Gilberto Macena já treina com elenco do Tocantinópolis EC

O atacante Gilberto Macena já está trabalhando, desde segunda-feira (11 de janeiro), com o elenco do Tocantinópolis EC, visando à semifinal do Campeonato Tocantinense – 2020. E o experiente jogador afirma estar se aclimatando rapidamente ao novo clube.

“Me senti bem, já que fui muito bem recebido pelos meus novos companheiros de time. Estou bastante focado para esta semifinal importantíssima”, relatou Macena.

“O objetivo é trabalhar forte nos treinamentos para adquirir entrosamento e atingir o melhor no aspecto físico, além de ganhar ritmo de jogo”, completou Gilberto, que é natural de Cachoeirinha (TO) e está realizando o sonho de jogar pela primeira vez por uma equipe do seu estado natal.

O segundo jogo da semifinal do Campeonato Tocantinense – 2020, entre Tocantinópolis EC e Interporto FC, acontece em 24 de janeiro (domingo), às 16h (de Brasília), no estádio General Sampaio, na cidade de Porto Nacional (TO). No primeiro jogo, realizado no começo do ano, deu empate (0 a 0).


Gilberto Macena acerta com o Tocantinópolis EC

O atacante Gilberto Macena acertou com o Tocantinópolis EC e vai disputar a segunda partida da semifinal e, em caso de classificação, os dois jogos finais do Campeonato Tocantinense – 2020. Depois de 16 anos fora do país, o tocantinense vai realizar o sonho de jogar profissionalmente em seu estado natal.

“Sou da região, nasci em Cachoeirinha e já tinha uma identificação com o clube desde criança. Não estava planejando voltar agora para atuar no Tocantins, mas muita coisa aconteceu por conta da pandemia e surgiu essa oportunidade importante para que possa ajudar o clube”, comentou Macena.

“Estou muito feliz com esta chance de vestir a camisa do Tocantinópolis EC pela primeira vez e agora é trabalhar duro para ajudar a equipe na partida semifinal, que já é uma espécie de final adiantada, pois quero chegar à final e ser campeão com o clube”, completou o atacante.

O segundo jogo da semifinal do Campeonato Tocantinense – 2020, entre Tocantinópolis EC e Interporto FC, está agendado para 24 de janeiro (domingo), às 16h (de Brasília), no estádio General Sampaio, na cidade de Porto Nacional (TO). No primeiro jogo, realizado no começo do ano, deu empate (0 a 0).

Carreira
Ao longo de sua carreira, que é natural de Cachoeirinha (TO), defendeu o Holbæk B & I e o AC Horsens, ambos da Dinamarca; Shandong Luneng e Hangzou Greentown, os dois da China; Buriram United, da Tailândia, Al-Qadisiyah Football Club, da Arábia Saudita; Bangkok United e Chiang Rai United, ambos da Tailândia. No Brasil, antes de migrar para o cenário internacional, Macena jogou pelo Ceres FC-RJ, Comercial FC-SP e Rio Claro FC-SP.

Gilberto Macena enxerga 2020 como o ano do seu retorno em grande estilo

O atacante Gilberto Marcena, de 35 anos (1º de abril de 1984), viveu momentos de incerteza em sua carreira, devido a duas contusões sérias e seguidas, uma em cada joelho (ligamento cruzado anterior), que o fizeram trabalhar duro por cerca de dois anos, mirando o retorno. Para voltar a fazer o que maia ama, o tocantinense buscou os primórdios de sua carreira, optando por jogar na primeira equipe que defendeu internacionalmente, o Holbæk B&I, da Dinamarca.

Mas, quando essa volta aconteceu, Macena percebeu que estava, realmente, defasado fisicamente e também na questão do ritmo de jogo. “Depois de todo esforço para voltar a jogar, eu fui liberado pelos médicos e retornei ao Holbæk B&I, que foi o meu primeiro time fora do Brasil. E quando passei a treinar com os demais jogadores do elenco e joguei as primeiras partidas, percebi o quanto estava atrás na parte física e também no ritmo de jogo; só vim a melhorar depois de três meses trabalhando forte semanalmente ao lado do grupo”, relatou.

