que tinha antes, mas não, iniciei o ano bem e treinando forte”, relata Sassa, que quer usar este período sem jogos para retornar muito bem a disputa da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2015/2016.

“Então, pessoalmente, esse vai ser um ano muito bom, tanto na questão familiar, quanto no meu lado profissional, que é o basquete e eu amo o que faço. Óbvio que almejo retornar a Seleção Brasileira, sem dúvida, mas as acho que esse não é o principal objetivo, quero fica entre os três na Liga de Basquete Feminino (LBF) e depois, sim, pensar; se for merecido, porque não uma Olímpiada, ainda mais com a minha mãe na arquibancada assistindo”, acrescenta a ala de 21 anos (20 de agosto de 1994), que é natural de Santos (SP).

Fora da quadra, Vanessa Fausto Gonçalves, a Sassa, também obtém êxito e brilha como modelo, uma coisa que começou por acaso e que vem crescendo. “O basquete segue como prioridade total na minha vida, mas enquanto puder conciliar isso com algumas atividades de modelo, vou seguir, pois estou conseguindo levar muito bem, sem que uma coisa atrapalhe a outra”, explica a atleta.

"No final do ano passado, inclusive, fiz um trabalho com um fotógrafo consagrado e acho que vai sair uma coisa bem legal. Estou aguardando”, complementa Sassa.

O Basketball Santo André/APABA ocupa atualmente a quarta colocação na classificação geral da Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2015/2016, com 25.0% de aproveitamento – 02 vitórias e 06 derrotas. O retorno a esta competição acontece no dia 04 de fevereiro (quinta-feira), às 21h00 (de Brasília), no ginásio Castelinho, em São Luís (MA), diante do Maranhão Basquete. O double-game ocorre em 05 de fevereiro (sexta-feira), também às 21h00 (de Brasília), no mesmo local.

Arilza Coraça, Jaqueline Silvestre e Sassa Gonçalves aprovaram o primeiro encontro em prol do basquete feminino

A técnica Arilza Coraça e as jogadoras Jaqueline Silvestre e Sassa Gonçalves, que defendem o Basketball Santo André/APABA, estiveram presentes na reunião do colegiado das seis equipes que disputam a Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2015/2016, realizada na quinta-feira (03 de dezembro), em um hotel da zona Sul da cidade de São Paulo (SP). Durante o encontro, os integrantes das agremiações manifestaram o descontentamento com a gestão da Confederação Brasileira de Basketball (CCB) em referencia ao naipe feminino, fazendo algumas reinvindicações.

Para Arilza Coraça, achou produtivo este primeiro encontro. “Em minha opinião, mostramos que para trabalhar, precisamos acima de tudo amar o que fazemos. Planejamento, respeito e cuidado para conseguirmos que as atletas rendam o máximo. Esperar a maturidade esportiva da atleta e não simplesmente trocar a mais velha pela nova sem o devido cuidado”, comenta a treinadora.

Já Jaqueline Silvestre também gostou desta primeira movimentação em prol do basquete feminino nacional. “Foi muito bom. Muitos acham que é um protesto, mas não, são propostas para melhora do basquete feminino. Os clubes, dirigentes, atletas e comissões técnicas querem participar mais dos projetos e planejamentos da CBB e eu vejo isso sim como algo bom para o basquete feminino. Não é nada para boicotar, mas sim para melhorar”, acrescenta a jogadora.

“Eu acho que tem que ter mudanças em favor do basquete, independente qual seja, o que for melhor”, complementa Sassa.

Entre as reinvindicações estão: que a Confederação Brasileira de Basketball (CBB) aprove, de forma imediata, que os técnicos dos seis clubes que disputam à Liga de Basquete Feminino (LBF) componham o departamento técnico da entidade no naipe feminino visando às Olimpíadas de 2016; que a Confederação Brasileira de Basketball (CBB) aceite, após a primeira proposta, que os dirigentes destas seis equipes acompanhem onde serão alocados os recursos disponíveis da Seleção Feminina para as Olimpíadas.


Visit fbetting.co.uk Betfair Review