“Agora, cumprido esse período, estou bem novamente, me sentindo preparado, com a mesma forma física que tinha antes. Por isso, enxergo 2020 como um grande ano, que marcará o meu retorno em grande estilo, jogando da forma como estava antes de me contundir”, acrescentou o atacante.

A primeira contusão sofrida por Macena foi no joelho direito e ocorreu em maio de 2017, quando defendia o Bangkok United, da Tailândia, em jogo contra o Super Power FC, pela Liga Tailandesa. “Estávamos vencendo bem o jogo, goleando e o zagueiro adversário me deu uma entrada extremamente violenta e desproporcional, que acabou machucando o meu joelho, me fazendo passar pela primeira intervenção cirúrgica”, relembrou Gilberto.

A segunda, no joelho esquerdo, se deu em janeiro de 2018, defendendo o Chiang Rai United, também da Tailândia, na fase preliminar da Liga dos Campeões da Ásia (AFC Chmapions League), em partida contra o chinês Shanghai SIPG. “A segunda contusão se deu em um lance de jogo, sem qualquer maldade da equipe adversária. Foi um infortúnio mesmo”, relatou Macena.

No processo de recuperação das duas lesões, Gilberto sempre contou com o apoio de pessoas importantes. “Além da minha família, tive o privilégio de contar com o auxílio de pessoas sensacionais, sem falar nos grandes profissionais que estiveram ao meu lado, dando todo o suporte para que eu pudesse me recuperar das duas contusões e ficasse novamente apto a jogar. Passar por duas cirurgias seguidas deixa qualquer esportista triste e reticente quanto ao prosseguimento da sua carreira, mas com muita fé e o apoio da família e amigos, consegui superar as dificuldades e estou pronto pata voltar a brilhar”, comentou.

Ao longo de sua carreira o tocantinense, que é natural de Cachoeirinha, defendeu o Holbæk B & I e o AC Horsens, ambos da Dinamarca; Shandong Luneng e Hangzou Greentown, os dois da China; Buriram United, da Tailândia, Al-Qadisiyah Football Club, da Arábia Saudita; Bangkok United e Chiang Rai United, ambos da Tailândia. No Brasil, antes de migrar para o cenário internacional, Macena jogou pelo Ceres FC-RJ, Comercial FC-SP e Rio Claro FC-SP.

Na temporada em que atuou pelo Buriram United, Macena conquistou diversos títulos: Toyota Thai Premier League, Toyota League Cup, Kor Royal Cup, Toyota Mekong Club Championship – 2015 e Chang FA Cup 2015.

Na temporada 2009/2010 foi campeão e o principal artilheiro da Liga da Dinamarca da 1ª Divisão, atuando pelo AC Horsens. Já vestindo a camisa do Chiang Rai United, o tocantinense foi campeão da Copa da Tailândia (2018).

Gilberto Macena está pronto para estrear e ajudar o CA Caçadorense a vencer o Barra

Foram dias de muita perseverança e, posteriormente, de muita espera. Mas, o sofrimento acabou. O atacante Gilberto Macena, que se recuperou de duas cirurgias no joelho, jogou um curto período na Dinamarca e depois ficou aguardando o retorno do futebol em meio a pandemia de coronavírus, estará à disposição do técnico Itaqui para o jogo entre CA Caçadorense, sua nova equipe, e o Barra FC, que ocorre nesta quarta-feira (26 de novembro), ás 20h (de Brasília), no estádio Dr. Hercílio Luz (Gigantão da Avenidas), em Itajaí (SC), pela sexta rodada do Campeonato Catarinense da Série B – 2020.

E, Macena quer ajudar o CA Caçadorense a crescer na competição e subir na classificação geral. “Primeiramente, estou bastante motivado, tivemos alguns problemas com a documentação e terminou atrasando minha estreia, mas agora está tudo resolvido. Sabemos que cada jogo é uma final, então quero dar o meu melhor dentro de campo e ajudar os meus companheiros a sair com os três pontos”, comentou o atacante.

“Que Deus abençoe esse meu retorno. Que eu possa fazer gols e ajudar ainda mais minha equipe a buscar a classificação”, complementou Gilberto.

O CA Caçadorense ocupa a quinta colocação na classificação geral, com nove pontos, em cinco jogos realizados (02 vitórias e 03 empates). Já o Barra FC aparece no quarto lugar, com 10 pontos e as mesmas cinco partidas disputadas (03 vitórias, 01 empate e 01 derrota).

Na rodada passada, o time de Caçador bateu o Guarani de Palhoça (2 a 1), atuando em seu estádio, enquanto o seu adversário venceu o derby diante do Camboriú (1 a 0).

Carreira
Ao longo de sua carreira o tocantinense, que é natural de Cachoeirinha, defendeu o Holbæk B & I e o AC Horsens, ambos da Dinamarca; Shandong Luneng e Hangzou Greentown, os dois da China; Buriram United, da Tailândia, Al-Qadisiyah Football Club, da Arábia Saudita; Bangkok United e Chiang Rai United, ambos da Tailândia. No Brasil, antes de migrar para o cenário internacional, Macena jogou pelo Ceres FC-RJ, Comercial FC-SP e Rio Claro FC-SP.

Na temporada em que atuou pelo Buriram United, Macena conquistou diversos títulos: Toyota Thai Premier League, Toyota League Cup, Kor Royal Cup, Toyota Mekong Club Championship – 2015 e Chang FA Cup 2015.

Na temporada 2009/2010 foi campeão e o principal artilheiro da Liga da Dinamarca da 1ª Divisão, atuando pelo AC Horsens. Já vestindo a camisa do Chiang Rai United, o tocantinense foi campeão da Copa da Tailândia (2018).

Gilberto Macena agradece a todos que auxiliaram em sua total recuperação

O atacante Gilberto Macena concluiu com êxito todas as etapas de recuperação de uma cirurgia no ligamento cruzado do joelho esquerdo. Foram oito meses de trabalho sequente e árduo, que exigiu muita disciplina, concentração e uma grande dose de fé para que tudo caminhasse de acordo com o planejado.

“Não é momento de olhar para trás, o que passou já ficou e agora tenho que focar o que está por vir, pois consegui superar as dificuldades e conclui todo o estágio de recuperação de forma amplamente satisfatória. Agora é seguir trabalhando fisicamente e depois buscar o ritmo de jogo ideal, já que estou me sentindo muito bem e confiante”, comento Macena.

Com o complemento da recuperação, Gilberto sabe que é a hora de agradecer. “Não posso deixar de lembrar e agradecer algumas pessoas que foram importantes demais nesse processo de recuperação, como: Instituto do Joelho, do médico René Abdalla; o técnico Fábio Carille, que me fez o convite para tratar com a equipe de fisioterapia do Corinthians Paulista, que é extremamente competente e tenho muito a agradecer também. Por fim, o preparador físico Tonello Marília, que me ajudou muito aqui na Tailândia”, acrescentou o tocantinense.

“As inúmeras mensagens que recebi dos fãs e amigos, que ficaram na torcida pela minha recuperação, e o apoio familiar, também foram importantes demais, sempre me dando o ânimo necessário para seguir trabalhando pela recuperação plena”, complementou o Gilberto, lembrando também de todo o profissionalismo da equipe do HCor.

Com a temporada se aproximando do final, Macena tem ainda um bom tempo pata aprimorar a parte física e ganhar o ritmo de jogo ideal, já visando 2019. “Tenho que estar pronto para a temporada de 2019, seja atuando pelo Chiang Rai ou por qualquer outra equipe”, finalizou o atacante brasileiro.


Visit fbetting.co.uk Betfair Review